Cartões American Express emitidos no Brasil – Anuidade cara e sem benefícios!

Vocês já sabem que meus dois cartões de crédito principais que utilizo é o Mastercard Black Unlimited do Santander e o The Platinum Card da American Express – sendo este último o meu principal quando não há promoção de bônus em triplo do Santander.

Eu tenho muitos amigos americanos que possuem o The Platinum Card emitido nos EUA e quando eles me falam dos benefícios eu fico com vergonha de comparar com o nosso.

Só para citar alguns diferenciais – o TPC americano (anuidade de U$550) oferece:

  • U$200 de crédito para ser usado em corridas de Uber nos EUA (limite de U$15 por mês) e status VIP no app.
  • 5 pontos por U$ quando você compra passagens direto pela cia aérea ou pelo sistema da American Express Travel e 5 pontos por U$ quando você reserva hotel pelo American Express Travel.
  • U$200 de crédito para ser usado em cias aéreas participantes (seja p/ comprar refeições, despachar malas, etc).
  • U$100 de crédito para você se cadastrar no TSA Pre-Check (aquele sistema que você usa fila prioritária de raio-x nos aeroportos americanos).
  • Status Gold no programa da Starwood Hotels.
  • Status Gold no programa do Hilton Hotels.
  • Sem tarifa extra para uso no exterior (tudo bem que o IOF é uma regra do nosso governo, portanto não tem como questionar).
  • Acesso online ao Fine Hotels & Resorts (com inúmeros benefícios) – podendo fazer a reserva direto pelo site.
  • Até 60.000 pontos na adesão ao cartão se cumprir determinada meta de gastos
  • Priority Pass Select – Uso ilimitado para portador + 2 acompanhantes em mais de 1.000 salas vips pelo mundo.
  • Aplicativo mobile para controlar os gastos e gerenciar sua conta.
  • Acesso gratuito a milhares de hotspot’s da Boingo.
  • Cartão emitido em material de metal/titanium.
  • International Airline Program – onde você compra passagens com desconto para até 8 passageiros em cias aéreas selecionadas.
  • Acesso às salas VIP’s da Delta, Airspace Lounge, Escape e Centurion.

Bom, agora você senta e chora, pois vou comparar os benefícios do cartão emitido no Brasil.

O TPC brasileiro (anuidade de R$1.200) oferece:

  • NADA!

HAHAHAH, brincadeira, foi só pra descontrair, vamos lá!

  • Sem bônus de adesão.
  • Sem Priority Pass.
  • Sem status em programas de fidelidades.
  • Sem promoção de acúmulo de bônus.
  • Fine Hotels & Resorts super burocrático – necessário entrar em contato com agência para poder reservar.
  • 2,2 por U$ gasto que não expiram no Membership Rewards – para cartões emitido até Novembro/16.
    • Cartões emitidos após esta data pontuam no Livelo e possuem quantidade de parceiros aéreos reduzidos. Já confirmei que não expiram!
  • Acesso às salas VIP’s da Delta (quando estiver voando pela cia), Airspace Lounge, Escape, Salas Centurion pelo mundo, Bradesco no Brasil e Sala’s VIP no aeroporto de Brasilia.
  • Passagens aéreas com desconto que geralmente são mais caras que se compradas diretos pela cias aéreas.

E agora, te pergunto – realmente vale a pena ter este cartão? Eu só mantenho o TPC pelos parceiros aéreos que são inúmeros e o maior leque de opções dentre os cartões emitidos no Brasil (British, Iberia, TAP, Delta, Alitalia, Singapore, Emirates, Air France-KLM, GOL, LATAM, Azul, Amigo, Lifemiles) – pois pelo contrário o cartão não é interessante/vantajoso na relação custo x benefício, concordam? Sem mencionar no altíssimo valor da anuidade né? A maior do país!

Eu fico muito decepcionado com este tipo de segmentação de mercado – tudo bem que a economia aqui é diferente, a marca é gerida pelo Bradesco e há outros inúmeros outros fatores que possam impedir a marca de oferecer benefícios – mas a impressão que eu tenho é que o Amex no Brasil está indo “ladeira a baixo”, deixando o prestígio do seu nome que já foi tão respeitado e perdendo clientes. Não se vê promoções, não se vê vantagens e muito menos incentivos para o cliente usar o cartão – Uma PENA!

Qual a opinião de vocês?