Classe Executiva da LATAM no B787-9 – Sydney para São Paulo via Auckland e Santiago

Cias Aéreas Classe Executiva 26

Por Fábio Vilela

Conforme eu adiantei para vocês, eu vou fazer um report só do trajeto inteiro da LATAM de Sydney p/ São Paulo já que todos os trechos foram operados exatamente pelo mesmo avião – um B787-9.

Então não justifica fazer review fracionado e irei focar somente nas diferentes fases do atendimento/trechos, ok?

Vôo LATAM LA0800 – 05/12/2017
Sydney (SYD) ✈ Santiago (SCL) | com escala em Auckland
Assento: 5H – Classe Executiva
Partida: 11:10 / Chegada: 13:25 / Duração: 15h45
Aeronave: B787-9

Ao chegar recebi as boas vindas da chefe de cabine, que já me chamou pelo nome e me encaminhou até o assento. O layout da executiva no B787-9 é 2-2-2 com poltronas flatbed’s.

Como eu já tenho relatos desta cabine aqui no site não vou me prolongar, mas quero salientar algo que infelizmente me chamou a atenção – o estado de conservação dos assentos.

Vi diversos descascados, arranhões, manchas, tecidos rasgados entre outros “defeitos”.

É uma pena ver uma aeronave tão “nova” estar tão mal cuidada e surrada desta forma.

A sensação que tem é que ela já não passa por uma manutenção por um bom tempo – conforme vocês conseguem ver pelas fotos.

Para alguém que paga para viajar de executiva, ou até mesmo de econômica – o mínimo que se espera é que a poltrona esteja pelo menos apresentável, concordam?

Voltando ao vôo – os fones de ouvido são noise cancelling mas daquele modelo mais leve – poderiam ser mais robustos para melhorar o som.

O entretenimento de bordo é completo, touchscreen e tem uma programação variada.

Em um voo tão longo falta muito Wifi – não acham?

Como esta primeira parte durou apenas 3h, o amenity kit distribuído é aquele mais simples – o mesmo que a LATAM oferece nas rotas intra América do Sul.

O kit é bem básico – uma sacola descartável com meia, tapa olho, tapa ouvido e caneta.

Nesta parte da viagem os passageiros receberam uma manta e um travesseiro.

Quero destacar o atendimento por parte da tripulação como um todo, que foi super agradável, cordial e simpático.  Ainda em solo foi distribuído sucos de laranja e água.

Neste primeiro trajeto foi oferecido um sanduíche com queijo – que não estava NADA bom. Pão MUITO duro com presunto um queijo industrializado.  O que salvou foi a salada que estava boa. Detalhe para os pães de acompanhamento que sempre ficam desamparados já que não há pratinhos para eles, rs.

Já no trajeto maior – Auckland p/ Santiago – mudou a tripulação – que novamente leva nota 10 pelo atendimento. OBS: Claro que eles sabiam quem eu era – se isto influenciou ou não – não posso dizer – mas que me trataram com toda simpatia e cordialidade do mundo, isto sim!

O drink de boas vindas aqui já era diferente – bebida alcoólica foi oferecida assim como o menu de refeições.

A nécessaire também veio mais completa – modelo antigo do Salvatore Ferragamo.

A apresentação dos prato não estava legal – principalmente da entrada (que também era uma salada) e a salada propriamente dita. Não entendi servirem o queijo no início – será algum costume?

Destaque para o prato principal – super saudável – peixe com salada de quinoa – uma delícia! Eu adoro quando as cias tem opções “healthy” no menu. E vocês?

De sobremesa serviram sorvete com uma barrinha de chocolate.

Antes de apagarem a luz da cabine, eles entregam um folheto para você poder selecionar o que vai querer de café da manhã – assim eles só trazem o que você pedir – gosto deste método!

A poltrona no modo é total flatbed, e oferece pouca privacidade – tanto em relação ao passageiro ao lado quanto às pessoas que passam no corredor.

Mesmo assim ela é larga e confortável e me garantiu boas horas de sono atravessando o Pacífico.

Quase chegando em Santiago foi serviço o café da manhã com as coisas que eu havia solicitado. O omelete estava mal cozido, mas o resto estava ok.

A poltrona ao meu lado estava estragada, então tive sorte que neste trajeto maior não veio ninguém ao meu lado, o que me permitiu tirar fotos da cabine sem atrapalhar/incomodar ninguém.

Outra curiosidade que eu notei é que o voo feio apenas dom 50% de ocupação.

Vôo LATAM LA0702 – 05/12/2017
Santiago (SCL) ✈ São Paulo
Assento: 5H – Classe Executiva
Partida: 15:40 / Chegada: 20:45 / Duração: 3h55
Aeronave: B787-9

Passei algumas horinhas em Santiago e logo já era hora de embarcar para São Paulo – mesmo avião, mas tripulação diferente.

Durante o embarque foi oferecido espumante e pisco sour e castanhas. Vocês gostam desta bebida? Novamente quero destacar o atendimento da crew !

Apesar do voo também ser curto foi oferecido cardápio com opções de refeições.

O amenity kit era do modelo compacto – mas do que suficiente para a duração do voo.

Pedi o gnocchi com salada e pães – estava muito bom – mas confesso que não consegui comer mais que 3 colheres pois comecei a sentir enjoos – não pela comida, mas acho que pelas inúmeras horas de voo meu estômago travou e não consegui comer mais nada.

Bom, se não fosse pelo estado de conservação da cabine e uma poltrona mais moderna/individual com certeza eu poderia dar uma nota maior para este vôo. O que salvou mesmo foi atendimento, cordialidade e simpatia dos comissários, que fizeram esta longa jornada ser mais agradável. E é o que sempre falo – mesmo não tendo um produto competitivo uma cia aérea pode compensar de outras formas – como neste caso – que foi o serviço.

E vocês já viajaram com a LATAM para Austrália? Como foi?

Avaliação

Média
8.3
Publicidade
Publicidade

26 respostas para “Classe Executiva da LATAM no B787-9 – Sydney para São Paulo via Auckland e Santiago”

  1. Eder disse:

    Fábio, eu tenho uma viagem para Sydney por Santiago pela latam. Gostaria de saber, caso você lembre, se a companhia aérea exigiu visto ou isso ao foi feito na imigração na Austrália? Ouvi dizer que as companhias aéreas estão solicitando visto. Desculpe a pergunta, mas é porque emiti passagem com visto brasileiro, mas o visto está com visto europeu que é isento e possui sobrenome diferente. Meu receio seria a companhia exigir isso antes do embarque …

  2. ENRIQUE disse:

    Gostei muito do post…. farei esse mesmo voo daqui duas semanas e já estou me preparando… voei no 787 da Latam em business e mesmo tendo 180m achei super incômodo.
    Sobre o atendimento acho bem sofrível… a TAM ainda é melhor. Emiti a volta com milhas e vou tentar trocar até o último momento pelo voo da Qantas que além de direto a Santiago tem um melhor serviço a bordo.
    Daqui a duas semanas volto para contar minha experiência!

  3. felipe Kaufmann disse:

    otimo TP contudo devo fazer algumas observacoes s eme permitem:
    1) Avioes possuem assentos e nao “poltronas“;
    2) O que estraga sao frutas, comida em geral, assentos de avioes quebram, carros batem/se avariam.

  4. Nilton Simoes disse:

    A impressao que eu tenho é que a LATAM é uma das companhias que menos vale a pena tirar Executiva por pontos, péssimos serviços de Executiva comparado a muitas outras companhias!!!!! Só junto no Multiplus pra usar nas parceiras como a AA..

  5. Glauber disse:

    Executiva LataM (latão) é desperdício de dinheiro ou milhas, a única vantagem é utilizar o pontos Multiplus para emitir com parceiros como a AA por exemplo que tem serviço, aeronave, poltronas infinitamente superiores.

  6. Joseli Matos disse:

    Ótima matéria!!! Só não concordo em questão ao atendimento…. Meu marido e chileno e me diz que a lan se destacava pelo bom atendimento ao cliente, só que depois que se juntou a tam o atendimento ao cliente com tal cortesia já não é igual. Vale a pena destacar a mudança de comportamento dos atendendes quando vc é um passageiro comum. Eu bem posso dizer pois depois de viajar todos os meses para o chile a mais de um ano conseguir mudar minha categoria fidelidade até chegar a Black, noto a discriminação clara que existe na Classe econômica quando aeronave e pequena ou não consigo pontuar upgrade …. Bom resumindo já passei cada mal momento com a Latam que daria para fazer um livro kkkk

    • Mariana disse:

      Engraçado que meus passageiros dizem totalmente o contrário.
      Depois que a TAM se juntou com a LAN, o serviço caiu bastante.

      • Daniel A.J. disse:

        A LAN era boa até 2010 mais ou menos. Depois decaiu.
        A TAM era ótima enquanto o Comandante estava vivo. Depois que ele morreu, a qualidade piorou e foi de ótimo para bom. Depois que juntou com a LAN, o nível caiu drasticamente para se igualar ao da LAN.
        Ao invés de evolução, houve involução e o nivelamento foi por baixo.
        Viajo muito à trabalho e o que vi nos últimos 20 anos foi isso: nivelamento de qualidade por baixo.

  7. Eneida disse:

    Fiz o vôo na classe turística em dezembro 2017.
    Ê o atendimento da tripulação Sydney a Auckland foi muito ruim.
    Estava com muita sede solicitei água e simplesmente meu pedido foi ignorado.
    As cadeiras muito desconfortáveis com estofamento mínimo.
    Se tiver outra oportunidade evitarei este vôo.

  8. Daniel disse:

    Voei GRU-SCL-AKL-SYD-AKL-SCL-GRU de LATAM. Sendo que GRU-SCL e SCL-GRU foi no 787-8 e no restante 787-9. Gostei muito do voo e do atendimento da equipe. Tanto na ida como na volta, nos trechos entre GRU e SCL, não foi servido almoço igual ao Fábio relatou e sim um lanche.
    Estávamos em 4 pessoas e a reclamação foi que mesmo voando de executiva a pré-reserva de alguns dos assentos só foi liberada 2 semanas antes do voo.

  9. Guilherme disse:

    Vou fazer Santiago-Melbourne e Auckland-Santiago mas os 2 trechos na cachorrada. Achei a Refeição de Sydney-Auckland bem fraco pelas fotos, vale a pena emitir Business nesse trecho de 3 horas? Custa 10 mil de cachorrada e 20 mil avios de Business emitindo com a british

    • Daniel disse:

      Ao meu ver não compensa não. Deixe para o voo mais longo. Este sim vale a pena, são muitas horas.
      Alias, quando voltar para Australia, vou tentar pegar o voo SCL-MEL que apesar de mais longo, é direto, não faz uma parada em AKL. A não ser que consiga um stop-over de alguns dias.

  10. Adolfo disse:

    Ultimamente, a única coisa que vem salvando a Business LATAM é o atendimento dos comissários. O resto é lastimável.

  11. Rafael disse:

    Pergunta de virgem de executiva, essas bebidas todas é necessário pagar separado?

  12. Guilherme disse:

    Vou fazer esse trecho de executiva de ida em outubro, mas de GRU pra SCL vou de A320 velhissimo =( depois ainda ficarei quase 20 horas lá em SCL… vou passear bastante pelo menos e dormir um pouco, graças a Deus tem as camas lá na sala… espero conseguir vaga pra umas horas, hehe.

  13. celio armando disse:

    Em julho eu e minha esposa iremos fazer o mesmo trajeto, aproveitando a dica do “Passageiros de Primeira” em relação aos Km de Vantagens x Multiplus.

  14. Khalil disse:

    Fábio, venho monitorando exatamente esse trecho há meses. Primeiramente, notava que estranhamente o trecho SCL – GRU nunca estava disponível para Business. Bom, agora, a coisa piorou. Não há simplesmente NENHUMA data até 2019 para emissão desse trecho (via AKL) em Business. Quando tem (raríssimas datas), é SYD / SCL / EZE / GRU, e apenas o trecho SYD – SCL em Business. A coisa tá feia, parceiro.

  15. Keyllon disse:

    Os pães desamparados foi o melhor rs rs rs. Agora Fábio sobre os assentos, passa a impressão que a LATAM quando vai escolher os fornecedores, pega os mais baratos/piores só pode. Só acompanhar aqui as outras cabines dos 787 pelo mundo. É uma pena poltronas tão ruins em um avião tão moderno, não dá pra entender.
    Ótimo report.

Deixe uma resposta

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis