Como emiti as passagens e quantas milhas gastei

Bom, finalmente chega ao fim mais um Trip Report e hoje como sempre vou explicar pra vocês como fiz a emissão das passagens.

São Paulo – Doha – 100.000 milhas Smiles – Um trecho em executiva da Am. do Sul p/ Oriente Médio com a Qatar

map

Qatar Business B777-300ER -017

Classe Executiva da Qatar no B777-200LR

Doha – Amman – 32.500 milhas Smiles – Um trecho em primeira classe (intra-Golfo) entre Oriente Médio e Oriente Médio com a Qatar

map-2

Qatar Business B777-300ER -025

Classe Executiva da Qatar no B777-300ER

Amman – Abu Dhabi – Sydney – 60.000 milhas AAdvantage – Um trecho em primeira classe entre Oriente Médio e Austrália com a Etihad.

map-3

Etihad-A320-Business-Class-07

Classe Executiva da Etihad no A320

 

DCIM100GOPRO

Primeira Classe da Etihad no A380

Minha rota original usando as milhas AAdvantage não era essa e sim Amman – Doha – Abu Dhabi – Sydney pois voaria no B787 da Royal Jordanian.

Screen Shot 2015-07-13 at 3.15.33 AM

Screen Shot 2015-07-13 at 3.11.32 AM

Mas como sempre checo meus vôos praticamente 1x por dia antes de qualquer viagem, notei que houve uma alteração e esta rota seria operada agora por um Embraer 195. Cheguei a conclusão que não valeria fazer toda a perambulação e acordar de madrugada já que não estaria voando em um avião novo. Então mudei a passagem para fazer vôo direto somente com a Etihad saindo em um horário mais adequado de Amman.

Sydney – Santiago – São Paulo – 110.000 milhas TAM Fidelidade – Um trecho em executiva entre Oceania e Am. do Sul com a Qantas e TAM

map-4

Qantas B747 Business Class-09

Classe Executiva da Qantas no B747

 

TAM B777 Executiva Business Class-025

Classe Executiva da TAM no B777-300ER

Esta emissão com o Fidelidade foi uma das mais curiosas e vou contar o porquê. Eu queria voltar de Qantas e não estava achando disponibilidade nenhuma com a cia já que ela costuma ser bem restrita em liberar assentos na business ou first (em determinadas rotas).

Quando fui emitir, o atendente me perguntou se eu não poderia voar LAN, eu disse que sim já que esta rota é operada por um B787 e eu também não havia voado ainda. Aí ele me falou “Não sr. esta rota é operada por um B747”. Na hora pedi os dados do vôo e vi que era o vôo da Qantas mas com numeração LAN. E o mais estranho é que buscando pela Qantas não existia disponibilidade mas puxando o vôo como sendo da LAN, ele mostrava. Eu nunca vi isso antes – poder emitir vôos com milhas em uma cia que não é a que opera o vôo. Digo isto pois geralmente em 99% dos casos, o vôo tem que ser “puro” da cia que vai operar e não code-share.

Eu penso que a LAN deve ter uma quantidade “X” de assentos neste vôo e que ela pode comercializar como bem entender – seja pagantes ou com milhas.

Notem que emiti o bilhete com 1 semana de antecedência da data do vôo, não sei se isto ajudou também.

Screen Shot 2015-07-13 at 3.18.25 AM

Enfim, então fica a dica, se você procura emitir vôos da Austrália para o Brasil tente buscar com a numeração da LAN e às vezes você terá sorte como eu.

Bom pessoal espero que tenham gostado de mais um trip report com algumas avaliações inéditas e dicas para emissões de passagens nas cias que testei.

E fiquem ligados que esta semana já começo à escrever mais um.