Classe Executiva da Qatar Airways no A350 – Doha para Nova York

Cias Aéreas Classe Executiva

Por Fábio Vilela

Dormi uma noite em Doha antes de seguir viagem – aliás o fato de não precisar mais de visto para entrar é uma maravilha para quem usa o Qatar como ponto de conexão.

No aeroporto usei o lounge Al Mourjan (que vocês conferem o review aqui) e depois segui para o portão de embarque. Nos voos para os EUA saindo de Doha, tem uma inspeção secundária e minuciosa no portão – além disto, todos os aparelhos eletrônicos precisam estar embalados em plásticos na hora de passar no raio-x [eles fornecem a embalagem gratuitamente na hora]. Uma vez que você passa o segundo raio-x e chega entra pra área do portão de embarque já pode jogar a embalagem fora.

Vôo Qatar Airways QR703 – 31/01/2018
Doha (DOH) ✈ Nova York (JFK)
Assento: 6A – Classe Executiva
Partida: 01:40 / Chegada: 07:40  / Duração: 13h45
Aeronave: A350-900

O layout e estilo das poltronas da executiva do A350 da Qatar (1-2-1) é bem semelhante ao do B787 que a cia opera (leia meu relato aqui), mas achei ele um pouco mais espaçoso e mais moderno.

Notem que a executiva tem 2 seções – uma com 6 fileiras e depois do “bar” tem uma com 3 fileiras – um pouco mais privada. Eu optei por sentar na última fileira da primeira parte do avião, na 6A.

Tenho que confessar que a Qatar caprichou na “decoração” e design desta cabine,  além claro de todo o jogo de luz especial do próprio avião em si. Aqui vocês conseguem ver a foto do bar e a segunda parte da business class.

Tirei esta foto para vocês verem que os bins (compartimento superior de bagagem) são super amplos e que quem senta no meio fica sem já que não tem. Fica a dica então!

O jogo de luzes também dá um toque especial, né non?

Finalmente vamos então pra parte do assento. Ponto positivo para a “individualidade” do mesmo, já que todos os passageiros tem acesso ao corredor . Ele é bem desenhado com formas arredondadas e as cores dos estofados são alternadas entre uma fileira e outra – vinho e cinza escuro.

Cada passageiro recebe travesseiro e manta que já ficam posicionados na cadeira quando você embarca. (neste caso não está na foto pois eu tirei para mostrar o assento).

Ao chegar a comissária já se apresentou, deu boas vindas, ofereceu bebidas e toalha umedecida (que você escolhe se quer quente ou frio) e disse quanto seria o tempo de voo – atendimento ideal, cordial e de primeira.

Comecei então a explorar pra mostrar pra vocês todos os detalhes – ao meu lado esquerdo estava a luz de leitura individual e um porta revistas/folhetos. Gosto de ter espaço para apoiar as coisas – como esta mini-mesinha. Aliás, além da mesa lateral havia uma segunda (e a principal) que sai debaixo da TV. Juntando as duas você tem espaço de sobra para poder comer e trabalhar.

A janela tem persiana automática que você controla através destes botões embaixo dela.

O controle de posição do assento ficava na mesa lateral e tinha diversas opções de manuseio.

O entretenimento de bordo era controlado por este joystick touchscreen – de interface super fácil por sinal.

Já do meu lado direito tinha outro porta-trecos onde estava a garrafa d’água e o fone de ouvido.

O fone de ouvido de ótima qualidade – noise cancelling.

Os passageiros da executiva também recebem necessaire da Bric’s com produtos de beleza.

Além disto, também é oferecido pijamas e pantufas – diferencial por ser classe executiva né?

Debaixo do encosto de braço tinha um porta-trecos, tomadas e entradas USB’s e multimídia.

Só havia uma porta USB mas pelo visto teria espaço para ter outra, mas a cia deve ter optado por não fazer. Outro detalhe que eu reparei – a tomada foi instalada de cabeça pra baixo (veja pelos escritos). O neurótico aqui sou só eu ou vocês também “sofrem” com essas coisas? Rs. Pelo menos ambas eram super de fácil alcance o que já ajuda muito.

Gente, lá vem eu de novo com meu problema com o footrest! Sim, chora no encosto dos pés! Seriously! Humanamente impossível dormir confortavelmente neste funil. Sempre me decepciono! Pequeno, mal desenhado e com espaço pra lá de limitado caso você queira se mexer.

A qualidade da TV impressiona – cores vivas e uma imagem de deixar qualquer HD com inveja. A programação também era vasta entre filmes, áudios, séries, jogos, etc.

O wifi é pago – se não me engano U$20 para 200MB de navegação.

O menu então foi entregue junto com a carta de vinhos – a comissária veio então explicar o serviço de “dine on demand” e pediu que eu a avisasse quando quisesse comer – eu optei por comer logo em seguida para dormir durante o voo.

Esta combinação de Ginger Ale + Whiskey tem sido minha favorita. Já experimentaram?

O serviço começou com entradinha de salmão + camarão com cream cheese.

Logo veio a sopa de pumpkin (é abóbora que fala né?) – tava uma DELI!

Em seguida pedi o Arabic Mezze – nunca dispenso – sempre um dos meus favoritos.

Seguido do peixe com purê e aspargos – estava OK – mas nada de extraordinário.

Antes de terminar – tábua de queijos.

E as duas sobremesas – torta de biscuit e ganache – mas que achei bem gordurosa – acho que o chocolate era hidrogenado.

E o sorvete – gourmet – nota 10!

Assim que terminei a comissária se ofereceu para fazer o turndown service – serviço de abertura de cama.

Notem que a poltrona é total flatbed.

E um outro ponto positivo é o casulo que te garante mais privacidade quando estiver deitado.

Ela então preparou a cama – forrou o assento e colocou o travesseiro e o cobertor – um dos melhores que já experimentei – fofinho!

Consegui dormir um pouco mas logo acordei e pedi 2 “snacks” disponíveis no cardápio. O primeiro foi um bife thai com macarrão.

E o segundo um mix de especiarias árabes – quentes – ambos estavam ótimos. Sim gente, eu sou um morto de fome, me julguem!

Como eu vi que não iria dormir mesmo, acabei tomando remédio pois eu estava cansado já de lutar com minha insônia. Consegui então descansar para valer até quase chegar em NY.

Ah, já ia me esquecendo – durante o trajeto o bar fica montado com frutas, alguns snacks (biscoitos, salgadinhos, etc), chocolate e champagne. Um outro ponto que vale a pena mencionar é que constantemente as funcionárias entram nos banheiros para verificar se está tudo correto e limpo.

Quase chegando em NY pedi o café da manhã indiano e vegetariano – eu ainda não tinha experimentado este prato e confesso que apesar de bem temperado é uma delícia – recomendo!

O mais bacana destes novos aviões é que a maioria deles tem câmera na fuselagem o que permite admirar a vista “lá de fora”.

Pousando em Nova York o dia estava lindo e claro a definição da imagem é de impressionar – para os amantes de aviação é quase um “orgamos”, rs.

Chegamos em NY no horário previsto – mais um voo efetuado com sucesso!

Bom pessoal, as poltronas de executiva no layout espinha de peixe no B787 e A350 deixam a desejar somente no quesito descanso dos pés, que vai afunilando e que prejudica muito o passageiro na hora de dormir principalmente em vôos longos.

Vale lembrar que a QR vai instalar a QSuite nos A350-900 também, porém nos B787-8 (devido a fuselagem), ela não estará presente.

Com certeza voltaria a viajar com eles de novo pois conforme disse eles entregam o que promete de uma forma profissional e de qualidade – e em muitas das vezes um serviço bem superior às concorrentes nesta classe.

E vocês, o que acham do serviço de executiva da Qatar? Gostam?

Avaliação

Média
9.4

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis