Azul anuncia voos entre Porto Alegre e Montevidéu

Notícias 3

Por Fábio Vilela

A Azul estreará operações em Montevidéu, no Uruguai, em 4 de maio, com quatro voos semanais a partir de Porto Alegre. A capital uruguaia será o segundo destino regular internacional servido pela companhia na América do Sul – autoridades brasileiras e uruguaias já analisam o pedido de operações encaminhado pela empresa.

azul011

“Expandir possibilidades aos nossos Clientes reflete o esforço da Azul em amplos investimentos com foco em mercados estratégicos. A ligação regular para Montevidéu atenderá à demanda de lazer e turismo, mas também terá impacto entre os Clientes que viajam a negócios. Desta forma, esperamos ter uma alta ocupação nestes voos”, afirma Antonoaldo Neves, presidente da Azul.

Setenta assentos serão disponibilizados por trecho, uma vez que a operação será com turboélices ATR 72-600, em ligações com a capital gaúcha que terão duração aproximada de duas horas.

Em Porto Alegre, a Azul ofertará conexões para São Paulo (Campinas, Guarulhos e Congonhas), Belo Horizonte (Confins), Curitiba, Florianópolis, Navegantes, Pelotas e Santa Maria. Além da capital mineira e São Paulo (Campinas), os dois maiores hubs da companhia, a oferta da Azul em São Paulo (Guarulhos e Congonhas) e Rio de Janeiro (Santos Dumont) garantem ampla conectividade de todo o país à capital uruguaia.

Muito boa a novidade, mas o vôo ser de ATR é complicado né?

3 respostas para “Azul anuncia voos entre Porto Alegre e Montevidéu”

  1. Cristiano Andrade disse:

    Não vejo grandes problemas no ATR, acho um avião até confortável. Como é uma vôo de 2hs e na região sul pode ser um pouco mais turbulento (teto operacional do equipamento mais baixo).
    Lógico que comparando com os ERK-190/195 é pior, especialmente devido a TV ao vivo.
    O problema é para quem é de SP fazer a conexão em Porto Alegre, fazendo uma viagem de 3hs se tornar 4 a 5 hs dependendo do tempo de conexão.

    • André Dias disse:

      Provavelmente o plano era colocar uma ligação POA-MVD de ATR e um VCP-MVD de E-jet, porem com essa situação economica nacional e a demanda despencando, preferiram lançar só o trecho de POA, pois esse trecho tem demanda quase garantida para um ATR, a partir daí passam a analizar o fluxo de passageiros para observar se o numero de pessoas fazendo a conexão VCP-POA-MVD justifica a implantação de um voo direto.

  2. Hezequiel Lando disse:

    Imagino a turbulência desse voo… Já que pra aquelas regiões é tenso.

    Vamos ver os preços.

Deixe uma resposta

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis