Classe Executiva da Cathay Pacific no A350 – Cingapura p/ Bangkok

Cias Aéreas Classe Executiva 9

Por Fábio Vilela

Eu estava MEGA ansioso p/ o próximo vôo já que o mesmo seria operado pelo moderno e novo A350XWB da Cathay Pacific. Cheguei no gate com uns 20 minutos de antecedência do horário do embarque mesmo porque o raio-x é feito no portão, então não queria me atrasar.

Apesar de eu ser um super fanboy da Boeing não posso negar o quão “sexy” é este A350, né non?

Esta máscara “à la tiazinha” do cockpit é incrível!

Vôo Cathay Pacific CX0712 – 09/05/2017
Cingapura (SIN) ✈ Bangkok (BKK)
Assento: 21A – Classe Executiva 
Partida: 13:35 / Chegada: 15:00 / Duração: 2h25
Aeronave: A350-900

O embarque aconteceu pontualmente respeitando as ordens de prioridade por lei e clientes elite. Neste A350 da CX não tem primeira classe, e o avião é dividido em executiva, econômica premium e econômica.

A business class tem 2 seções – a primeira (e principal) com 7 fileiras e a segunda com apenas 2. O layout é espinha de peixe o que garante privacidade e acesso ao corredor p/ todos os passageiros.

Durante o embarque eu perguntei p/ a comissária se esta mini-cabine estaria vaga – ela me disse que sim pois o vôo estava super vazio. Então sentei lá para poder ficar mais à vontade p/ fazer as fotos. Por ter somente 2 fileiras a privacidade aqui é bem maior – então sugiro escolher estes lugares – fileiras 20 e 21.

Aliás, falando em comissárias – gente que educação essas meninas da Cathay Pacific né? Elas são de uma gentileza, simpatia e elegância que é de impressionar.

Para quem viaja acompanhado os assentos do meio é a melhor pedida apesar de não permitir um contato muito direto entre um passageiro e outro.

Descanso dos pés nos assentos centrais – aparentemente não afunilam.

Os assentos tem um espaço maior para os pés, então mesmo viajando com o seu “mozão”, sentar na lateral vai te garantir um pouco mais de espaço para seus pés.

Como eu fiquei com a mini-cabine inteira só pra mim, cada hora eu sentei em um lugar, ou seja, almocei em uma, deitei em outra e fiz as fotos em outra, rs.

Como é um voo curto não foi oferecido manta e nem amenity kit mas o travesseiro entregue era de tamanho adequado para um trajeto pequeno.

Ainda em solo foi servido Champagne como bebida de boas vindas – senti falta de um guardanapo ou um suporte p/ o copo. Achei que ficou deselegante ser apresentado desta forma.

Deitei a poltrona para vocês verem que ela fica total flatbed se transformando em uma cama quando reclinada.

Aqui vocês conseguem notar bem o espaço extra lateral do descanso dos pés.

Quando você está sentado o casulo do assento protege seu rosto, mas quando você está deitado sua face fica de uma certa forma exposta no corredor, já que a proteção é menor.

Teve alguns leitores que reclamaram pra mim que acharam o assento estreito. Eu particularmente não senti não. Qual a opinião de vocês?

O descanso dos braços é retrátil, você consegue abaixá-lo para poder ganhar mais espaço.

Ou ainda suspender – que acaba servindo como proteção pro seu rosto quando você estiver deitado.

Interessante que quando você coloca a poltrona na posição cama, uma terceira parte começa a surgir de um lugar  debaixo da cadeira para aumentar ainda mais a superfície do assento.

Do meu lado direito ainda tinha um porta-trecos.

  

No console lateral estava o fone de ouvido, um outro compartimento, espelho, luz de leitura individual, controle da posição do assento e o joystick do IFE.

O fone de ouvido estava MEGA novo, e de muita boa qualidade.

Dentro deste compartimento você ainda tinha a entrada de áudio, tomada universal e USB – tudo de fácil alcance e bem projetado.

O IFE era bem completo e estava disponível em diversos idiomas.

Além de touchscreen a interface era bem clean e de resposta rápida.

Ponto positivo para o custo do wifi – achei bem justo – apesar de não ter usado.

  • Voos com duração de até 6 horas – USD12.95
  • Voos com duração de mais de 6 horas – USD19.95

Aliás, mesmo sendo curto, o voo teve serviço completo – menu, opções de pratos quentes e bebidas alcóolicas.

Vou reiterar o que já falei ali em cima – o atendimento das comissárias foi IMPECÁVEl – educadas de um nível surreal – nota 10 mesmo! O serviço começou com bebidas – sem castanhas.

De prato principal pedi o salmão com quinoa que estava ótimo. O prato veio acompanhado de pães e uma salada de frutas.

E por fim, um sorvetinho pra burlar a dieta né?

Este winglet/sharklet é demais né? Fiquei horas e horas apreciando!

Como o vôo estava MEGA vazio, aproveitei p/ ir fazer umas fotos da econômica premium.

O layout é 2-4-2 e ela fica logo atrás desta segunda seção da executiva.

O espaço das poltronas é bem satisfatório – lógico – tomada as devidas proporções que é uma classe inferior.

A cadeira reclinada não é nada extraordinária, mas já proporciona uma posição mais confortável ao passageiro.

Os controles dos assentos eram manuais e bem ao lado deles estavam o joystick do IFE.

Os passageiros da Premium Economy também recebem fones de ouvido com redução de ruído.

Além disto, cada passageiro tem uma porta USB + tomada universal à sua disposição além de um pequeno console dividindo as duas poltronas.

Voltei então pro meu reino e fiquei lá até pousar. É o máximo quando conseguimos ficar com a cabine só pra gente né? Eu adoro principalmente por causa das fotos 😉

Ah, já me esquecendo – o avião também tem diversas câmeras na fuselagem que te permite assistir o pouso, decolagem e o próprio voo em si.

Bom pessoal, nem preciso dizer que o vôo foi ótimo né? Este é o típico exemplo onde um vôo não precisa ser longo para ser agradável. Serviço consistente, personalizado e atenção de primeira. Well done CX!

Avaliação

Média
9.0

9 respostas para “Classe Executiva da Cathay Pacific no A350 – Cingapura p/ Bangkok”

  1. Keyllon disse:

    Fábio acho essas câmeras na fuselagem muito massa. Lembro quando fui a Paris num A 330 da TAM e tinha várias, no momento do táxi depois do pouso passou na nossa frente um A 380 da Air France, como nunca tinha visto achei o máximo rs rs.
    Ótimo report.

  2. Wilver disse:

    Fábio, bom dia! Off topic: parece que o Bradesco baixou a pontuação do TPC? Agora será 1.7… Está sabendo de algo?
    Abraço.

    • Daniel disse:

      Prezado Fábio,

      Por falar em TPC, encerrando, ano que vem, minha anuidade desta ano (em verdade, quando da futura cobrança, eis que tive isenção total no último maio), encerrarei minha relação após quase 10 anos de cartão…

      Houve uma piora significativa. Não sei se por incompetência do Bradesco, ou por desejarem forçar os clientes Membership Rewards a migrarem para o Livelo.

      Primeiramente, quanto às salas VIP´s, vivem lotadas… e cancelaram a do GIG e outras, restando poucas, as quais aceitam até GOLD (o que contribui para a lotação). Poderia o manter por ser a única sala do SDU, mas o Priority Pass passou a ter uma sala pequena por lá, a qual inda fica bem vazia (e quem recebeu o AA Black Santander tem a limitação de 04 usos por ano, o que não contribuirá para grande uso de tal sala).

      Quanto ao Membership Rewards, já não me recordo de grandes promoções, tais como, no passado, realizaram com IBERIA e outros… tornou-se um programa sem maiores atrativos, aparentemente de forma intencional para forçar os clientes a migrarem para o LIVELO (se for para ter conta no LIVELO, não é necessário ser cliente BRADESCO; logo, não se precisa do TPC).

      A pontuação de 2,2 é superada, hoje, por vários cartões destinados a público segmentado, destacando-se o SANTANDER, com promoções reiteradas e interessantes, permitindo pontuar bem acima de tal montante.

      Por falar em cartões destinados a público segmentado, o atendimento telefônico é lastimável, sempre demorando consideravelmente, o que não condiz com o público alvo. Como se não bastasse, não possui tecnologia agregada, tendo, inclusive, encerrado o PASSBOOK sem qualquer aviso.

      Enfim, um cartão que já foi TOP, o melhor do PAÍS, ora foi superado por seus concorrentes, seja face a melhora destes, seja pela sua péssima administração. Poderíamos considerar que possuem salas VIP’s nos EUA, mas para quem tem o Priority Pass não seria um grande diferencial…

      Fica o lamento, pois o TPC já foi único… e, agora, é apenas mais um, com atendimento sofrível, tecnologia pífia e promoções interessantes ausentes.

      • Fábio Vilela disse:

        Concordo plenamente Daniel.
        O cartão só vem decaindo, sem promoções quiça benefícios interessantes aos usuários.
        Uma pena!

        • Daniel disse:

          Quanto aos pontos, como estou na fase de conhecer cabines premium de cias novas (e face não ter conseguido emitir THAI FIRST via AMIGO – acabei vendendo 600k, conduta que sou contrário mas assim agi por me ver sem saída), transferirei para o LIFEMILES, onde emitirei FIRST ASIANA no A380 entre LAX e Ásia por 85k OU JFK-TPE na business EVA do 777.

          Qual considera melhor: FIRST ASIANA A380 ou BUSINESS EVA 777?

        • Daniel disse:

          Caro Fábio,

          Se eu soubesse que você teria interesse em tais 600k milhas, seria um PRAZER ENORME!!! Até como uma forma de retribuição por todo o conhecimento transmitido (o qual não é pouco), trocas de ideias e dicas insuperáveis!!!!

Deixe uma resposta

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis