Classe Executiva da Lufthansa no B747-8i – São Paulo p/ Frankfurt

Fiz meu check-in no guichê da Business da Lufthansa em Guarulhos e logo estava com meu boarding pass em mãos. Passei no lounge da Star Alliance que atende a cia para tomar um drink e depois fui direto pro portão de embarque.

Vocês sabem que sou fã da LH, isto não é segredo pra ninguém pois já deixei claro aqui no site várias vezes em todos meus relatos. E eu continuo sempre me surpreendendo com o carinho do pessoal da base de GRU – praticamente já conheço todo o time de lá e não tem uma vez que eles não me tratam de forma super especial com atenção desde o check-in até o embarque.

O avião que me levou foi o B747-8i – o famoso jumbo – a eterna “Rainha dos céus”.

img_5299

Vôo Lufthansa LH507 – 08/01/2017
São Paulo (GRU) ✈ Frankfurt (FRA)
Assento: 10D – Classe Executiva
Partida: 19:45 / Chegada: 10:15+1 / Duração: 11h40
Aeronave: B747-800

Confesso pra vocês que tive que “abandonar” o padrão que estava acostumado ultimamente da LH antes de embarcar para não interferir nesta minha resenha. Digo isto pois até hoje dos mais de 15 reviews que tenho da cia aqui no site, 98% são em Primeira Classe. Então me preparei para que isto não influenciasse na minha avaliação já que teoricamente já sabia que o serviço seria “inferior”.

O curioso é que uma das comissárias já me conhecia e quando eu cheguei ela perguntou porque eu não estava na First, rs. #FirstWorldProblems. Ainda bem que a cabine da Primeira Classe fica no nariz do avião assim não precisei fazer a dolorosa “walk of shame”, rs.

A Lufthansa tem um design único de poltronas na business que não segue nem o padrão espinha de peixe (como AA), nem o staggered (como Delta) e nem o tobogã.

A classe executiva é dividida metade no lower deck e metade no upper deck (o andar de cima do avião). Embaixo que foi onde eu sentei o layout é 2-2-2.

Agora vamos as dicas de onde sentar – Como eu estava viajando sozinho minha única escolha seria os assentos do meio pois assim teria a liberdade de levantar sem incomodar o passageiro ao lado e vice-versa.

Eu optei pelo 10D pois ele fica na mini-cabine de executiva somente com 2 fileiras – além de ser mais privado é mais tranquilo e eu prefiro.

Screen Shot 2015-09-09 at 11.47.12

Bom, como vocês podem ver o espaço/console entre um assento e outro nas fileiras do meio é maior o que te garante também um pouco mais de privacidade durante o vôo. O travesseiro é de bom tamanho já o edredon achei fino.

Agora vamos ao quesito descanso dos pés – afinal vocês sabem que sou super “enjoado” com o bendito. Confesso que o footrest deste avião tem um layout incomum. Teoricamente você o divide com o passageiro do lado e só tem uma “tábua” que impeça que você encosta no pé da outra pessoa. Sinceramente, não gostei!

As poltronas do meio são as que tem os maiores descansos de pés então se você é como eu que gosta de se movimentar e não se sentir limitado, esta é a sua escolha.

A poltrona quando reclinada é total flatbed e pelo layout você acaba dormindo na diagonal – o que não é problema algum.

Notem que o banco vai afunilando à medida que encosta no footrest e por isto fica um pequeno vão entre a largura do descanso dos pés e o resto do assento.

Já nas poltronas laterais o console que separa o assento é bem menor, ou seja, ideal para quem viaja à dois.

Consequentemente o footrest também é mais estreito.

E se você optar por sentar no bulkehad – a primeira fila – o footrest é mais estreito ainda e além disto ele é todo “tampado” pois a TV fica logo em cima dele. Portanto não é um bom assento – porém era o único assento disponível pra mim, o 10D (não é esta da foto da lateral e sim o do meio).

No upperdeck o layout é 2-2, ou seja, ideal para casais. Se eu estivesse acompanhado com certeza sentaria aqui pois acho a cabine bem quieta além de que a sensação de sentar aqui em cima é bem melhor.

São 8 fileiras no segundo andar como vocês podem ver.

Bom, depois deste tour fotográfico comecei a explorar o assento. Quando cheguei foi oferecido drink de boas vindas.

img_5337

Embaixo da TV fica o porta revistas, folhetos, etc. E mais embaixo tem um compartimento – como se fosse um porta-trecos que tinha uma garrafa d’água e a necessáire.

img_5317

A necessáire é da Samsonite e tem um design bem simples. Gostei do toque especial do tapa olhos/meias virem embrulhados com um lacinho.

img_5322

O console (onde você descansa o braço) abre e embaixo desta tampa (onde tem o controle de posição das poltronas) está o controle do entretenimento de bordo, a mesa e um porta trecos onde estava o fone de ouvido.

img_5308

img_5324

O fone de ouvido apesar de ser da BOSE não era aquele que envolve toda a orelha, então isto prejudica um pouco na hora de ouvir a programação do IFE.

img_5326

A porta USB ficava dentro do porta trecos.

Lufthansa Business Class B747-8-020

Há também uma tomada embaixo do console.

img_5341

A TV é de uma certa móvel – você consegue movimentá-la e trazê-la pra frente do assento já que na posição original ela não fica de frente ao passageiro – porém isto não é possível nos assentos do bulkhead (os da primeira fileira) – que foi onde eu sentei. Como eles estão envolvidos por esta “caixa”, o máximo que você consegue é chegá-los pra frente e pra trás.

img_5310

O entretenimento de bordo apesar de ser super completo não era touchscreen o que é um ponto negativo – e a qualidade da imagem também não é das melhores. Aliás, o wifi do avião é um ponto SUPER positivo – funcionou durante todo o trajeto praticamente e foi 17EUR fixo – ilimitado para navegar e fazer o que bem quiser.

img_5328 img_5329 img_5330 img_5331 img_5332 img_5333

Logo foram distribuídos os cardápios para a escolha das refeições.

img_5346 img_5347 img_5348 img_5350 img_5351 img_5352

A mesinha tinha tamanho satisfatório e o espaço entre o passageiro e a mesma era OK.

img_5354

Vocês sabem que eu amo Ginger Ale né? E agora inventei um drink – comecei a misturar com whisky – e não é que prestou? Adorei, rs! O serviço começou com mix de castanhas e bebidas.

img_5359

A apresentação da entrada estava muito feia – e também não gostei da textura do polvo. Achei tudo muito “bagunçado” no prato e muito mal elaborado. E sabe o que mais me impressionou? Em 2015 quando voei com eles a entrada era esta mesma 😮

E aí gente eu ficava tentando imaginar neste momento o pessoal lá da First comendo caviar – eu até pude sentir o cheirinho da iguaria do meu assento – mentira, pude nada – eu já estava alucinando, rs.

img_5366

Depois serviram o prato principal junto com uma pequena cumbuca onde estava a salada. Eu optei pelo salmão com crosta de ervas finas, legumes, molho e arroz jasmin – o qual não tinha muito gosto do que a receita realmente leva.

img_5382

Por fim veio o carrinho com o prato de queijos (notem a folha seca e morta em cima) e a sobremesa – rota de pera com chantilly e um molhinho especial gostoso.

img_5390

Detalhe: Uma coisa que me incomodou e muito – mas que para outros passageiros pode ser conveniente – foi fazerem todo o serviço com as luzes da cabine apagadas. Eu particularmente não gosto, prefiro “ver” o que estou comendo, rs. Apesar de usar a luz de leitura individual nunca é a mesma coisa.

Todo o serviço foi feito profissionalmente por etapas e de forma cordial. A tripulação – de praxe da Lufthansa – sempre muito profissional fazendo o serviço de forma rápida, consistente e sem erros. É impressionante como em qualquer vôo da LH que você raramente há um deslize na hora do serviço. Pelo menos todas as minhas experiências foram positivas.

Como veio um outro passageiro do meu lado não consegui tirar foto da cama montada e como sempre respeito a privacidade alheia, vou ficar devendo esta imagem pra vocês. Mas no meu voo de volta eu vim sozinho, então logo mais vocês conferem as imagens por aqui.

Durante a madrugada na galley ficavam sucos e água em copinhos de plásticos – o que eu não aprovo muito pois acho que ficam expostos – era melhor deixa na garrafa e cada um que se sirva.

img_5392

E também chocolates e mix de nuts – para aqueles que tiverem fome durante a madrugada – nada saudável né? Rs.

img_5397

Quase chegando em Frankfurt foi servido o café da manhã. O omelete não estava bom – seco e todo embatumado. Comi então só as frutas, croissant e café.

Uma coisa interessante é que até uns 20 minutos antes do pouso você consegue pedir um café da manhã expresso. Mas daí vem somente a bebida e um croissant, nada de bandeja.

img_5399

Tortinha mil folhas de maçã – esta estava boa!

img_5401

Bom pessoal, apesar de alguns “downsides” a minha experiência foi positiva com a business da Lufthansa. Apesar de não aprovar o layout já que prefiro cias que agradem tanto a quem viaja sozinho ou acompanhado (1-2-1), acredito que a cia tem um produto bom, mas não muito competitivo para a necessidade dos passageiros de negócios que tanto usam esta rota.

Enfim, e quem me acompanha já sabe que faço coleção de patinhos de borracha, principalmente os da Primeira Classe da Lufthansa que são distribuídos exclusivamente nos lounges da First da cia e no First Class Terminal. Bom, como eu estava voando de business e não passaria por nenhuma dessas salas VIP’s, mas ao chegar em Frankfurt fui recepcionado ainda na porta da aeronave com esse patinho edição especial e um carrinho com meu nome estampado 😉

img_5409

É sempre o inesperado que nos surpreende e pra LH não importa se eu viaje de Business, pra eles sou sempre o Passageiro de Primeira 😉

img_5410

E aí, alguém já viajou nesta executiva? Teve a mesma impressão que eu ou foi diferente?

Avaliação

  • Check-in:
  • Embarque:
  • Poltrona:
  • Atendimento:
  • Refeição:
  • Entretenimento de bordo:
  • Amenity Kit:
Média
8,0