Bradesco altera regras para compras no exterior com cartão de crédito

Notícias 14

Por Fábio Vilela

Pessoal, recebi minha fatura do Infinite hoje do Bradesco e junto veio este comunicado, vejam:

bradesco

Para quem não entendeu, é o seguinte: Muitas lojas e estabelecimentos nos EUA já aceitam passar as compras em reais com uma conversão automática, evitando assim o pagamento de IOF e também flutuação da moeda.

O Bradesco não vai permitir mais esta modalidade e as compras feitas desta forma não serão aprovadas.

Em vez de melhorar a vida dos clientes, o banco só piora! Lamentável!

Publicidade
Publicidade

14 respostas para “Bradesco altera regras para compras no exterior com cartão de crédito”

  1. Felipe disse:

    Esse IOF de 6,38% em compras no exterior é que uma vergonha!!! Isso sim!

  2. JOHN disse:

    Todos os Bancos iram mudar é regulamentação do BACEN, NÃO CULPA DO BRADESCO !!!

  3. Nordnei disse:

    Pessoal está havendo alguma confusao sobre esta regra: na verdade ela vale ela vale para TODOS os cartoes. Quanto ao IOF ,ele tambem é cobrado quando a conversao é feita para reais ainda no exterior.

    Segue fonte Correio Brasiliense:

    A partir de setembro, os bancos vão proibir o pagamento das compras com cartão de crédito no exterior convertidas diretamente em real. A ordem entre as instituições financeiras é empurrar para os clientes o risco da alta da divisa dos Estados Unidos. Quando o valor do débito lá fora é convertido imediatamente em reais, no ato da compra, pela cotação do dia da moeda norte-americana, se os preços do dólar subirem até o vencimento da fatura, são os bancos que arcam com a diferença. Agora, com a divisa dos EUA em disparada, as operações em reais viraram sinônimo de prejuízo para as administradoras dos cartões.

    A decisão de suspender as compras em reais no exterior partiu da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). Nenhum banco quer manter esse sistema diante da perspectiva de o dólar chegar aos R$ 2,70 até o fim do ano. “Se a moeda norte-americana continuar subindo, como tudo indica, o consumidor sai prejudicado. É como se ele estivesse usando o dólar futuro nas compras internacionais em moeda estrangeira. Quando havia a possibilidade de conversão automática em real, se a divisa dos EUA subisse ou caísse, a responsabilidade era do banco. Agora, é da pessoa que compra lá fora”

  4. Luiz De Freitas disse:

    … na verdade cada vez que se paga uma conta em outro pais o Banco é obrigado legalmente a cobrar o IOF … a unica maneira de se evitar isso é pagando em dinheiro vivo (reais, dolar, euro, diamantes, ouro, etc, ou seja sem a intermediação de outra pessoa, banco, casa de cambio, etc). Uma forma mais trabalhosa é fazer uma ordem de pgto internacional a uma agencia de turismo sediada no exterior para cobrir as despesas de viagem (hoteis, aluguel de carro etc).

  5. Marcel Veloso disse:

    O Itaú também enviou este comunicado, recentemente estive nos EUA e comprei em BRL e cobraram o IOF.

  6. Tiago disse:

    O Bradesco não cobrava mesmo, mas estava fazendo errado. Provavelmente a mudança deve ter ocorrido justamente para evitar essa ilegalidade. Os outros bancos atualmente cobram iof em compras em reais no exterior, e nesse caso fica pior para o consumidor, porque a taxa de conversão no exterior nunca é das melhores.

  7. guilherme disse:

    Uso como exemplo o paypal que deixa pagar em real mas cobra iof das compras. O hotels.com faz a msm coisa, mas isso com cartoes bb, nao sei do bradesco

  8. Fabrizio Cosentino disse:

    E na Amazon, que está passando em reais agora? Será que vai aprovar? Abs

  9. guilherme disse:

    Acho que pagando em reais o iof eh cobrado da msm maneira, o caso era mesmo se proteger da flutuacao da moeda.

    • Fábio Vilela disse:

      Guilherme não é cobrado não! Pelo menos de todas lojas que já usei, nunca veio cobrando, pois a conversão é automatica na hora, e como a conta é passada em reais, não tem como ter imposto. É como se estivesse comprando em um estabelecimento no BR.

      • Leonardo disse:

        Fábio, desde o início de 2012, a Receita criou um normativo por meio do qual foi instituída a cobrança de IOF sobre compras em reais no exterior.
        Para efetuar a cobrança, eles verificam o local da compra e não a moeda.
        Abraço!

Deixe uma resposta

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis