Classe Econômica da American Airlines no B777-300 de Guarulhos para Miami

Avaliações Cias Aéreas Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

Olá Pessoal, tudo bem? 

Aqui é o Gabriel! Recentemente fiz uma avaliação de classe econômica (sim, econômica) aqui no Passageiro de Primeira. Agora, cá estou eu mais uma vez, neste site lindamente reformulado com mais um review para vocês! 🙂

Dessa vez o voo é em uma rota bem conhecida dos brasileiros: São Paulo – Miami com a American Airlines. Então já vai “pingando o rivotril no café” porque a classe econômica está de volta ao Passageiro de Primeira!

 

CHECK-IN 

Lá estava eu no saguão do terminal 3 de Guarulhos depois de uma longa escala após o primeiro trecho da minha viagem partindo de Confins (longas escalas são recorrentes na minha vida). A fila para o check-in da econômica da American estava XICANTE, é claro, então decidi usar o meu humilde status Gold na Latam (que consegui com os pontos qualificáveis da viagem de AKL) para fazer o check-in no balcão prioritário da executiva/first (já sou praticamente um Passageiro de Primeira – só que não) que estava vazio. O atendimento demorou um pouco, mas foi justificável já que a atendente estava tentando nos colocar em assentos juntos para todos os trechos da viagem.


O EMBARQUE

Já falei um pouco no último post sobre a preparação física e psicológica necessária para voar de econômica, e não foi diferente dessa vez: eu estava munido com meu próprio amenity kit, bateria do celular carregada e cheio de sono para poder dormir o máximo possível e ter a sensação de que o tempo passou mais rápido. O único problema é que tinha esquecido o meu travesseiro de pescoço, super companheiro de batalha, então teria que encarar a tarefa hercúlia de fazer uma gambiarra e transformar a manta que eles dão durante o voo em um super travesseiro confortável.

O embarque foi bem eficiente e aconteceu no horário previsto. A aeronave em si parecia nova e muito bem conservada. A configuração de assentos é 3 x 4 x 3 na maior parte do avião e 2 x 4 x 2 nos assentos de trás (onde eu estava). Foi um pouco triste passar pela executiva estilo espinha de peixe que parecia tão novinha e confortável. Precisei me encher de positividade para não me abalar e fui para o meu assento pensando “Um dia quem sabe!” (hehe).

Fiquei na poltrona 41L, achei a posição perfeita pois é na fileira dupla e ainda longe o suficiente do banheiro para não ser incomodado durante a viagem. A reclinagem do assento é bem o que se espera de um assento de econômica e o espaço para as pernas foi ok. Nenhuma novidade por aqui.

Sobre os assentos havia um cobertor azul e um travesseiro daqueles mais finos que tem, perfeito para tirar de perto de você e colocar em baixo da poltrona. Um ponto bem positivo é que a tomada está localizada bem embaixo do monitor, super fácil de acessar! Diferente daquelas que são debaixo da poltrona e você precisa se contorcer todo para colocar o celular para carregar. 


ENTRETENIMENTO 

O entretenimento de bordo é individual e possui diversas alternativas como livros, músicas, filmes, séries, jogos e uma seção kids para pessoas de todos os gostos e idades se entreterem durante a viagem. Achei a seleção de filmes muito boa, tem vários títulos muito recentes, porém nem todos são legendados em português. A tela também permite acessar alguns comandos como chamar um comissário e acender a luz de leitura.

A aeronave também tem internet a bordo, com planos que variam de $12 para 2 horas de uso a $19 para todo o tempo de duração do voo. Como eu não usei, não consigo falar para vocês se a conexão é boa ou não, então terão que se contentar apenas com a informação de disponibilidade deste serviço.


A COMIDA 

Bom, como vocês devem saber o termo “comida de avião” não é usado exatamente para descrever um prato muito delicioso digno de uma estrela Michelin, e esse foi bem o caso nesse voo. Para o jantar eu escolhi um strogonoff de carne com arroz e brócolis, que vinha acompanhado de um pão integral, uma salada de arroz e biscoito cream cracker (é biscoito ou bolacha?).

Vamos por partes agora: o strogonoff com o arroz e o brócolis estavam basicamente sem gosto nenhum; a salada de arroz pelo menos tinha gosto, mas era um gosto ruim e o pão estava duro. Me contentei em saborear o cream cracker. 

O café da manhã era uma opção única de um pão indecifrável, salada de frutas, geleia, manteiga e suco de laranja. O “pão” parecia uma tentativa mal sucedida de fazer um croassaint, já que era bem amanteigado. Comparando com a janta, o café da manhã estava ok. 

Acho que por eu estar bem cansado por causa da longa escala, consegui dormir bastante durante o voo. Não consegui se quer terminar de assistir um filme sem antes cair no sono. Ainda assim cheguei meio capenga em Miami, querendo apenas uma caminha para capotar por mais algumas horas.

A tripulação foi cordial e atenciosa, os comissários americanos se esforçavam para falar e entender as pessoas que falavam em português.

No vídeo que vamos publicar em breve eu falo um pouco sobre como fiz a emissão dessa passagem utilizando pontos Multiplus.


VEREDITO

Preciso dizer que estranhamente minhas viagens de avião estão dando certo ultimamente, e digo isso porque recentemente eu estava um pouco azarado, ou como os jovens dizem, zicado. Era uma sequência louca de overbooking, voo cancelado, passagem comprada errada (erro de principiante), passagem cancelada pela companhia e muitas outras coisas que me proporcionaram horas “divertidíssimas” no aeroporto. Mas felizmente essa maré de azar passou (ou pelo menos é o que parece).

Foi tudo bem tranquilo durante este trajeto, nada demais do que se espera de uma classe econômica (isso é bom ou ruim?). Entretanto, me decepcionei bastante com a comida, até porque me lembrava de uma outra experiência agradável com a American em que as refeições estavam bem boas e foram inclusive servidas com talheres de metal e copo de vidro. Mas esse não foi o caso dessa vez. Nesse quesito eu vou comparar direto com a Latam, já que as duas empresas são membros da One World. As refeições reformuladas da Latam para a classe econômica (que você pode ver com mais detalhes no meu último post) se destacam bastante no mercado, onde o senso comum das companhias aéreas é uma refeição bem “mais ou menos”, servida em uma bandeja que mais parece uma caixinha de óculos. 

E, novamente, se você andou comendo moscas com a dicas aqui do Passageiro de Primeira para poder voar de Executiva e Primeira classe sem ter que vender seus órgãos no mercado negro, a econômica da American Airlines vai ser uma maneira tranquila de poder ir para Miami para comprar suas muambas (hehe), só lembre de levar um lanchinho de casa.

Notas:

Check-in: 10 (foi de executiva, né amigos?)

Embarque: 9

Poltrona: 7

Atendimento: 7

Refeição: 4

Entretenimento de bordo: 10

Amenity Kit: Só vai ter se levar o seu.

 


Mensagem do Fábio e Ale

O outro Review de econômica do Gabriel foi entre Auckland e Santiago. Teve inclusive vídeo no YouTube! Se você ainda não assistiu, assista, ficou muito legal!

Devagarzinho estamos ampliando o escopo do site! Nós gostamos muito da avaliação, e vocês?

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis