Como emitir passagens na classe executiva da Azul com milhas da TAP

Pessoal, eu acredito que assim como eu, muitos de vocês tem um bom saldo de milhas da TAP provenientes de promoções, bônus, etc. Eu já ensinei neste tutorial (leia mais aqui) sobre como buscar disponibilidade nas cias da Star Alliance para saber exatamente os voos que tem lugar antes de você ligar no call center.

Porém, caso você queira voar Azul (usando milhas da TAP) o método é diferente – mas também é possível consultar online e vou ensinar como.

A ferramenta que eu uso é o Expert Flyer – que tem centenas de facilidades que são uma mão na roda na vida de nós viajantes.  Aliás e eu sei que estou devendo um post/didático sobre como usar o site – farei isto o mais rápido possível, mas enquanto isto, vamos ao que interessa.

O site tem uma versão free (que não irá funcionar com este meu método abaixo pois é bem mais limitada) – e uma premium – que é a que eu pago U$99 por ano, e confesso que vale muito a pena. OBS: O site só tem na versão em inglês.

Bom, o primeiro passo é acessar o site www.expertflyer.com, fazer seu cadastro, entrar na conta e depois ir na aba lateral “Flight Availability”.

Em seguida preencha os dados do voo da Azul que você quer. É necessário que seja o trecho direto internacional sem conexões como VCP-FLL, VCP-MCO, CNF-MCO, VCP-LIS, etc.

  • Departing Airport: Aeroporto de saída
  • Arriving Airport: Aeroporto de chegada

A data você pode colocar 3 dias para trás ou 3 dias para frente mudando a “chavinha” onde está escrito “Exact Date” e em seguida no campo “Airline” você preenche com a sigla Iata da Azul – que é AD e por fim clica em Search.

Na próxima página vai aparecer os resultados e classes tarifárias disponíveis no vôo. A única classe que a TAP consegue emitir classe executiva da Azul é a “R”, portanto é a única letra que você deve procurar.

Neste exemplo abaixo, vejam que todas as letras “R” estão acompanhadas da letra “C”, ou seja “RC” – isto significa que a classe não está disponível para venda/emissão – portanto você não conseguirá emitir.

Mudei a data para achar um exemplo onde tem vaga – neste caso a classe “R”, vem acompanhada de um número – que é a quantidade de lugares que tem disponíveis para emissão. No caso do “R4” abaixo há 4 assentos na executiva para ser emitidas com milhas da TAP.

Caso você queira adicionar um trecho doméstico dentro do Brasil até Campinas, a classe que você deve buscar é a “V”.

Ao ligar na TAP (já que o resgate é somente via telefone), sempre reforço com os atendentes que a classe que eles tem que procurar na Azul é a “R”, pois alguns funcionários mais despreparados podem não achar por procurarem a classe “I”, que é a classe tarifária da Star Alliance para passagens prêmio em executiva.

O preço de uma passagem em classe executiva ida e volta para os EUA usando milhas Victoria e voando Azul é 90.000 milhas e em classe executiva ida e volta para a Europa usando milhas Victoria (Azul + TAP ou só Azul) é 120.000. A TAP não emite só ida ou só volta em parceiras, portanto é obrigatório emitir ida e volta. Em contrapartida você pode ter um stopover gratuito no bilhete, por exemplo:

Exemplo 1:

  • Ida: Uberlândia – Campinas (stop de 4 dias) – Fort Lauderdale
  • Volta: Fort Lauderdale – Campinas – Uberlândia

Exemplo 2 [misturando com a TAP]:

  • Ida: Uberlândia – Campinas – Lisboa (stop de 7 dias) – Munich
  • Volta: Munich – Lisboa – Campinas – Uberlândia

O máximo de trechos que você pode ter em uma passagem é 6, portanto não é possível extrapolar este número.

O programa TAP Victoria não permite que você misture parceiros (fora da Star Alliance) com outras cias – por ex. você só pode misturar Azul com TAP, não pode misturar Azul com Air Canada, ou Azul com Lufthansa.

Enfim, todas as vezes que usei este método funcionou – portanto eu o considero infalível. A medida que vocês forem tentando e tendo sucesso favor postarem nos comentários.

Aproveitem!