Classe Executiva da Delta no A330-300 – São Paulo p/ Atlanta

Como minha passagem se iniciava em Uberlândia e estava tudo em um só bilhete já consegui despachar malas aqui mesmo. Em São Paulo só tive que passar no balcão da Delta para conferência de documentos e troca do cartão de embarque. O check-in foi super rápido e ágil e a menina que nos atendeu foi bem educada.

Fui então para o GOL Premium Lounge (leia o review aqui) onde esperei até o momento do nosso voo – novamente encontrei vários leitores por lá – sempre é um prazer ver vocês pelos aeroportos e ainda mais saber que a maioria deles estão viajando em business/first por causa das dicas do site. Aliás, teve 2 leitores que me mandaram direct depois que eu saí da sala vip dizendo que ficaram com vergonha de ir falar comigo – Ah, gente pára né? Vem me dar pelo menos um oi! 😉 Eu adoro conhecer vocês e estas são poucas oportunidades que temos.

Vôo Delta Airlines DL104 – 26/07/2017
São Paulo (GRU) ✈ Atlanta (ATL)
Assento: 9J – Classe Executiva
Partida: 21:25 / Chegada: 05:58 +1 / Duração: 9h20
Aeronave: A330-300

O embarque aconteceu na hora certa respeitando as prioridades por lei e depois categorias elite.

Bom, não vou focar demais no avião pois vocês estão cansados já de ver review da Delta aqui no site – afinal é a cia que mais viajo entre BR-US – portanto vou ser mais sucinto. Neste modelo de aeronave as poltronas são em “espinha de peixe” na disposição 1-2-1. Optei por sentar na 9J – última do lado esquerdo.

screen-shot-2017-03-09-at-09-55-02

Para quem viaja acompanhado seja do parceiro(a) ou filhos, os assentos do meio oferecem muito pouco contato o que pode ser um “inconveniente” caso você queira se comunicar com a pessoa ao lado ou até mesmo dar comida pro seu pequeno.

DCIM101GOPROGOPR3328.

Conforme já falei, para quem está sozinho o assento na lateral é a melhor opção já que oferece seu próprio espaço com privacidade.

DCIM101GOPROGOPR3329.

Como vocês podem ver o assento se assemelha ao do B777-300ER da American Airlines e é completamente diferente das cadeiras da Delta nos B767.

Uma desvantagem do assento 9J e também do 9A – é a falta de janela estrategicamente posicionada – se isto é um ponto que te incomoda, não escolha sentar aqui pois você pode se sentir claustrofobia, rs.

Bom, vamos chegar ao grande defeito do assento – o descanso dos pés – infelizmente é no modelo que afunila e que acaba prejudicando o conforto na hora de dormir já que os pés ficam pseudo-expremidos.

No casulo do banco da frente logo embaixo tem um pequeno bolsão onde fica revistas, duty free, etc.

Descanso de braço retrátil que te garante mais espaço já que você pode abaixá-lo ou suspendê-lo.

A tomada e USB ficam estrategicamente posicionados – ponto positivo.

O Amenity Kit foi da Tumi – na versão do estojo mole. Eu não abri pois eu prometi dar para um leitor – mas veio exatamente as mesmas coisas que no vôo de vinda. No voo de volta a bolsinha é do modelo duro.

O fone de ouvido é o novo da LSTN com este acabamento que imita madeira – a propósito é de ótima qualidade e noise cancelling.

O avião também possui wifi com preço fixo de U$17 para a duração de todo o vôo – funcionou corretamente. A TV tem um tamanho bom e fica acoplada no assento da frente – pra liberar basta puxar um botão. É bom notar que a TV não move pra cima e pra baixo, ou seja, se você estiver na posição deitado vai ter dificuldade pra enxergar a imagem.

A programação do IFE era bem vasta – filmes, áudios, séries, jogos, etc. E o joystick ficava ao lado da tela – nada estratégico.

Para desacoplar a TV basta apertar este botão prata escrito PUSH.

Você pode escolher os diversos idiomas disponíveis.

O serviço começou com champagne(ou espumante) ainda no embarque – mas não foram oferecidas castanhas – achei curioso este fato!

Vamos dar uma olhada no cardápio (ciclo Seasonal 2017) – que foi distribuído ainda em solo.

O atendimento neste vôo foi ótimo – o Helano comissário (brasileiro) que me atendeu era de uma simpatia só – super educado, prestativo e gentil. O serviço começou com bebidas e mix de castanhas.

A comida estava ótima – desde a beringela assada com tomate seco, humus e pistache, até a salada com manga e sementes de girassol.  A sopa também muito boa – mas estava pseudo-fria.

Notem que a DL já está usando as louças novas da Alessi – aliás, para quem já viajou na business da DL – já repararam que a bandeira tem uma espécie de ímã que faz os talheres grudarem?

De prato principal optei pelo bobó de camarão que estava ótimo – um pouco apimentado mas acredito que faça parte do tempero né?

O Sundae de sobremesa já veio derretido – ponto negativo.

Coloquei então a poltrona na posição horizontal e como vocês podem ver ela fica total flatbed se tornando em uma cama. Veja que o descanso de braço (se levantado) neste caso protege de uma certa forma meu rosto. Realmente o espaço dos pés limitado e restrito incomoda ainda mais pra quem é alto como eu 1,85.

Os amenities oferecidos são mantas e travesseiros da rede de hotéis Westin . A qualidade é boa e o tamanho também. Outro fato que também me incomoda é que quando você está deitado e a TV está “aberta”, se você se mexer acaba batendo o joelho – nada prático/confortável. Além disto, toda hora que eu me mexia meus pés batiam no “casulo” do assento – realmente a poltrona é estreita, então você tem que achar uma posição e dormir parado – sem se movimentar, rs.

Quase chegando em Atlanta fui despertado (eles nos perguntaram no início do vôo se eu iria querer café da manhã) para poder ter minha última refeição. Pela primeira vez eles iniciaram o serviço de breakfast faltando 1h40 pro pouso – eu achei uma maravilha pois assim conseguem fazer com calma e o banheiro não fica congestionado faltando poucos minutos pro pouso. Para quem acompanha os relatos da DL aqui no site já devem ter notado que geralmente serviam o café da manhã com apenas 1h faltando pra aterrisagem então era tudo muito corrido.

Enfim, eu quase não como no café e geralmente só peço mesmo pra tirar foto. As opções eram básicas – pães, frutas, quiche, café, etc. O quichê estava bem oleoso – dei uma só garfada e desisti. Eles também ofereceram croissant e pão de queijo – ambos secos – bem “falsos” por sinal, rs.

Ao final do voo os comissários distribuem este chocolate e agradecem você por ter escolhido a DL para voar.

Chegamos bem cedo em Atlanta então quase não tinha fila pra imigração – como o processo de entrada no país neste aeroporto está sendo feito por kiosk de auto-atendimento o trâmite foi mais rápido, mas como meu visto está em um passaporte e o meu passaporte válido é outro, tive que passar no agente de imigração de qualquer forma – paciência né?

Bom, vocês sabem que a Delta é a cia que eu mais voo de/para os Estados Unidos e eu sempre fico bastante satisfeito com o serviço que ela proporciona e entrega ao passageiro em diferentes aspectos da viagem, seja no atendimento, conforto a bordo e amenidades oferecidas. Com certeza voaria de novo!

Aliás, queria pedir a opinião de vocês sobre um assunto – Tem muita cia aérea que eu viajo MUITO, tipo a executiva da Delta ou a Primeira Classe da Lufthansa – então acaba que fica repetitivo o conteúdo do site (até eu mesmo canso e acho monótono, não sou hipócrita de falar que não), mesmo porque saindo do BR as opções são muito restritas e eu praticamente já voei em todas as cias que decolam daqui – sendo impossível não repetir. Então queria saber o que vocês preferem – que eu continue postando de forma detalhada como foi o serviço ou fazê-lo de forma mais resumida – ignorando detalhes dos assentos, etc? Pra mim é uma situação realmente complicada pois tem leitor que está chegando agora no site, então por um outro lado ele sairia prejudicado em ler um review mais compacto. Eu já até pensei em não postar classes/aeronaves repetidas (já que na maioria das vezes eu uso as mesmas fotos), mas daí o Trip Report não teria uma sequência lógica e a conclusão não teria sentido e como cada vôo a experiência é diferente – seja no serviço, no cardápio ou até mesmo no atendimento, acaba que sendo necessário postar. Lógico que eu estou tentando sempre diversificar sempre que possível para testar novas cias, mas nem sempre pela logística ou até mesmo pela restrição de programas de fidelidade que temos disponíveis, isto se torna viável.

Eu penso que o grande interesse aqui de todos é saber como emiti as passagens, qual programa utilizei e como fiz para maximizar o uso das milhas/pontos – então eu não posso simplesmente ignorar o review do voo pois caso contrário não teria sentido o post de conclusão sem mostrar o avião que experimentei, concordam? E claro que a parte do voo em si é super válida também – saber o que você irá encontrar a bordo, tipo de poltrona, qualidade do serviço, etc.  Não tenho intenção e não quero no momento expandir o conteúdo do site para outros assuntos como restaurantes, destinos, atrações, etc – mesmo porque não é meu foco já que o que eu gosto e amo mesmo fazer é falar sobre aviação e programas de fidelidade.

Enfim, estou em uma sinuca de bico – mas como tudo que eu faço aqui é pra vocês e por vocês, queria um HELP!

Clique aqui e confira o Trip Report completo
Introdução - Game Over de Primeira Classe
Classe Executiva da Delta no A330-300 - São Paulo p/ Atlanta
Sala VIP Lufthansa Lounge - Aeroporto de Boston (BOS)
Primeira Classe da Lufthansa no B747-8 - Boston para Frankfurt
Primeira Classe da Lufthansa no A380 - Frankfurt para Cingapura
Resumão: Lufthansa First Class Lounge, Porsche Excitement e Lufthansa First Class Terminal
Sala VIP SATS Premier Lounge - Aeroporto de Cingapura T2 (SIN)
Sala VIP Krisflyer Gold Lounge - Aeroporto de Cingapura T2
Sala VIP Krisflyer Business Class Lounge - Aeroporto de Cingapura (SIN) T2
Sala VIP Krisflyer First Class Lounge - Aeroporto de Cingapura (SIN) T2
Primeira Classe da All Nippon Airways (ANA) no B77W - Cingapura para Tokyo
Sala VIP All Nippon Airways Arrival Lounge - Aeroporto de Tokyo (NRT)
Sala VIP T.E.I Lounge - Aeroporto de Tokyo (NRT)
Sala VIP IASS Lounge - Aeroporto de Tokyo (NRT)
Classe Executiva doméstica (J Class) da JAL no B767 - Tokyo para Osaka
Sala VIP Sakura Lounge - Aeroporto de Osaka (ITM)
Primeira Classe doméstica da JAL no B772 - Osaka para Tokyo
Sala VIP ANA Lounge - Aeroporto de Tokyo (HND)
Classe Executiva da All Nippon Airways (ANA) no B77W - Tokyo para Pequim
Roteiro privado em Pequim com a China Highlights
Waldorf Astoria Beijing
Check-in e Sala VIP Air China First Class - Aeroporto de Pequim (PEK)
Primeira Classe da Lufthansa no B747-8 - Frankfurt para Washington
Aluguel de casa e carro em Orlando - Vacation Homes Collection e Bella Star Travel
Classe Executiva da Delta no B767-300 - Nova York p/ São Paulo
Conclusão - Como emiti e comprei minhas passagens

Avaliação

  • Check-in:
  • Embarque:
  • Poltrona:
  • Atendimento:
  • Refeição:
  • Entretenimento de bordo:
  • Amenity Kit:
Média
8,7