Conclusão – Como comprei e emiti minhas passagens

Gente, voltei – depois de uma temporada dando a volta ao mundo e uma semana de “descanso” (rs) em Vegas ! Sim, vou colocar o o site em dia a partir desta semana e também começar a colocar os novos reports desta minha última viagem.

Notei que ficou faltando eu mostrar pra vocês como foi minha emissão da última viagem que fiz a Europa com a TAP e Lufthansa.

Para comprar esta passagem eu usei 150.000 milhas TAP Victoria e vou explicar como eu fiz.

map-2

Conforme eu já falei diversas vezes aqui no site, a TAP só emite ida e volta com parceiros pelo telefone e cada bilhete pode ter até 6 segmentos com um stopover (seja na ida OU na volta).

Mesmo só emitindo ida e volta, caso você for em uma classe e voltar em outra, o programa tarifa separadamente, o que é uma vantagem. Vejam que no meu caso, meu itinerário ficou o seguinte:

  • Ida: São Paulo – Lisboa – Hamburg (Executiva)
  • Volta: Hamburgo – Frankfurt (Executiva) – Buenos Aires (Primeira Classe) – São Paulo (Executiva) [Como vocês também podem ver, a TAP faz emissão em cabines mistas, mas sempre prevalecendo o valor da maior classe na hora de debitar os pontos]

Em relação ao stopover: Como eu estava vigiando a única aeronave da TAP que tinha o novo interior, eu precisei alterar a passagem 2 dias antes da partida pois meu itinerário era outro. A TAP permite alteração somente de data (mediante pagamento de 80EUR). Mudar a rota ou ponto de conexão não é possível.

Caso você fique menos de 24 horas no destino é contabilizado como conexão e não stopover. Meu itinerário original tinha conexão no Porto, depois Lisboa (ambas com menos de 23 horas) até chegar em Hamburgo. Liguei então na TAP para poder mudar p/ pegar o voo que tinha a nova cabine. Com a nova alteração não precisei mais pernoitar no Porto, o que deixou meu bilhete com 2 stopovers (Um em Lisboa c/ 2 noites e outro em Buenos Aires c/ 2 noites) – o que teoricamente é proibido e não permitido pelo programa. Como a TAP sabia que eu iria fazer o review do voo quando liguei pra pedir a alteração, eles, em caráter de exceção, liberaram para que meu bilhete ficasse desta forma.

Então o itinerário final ficou o seguinte:

São Paulo – Lisboa (stopover) – Hamburgo (Destino) – Frankfurt – Buenos Aires (stopover) – São Paulo.

Se eu fizesse tudo de executiva seriam 120.000 milhas, se fosse tudo de Primeira Classe seriam 180.000 milhas. Como fui de uma classe e retornei em outra, o total ficou 150.000 milhas (50% de cada valor).

Como todas minhas milhas que estão no TAP Victoria vieram oriundas da promoção de 100%, meu custo real mesmo foi de 75.000 milhas, o que é imbatível! Ainda mais p/ voar na First da Lufthansa, curtir o First Class Terminal e ainda dirigir um Porsche enquanto espero minha conexão em Frankfurt.

Eu ainda considero o programa da TAP um dos melhores para determinadas emissões – principalmente p/ Europa e EUA em cabines premium saindo do Brasil. O ponto negativo é que só emite ida e volta, mas por outro lado você consegue colocar stopover e até 6 segmentos em uma mesma viagem o que para quem gosta de pegar bastante avião é um prato cheio, concordam?