Cancelei meu primeiro “bug” – e não me arrependo!

Diversos Notícias

Por Fábio Vilela

Neste nosso mundo maluco de passagens aéreas, milhas, pontos e programas de fidelidade, nada desperta a sirene de interesse da maioria do que algo chamado “bug”.

O “bug” ou até mesmo “mistake fare” para quem não sabe, é alguma inconsistência/erro encontrada(o) na hora de comprar a passagem, seja um preço muito abaixo do normal, um valor fora de tabela, ou simplesmente algo qualquer que não era para acontecer em circunstâncias normais.

Quando isto acontece, é literalmente o terror para as cias aéreas, afinal elas se veem naquele impasse de: “E agora? Honro o “prejuízo” ou perco o cliente?” E para nós, usuários é aquela agonia de esperar um posicionamento oficial.

Já noticiamos vários “bug’s” aqui no site, e um deles que eu particularmente nem eu consideraria um “SUPER” bug foram as passagens para Las Vegas em classe executiva pela American Airlines por R$4.320,00 (leia o post original aqui). O preço não era tão barato assim, mas muito abaixo do que as cias costumam praticar para a costa oeste dos Estados Unidos, então podemos classificar como um mini-bug, digamos, rs.

Costumamos sempre discutir que há duas regrinhas básicas quando acontece um bug: a primeira “Não ligar para a cia aérea/programa de fidelidade enquanto ainda está acontecendo.” e a segunda “Jamais cancelar!”.

Pois é, eu acabei de quebrar uma delas!

Em Março, quando eu fiz este post e claro, comprei a passagem, minha única intenção era poder acumular mais Avios no programa da British Airways (leia mais sobre o programa aqui) e garantir meu status Emerald para 2019.

Porém, com meu ritmo de viagens acelerado, acabei acumulando o necessário para manter meu status na oneworld bem antes desta viagem, portanto a razão pela qual eu tinha comprado foi por água abaixo.

Levei em conta também três outros fatores: primeiro que os aviões das rotas seriam todos repetidos o que não agregaria nada de inédito de conteúdo pro site, e segundo que realmente seria muito próximo de outras duas viagens, o que me deixaria extremamente cansado – não que eu não goste de andar de avião, mas tem hora que realmente quero ficar mais no chão e terceiro é que já estou careca de conhecer Las Vegas.

Bom, minha viagem se iniciaria hoje, e até ontem as 21:00hs eu não tinha tomado nenhuma decisão, mas hoje, colocando os fatores que expliquei acima pra vocês, puxei o gatilho e cancelei a passagem e posso falar, “I feel Great!”. 

Pelas regras do bilhete ele era não reembolsável, mas eu tive a sorte de ter um dos meus voos de volta cancelado, o que me garantiu a possibilidade de reembolso integral – UFA!

Confesso que em outros tempos eu teria embarcado nesta loucura somente para ficar no ar curtindo o avião, mas chega um ponto que começamos a priorizar outros aspectos de nossas vidas, e como esta viagem não iria teoricamente acrescentar nada pra mim e nem pro site, cancelei de consciência tranquila.

Baseado em tudo isto, fiquei pensando – será que tem leitor aqui do site que já passou por isto? Você já precisou cancelar um bug e ficou chateado/arrependido/coração partido?

Quero saber de vocês!

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis