Anantara Siam Bangkok

Hotéis

Por Fábio Vilela

Enfim Tailândia, depois de uma peregrinação de vôos, lounges, aeroportos – chegamos! Em todas as cidades que visitei no país eu me hospedei nos hotéis da rede Anantara por recomendação de um amigo – confesso que ainda não conhecia e me surpreendi pela qualidade do serviço e excelência no atendimento.

Eu ganhei vários mimos cortesia durante todas minhas hospedagens porque este mesmo amigo meu que representa a rede sabia que era meu aniversário e avisou os hotéis – então eles prepararam carros de/para aeroporto para me buscar/levar, amenities nos quartos, upgrades dos apartamentos que eu tinha reservado para melhores, etc – mas o preço da hospedagem vou colocar separado de cada hotel para vocês terem uma idéia de custo.

Detalhe que eu já amei na chegada – o carro vem equipado com wifi – você já sai do aeroporto online!

Chegada no aeroporto de Bangkok

Como vocês devem imaginar – eles me trataram com um rei. Cheguei e já fui recepcionado pelo duty manager que brevemente me apresentou o hotel – e confesso – é de impressionar – desde a recepção até as áreas externas.

O prédio é maravilhoso e fica bem no coração da região de compras como MBK Center, Siam Discovery Center, Siam Center e o Siam Paragon.

Ahh, palmas para as fotos que minha amiga tirou – aliás, melhor que a cia dela foi não precisar “trabalhar” em nenhum hotel – ela ficou encarregada de registrar todas as imagens e como é fotógrafa, o resultado não poderia ser melhor.

O lobby do hotel estava com uma exposição de arte além de ter um memorial montado em homenagem ao rei que faleceu ano retrasado.

O hotel possui um lounge para quem reserva determinados tipos de apartamento ou até mesmo para quem compra o upgrade durante o check-in. Eu fui informado logo na chegada que já tinha me mudado de quarto (em relação ao que eu tinha reservado) e que tinha recebido upgrade com acesso ao lounge – UHUL ! Lógico que como forma de agradecimento à todos os hotéis que eu fiquei fiz questão de postar as fotos no meu instagram pois eles não tinham obrigação nenhuma de fazer tudo o que fizeram por mim, então nada mais justo que “retribuir”.

O lounge – que leva o nome de Kasara – ficava no mesmo andar do meu apartamento e oferece diversas comodidades para os hóspedes.

Nesta sala vip você tem café da manhã cortesia, internet de alta velocidade, jornais e revistas, computadores, happy hour e business center.

A diária do quarto mais simples – que era o que eu tinha reservado – U$180 se comprar com antecedência pois eles tem aquela tarifa “Advanced Purchase” que não permite cancelamento mas te dá um desconto maior.

Como chegamos pela manhã o café da manhã estava servido e aproveitamos para registrar as opções.

  

Depois dos trâmites de check-in feito no lounge fomos para nosso quarto. O apartamento era dividido em sala/escritório e a outra parte a cama.

O closet era MEGA espaçoso e não tive que disputar lugar com minha amiga, rs.

 

Detalhes de boas vindas – desta vez meu rosto não veio esculpido na melancia, rs.

O banheiro era enorme e os amenities oferecidos eram da L’Occitane.

No primeiro dia fomos jantar no Spice Market – um dos diversos restaurantes do hotel.

A cozinha é tailandesa – uma das minhas favoritas.

Cadê o Fabinho? Rs.

O atendimento foi excepcional – aliás falando nisso, eu comentei com a Patty, minha amiga, que ela é uma companhia muito cara. Para quem acompanhou nos stories do instagram viu o tanto que ela AMA champagne e não economiza na hora de pedir. Teve hotéis que a conta nossa de bar/extras ficou mais cara que a diária, ou seja, próxima viagem preciso levar amigos(as) que tomem litrão de cerveja, vai ficar mais econômico, rs.

Gente, este prato aqui abaixo foi um dos meus favoritos – eu esqueci o nome, mas você pega estas folhinhas e coloca várias coisas dentro enrola e come – demais!

Nós tentamos manter a forma um dia ou outro – mas nem sempre conseguimos ir na academia. O espaço é cortesia para os hóspedes. Os aparelhos de aeróbico eram bem modernos, já os de musculação nem tanto.

O hotel oferece também uma piscina em meio à um jardim enorme – nem parece que você está no centro da cidade.

A impressão que se tem é que você está no meio da floresta – um verdadeiro oásis.

Preciso falar sobre o wifi do hotel – ponto SUPER positivo – pegava em todos os lugares e de altíssima velocidade.

No segundo dia fomos  almoçar no italiano no Biscotti – que é o restaurante italiano do hotel.

Pedimos este calzone de mascarpone – pensa num “trem bão” – eu nunca tinha comido – e me surpreendi com o sabor.

Penúltimo dia antes de irmos embora aproveitamos para fazer um tratamento de “casal” (apesar de não sermos, rs) no SPA do hotel.

Eu não canso de falar aqui – o atendimento na Ásia é algo surreal né? O pessoal que trabalha lá é tão educado, prestativo e gentil que a gente até assusta pois não estamos acostumados.

Nem preciso dizer que a massagem foi excepcional – ainda mais quando você ainda está sofrendo de jetlag – você vai no céu e volta de tanto que você relaxa.

E por útimo – o café da manhã – que era servido no atrium à cèu aberto do hotel.

Opção era o que não faltava – pães, frios, panquecas, noodles – tudo feito na hora.

Eu fui embora no dia do meu aniversário e na noite anterior eles me surpreenderam com este presente no quarto.

Se você tem planos de ir para Bangkok – não deixe de considerar o hotel – vale a pena – ainda mais pelo custo x benefício!

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis