Conheça o cartão de Crédito Citi Prestige e como eu Abri uma Conta Americana!

Cartões de Crédito Tutoriais

Por Alexandre Zylberstajn

Olá pessoal, tudo bem? é o Ale!

Hoje quero contar sobre como escolhi um cartão de crédito americano e o processo de abertura de conta associado a ele.

Adianto que abri uma conta nos EUA sem ser americano, sem green card, sem residência, sem social security number ou algo do gênero. Fiz todo o processo do Brasil e deu tudo certo!

Por que eu procurei um cartão americano?

Estava cansado de pagar IOF de 6,38%, mais as taxas de câmbio altas dos cartões brasileiros. O dinheiro vivo como alternativa também me incomodava.

Adicionalmente, casei no Uruguai, onde tudo é dolarizado e os pagamentos de alguns itens no cartão de crédito têm desconto de +-20% relativo ao IVA (imposto do país).

A procura do cartão de crédito ideal 

Aqui no Brasil, os bancos transferem milhas para vários programas de fidelidade nacionais. Já nos EUA, cada cia aérea tem um banco parceiro principal. Vejam os exemplos:

  • United tem parceria exclusiva com o CHASE;
  • Delta tem parceria exclusiva com o AMEX;
  • American tem parceria exclusiva com CITI.

Isso não quer dizer que o Chase não tenha outros parceiros aéreos, mas entre as 3 grandes americanas, ele tem exclusividade com a United. O mesmo vale para os outros exemplos.

Inicialmente fui atrás dos cartões do banco CHASE, por valorizar bastante os pontos da United (Milleage Plus) e porque, naquela época, nenhum banco brasileiro transferia para esse programa (hoje a Livelo transfere, mas na proporção de 2×1). No meio do processo de análise, me deparei com o CITI PRESTIGE, um cartão relativamente novo na época e com benefícios únicos!

Principais Benefícios do Cartão Citi Prestige

  • Acúmulo de pontos no programa “Citi Thank you Points” que nunca expiram;
  • 3 pontos por dólar gasto em Viagens e Hotéis;
  • 2 pontos por dólar gasto em Restaurantes e Entretenimento;
  • 1 ponto por dólar gasto no restante;
  • Bônus de 50.000 pontos após gastar USD3.000 nos 3 primeiros meses:
  • Crédito anual de 250 dólares para passagens aéreas (a ser usado em QUALQUER cia aérea). Uma vez que você compra uma passagem diretamente em algum site de cia aérea, o cartão detecta a categoria do gasto e aplica seu crédito automaticamente;
  • Status nos programas de locação de carro: Avis Preffered Club, National Emerald e Sixt Platinum;
  • Um dos melhores seguros de viagens sem custo adicional (em especial destaco os USD500 em despesas para atrasos de mais de 3 horas; USD500 no atraso de bagagem, e USD3.000 em caso de perda de bagagem);
  • Até USD5.000 em reembolso caso  tenha que cancelar alguma viagem por força médica ou desastres naturais;
  • Até USD100.000 em seguro de automóvel para locações fora dos EUA;
  • Desconto de USD100 na adesão ao programa Global Entry;
  • Crédito de USDo,o125 (1,25 centavos) para cada ponto usado em compra de passagens aéreas no site do cartão.

Acesso a Lounges

  • O cartão vem acompanhado do Priority Pass Prestige (que custa USD399/ano), o qual permite acesso a diversos lounges ao redor do mundo a seu portador e mais 2 acompanhantes gratuitamente.

  • Os cartões adicionais também têm direito ao Priority Pass Prestige, mas ao custo anual de USD50/cada.
  • Inicialmente o cartão também oferecia acesso ao Admirals Club, mas retiraram o beneficio (com aviso prévio de 8 meses – #ficaadica).

Transferências de Pontos

  • Transferência de Pontos para os programas das seguintes cias aéreas: Turkish, LifeMiles, Etihad, Eva, Garuda, Air France – KLM, Garuda, Qantas, Qatar, Singapore, Malasya, Virgin Atlantic, Etihad, Cathay Pacific e Jet Blue.

“Só” isso já seria o suficiente para me fazer optar por este cartão, mas ainda não expliquei o MELHOR beneficio!

Quarta noite gratuita em QUALQUER hotel do mundo

Sim, isso mesmo: hospede-se por 4 noites e pague somente 3 em qualquer hotel do mundo, do mais barato ao mais caro. A única restrição é que precisa ter uma tarifa publicada no site do hotel (e não pode ser na locação de um apto em condomínio ou AirBnB).

Eu considero este beneficio o melhor entre todos os cartões do mundo. Ele já me me gerou economias nababescas!!! A reserva pode ser feita diretamente pelo site do cartão (que não tem pegadinha do tipo “tarifa inflada”). É sempre a mais barata publicada pelo próprio site do hotel escolhido. Outra opção é reservar pelo concierge 24hs do cartão.

Na prática, você paga a a estadia inteira e alguns dias após o check out eles te devolvem 25%.

Além de tudo, a reserva ainda gera pontos nos programas dos hotéis! É uma maravilha para os viajantes & amantes de um bom negócio.

Processo de abertura da Conta e Remessa 

Liguei na matriz do Citibank  Brasil da Av.Paulista e disse que queria abrir uma conta nos EUA. Depois de bastante vai e vem, deram o telefone da área de contas internacionais do Citi EUA (que fica em NY). Preenchi a papelada, passei por um processo muito criterioso de compliance e depois de alguns dias, recebi a confirmação de que a conta foi aprovada. Meu cartão de débito chegou alguns dias depois via UPS.

Com o número da conta em mãos, fiz a remessa do valor (pagando cambio BRL x USD comercial + spread, muito menor que o turismo). Monitorei pelo internet Banking do Citi e, 1 dia depois, o saldo já estava atualizado.

O pedido do Cartão de Crédito

Com o saldo em conta, liberaram a solicitação do cartão. Preenchi mais uma batelada de formulários e, para minha surpresa, foi-me concedido um limite de USD10,000. Alto, não acham?

Por conta do benefício do Priority Pass Prestige,  pedi 2 cartões adicionais: para minha esposa e meu irmão.

O cartão de crédito também chegou via UPS numa caixa super bonita com explicações de todos os benefícios. O Priority Pass chegou 2 semanas depois.

Débito Automático

Neste processo eu aprendi que o cartão de crédito americano funciona como se fosse uma conta bancária independente. Ele inclusive tem um acesso diferente do que o da sua conta bancária normal. Para colocar no débito automático, entrei na “conta” do cartão de crédito e coloquei os dados da minha conta corrente “normal”. No segundo ciclo ele já estava funcionando perfeitamento. Fácil.

Custos e Contabilidade

O cartão tem anuidade de USD450, mas com segurança digo que ele na verdade me custou ZERO, por conta dos benefícios abaixo:

  1. Crédito de USD250 anuais a serem usados em QUALQUER cia aérea;
  2. Bônus de 50.000 pontos em algum programa de fidelidade  (que sem burocracias vale USD625, mas que pode valer muito mais se transferido para um parceiro);
  3. Cartão Priority Pass Prestige (que vale USD399);

OBS: O crédito de USD250 é liberado todo mês de janeiro e no início da adesão. No meu primeiro ano, recebi o crédito duas vezes: 1) Maio de 2015, quando adquiri o cartão; e 2) Janeiro de 2016, início do ano :)!

A manutenção da conta corrente custaria USD100/mês, mas com dinheiro investido, fui isento da mensalidade.

Ter uma conta americana envolve uma burocracia  contábil. Tem a questão de bi-tributação dos rendimentos e declaração da conta no IR. Não vou abordar nada disso. É muita responsabilidade e recomendo que vocês tirem as dúvidas com seus próprios contadores.

O que falta neste cartão?

Sinto falta da parceria com American Airlines na transferência dos pontos.

Como eu aproveitei os benefícios?

  • Me cadastrei em todos os programas de aluguel de veículos para ganhar status Elite. É gratuito e funcionou;
  • Apliquei o crédito de USD250 na compra de passagens;
  • Acessei os Lounges da American e Priority Pass várias vezes;
  • Usufruí o beneficio da quarta noite gratuita várias vezes, inclusive nos hotéis mais “salgados” da minha lua de mel, viagens de ski e em resorts no Brasil.

O destaque vai para minha última viagem de ski para SnowMass. O Hotel Viceroy estava com a promoção: “Fique 5 noites e pague 4” e eu consegui aplicar em conjunto com o beneficio da 4ª noite gratuita do cartão. Com isso, fiquei 5 noites pagando somente 3! Incrível, não acham?

Agora vem a parte ruim! O encerramento da minha conta CITI

Estava num casamento perfeito com CITIBANK… Eu amava meu cartão e minha conta, até que em maio/17 recebi uma correspondência com pedido de “divórcio”. Leiam:

Em outras palavras, estava sendo EXPULSO do banco… Minha primeira reação foi pensar: “MAS ELES PODEM FAZER ISSO COMIGO???” e logo na segunda página da carta tive a resposta:

Depois descobri que o Banco não queria mais clientes Latino Americanos com menos de 200 mil USD e minha conta era magrinha demais! Rs… Não sei se realmente eles poderiam ter feito isso, mas imagino que sim. ENGOLI a seco. Não ia “procurar meus direitos” contra o CITIBANK EUA! Bola para frente…

No final das contas, eu não estava preocupado com a conta bancária do Citi, e sim com o futuro do meu cartão de crédito! O que aconteceria com ele se minha conta fosse encerada?

Vocês se lembram que comentei que o cartão americano funciona como se fosse uma conta bancária independente? Pois bem, encerrei a minha conta corrente do Citi , mas mantive a conta do meu cartão. Saí as pressas atrás de um novo banco e fui muito bem recebido em outra instituição. Consegui atrelar meu cartão Prestige à nova conta corrente e inclusive em débito automático.

Tudo certo. Mantive o cartão apesar da turbulência!

🙂

E agora, como você pode conseguir o Cartão Citi Prestige?

Pelas minhas pesquisas informais, sendo Brasileiro, para ser atendido como eu fui , agora são necessários mais de 1 milhão de dólares investidos (mas não achei nada publicado). Como alternativa, é possível solicitar o cartão numa conta doméstica do Citi (em qualquer agência de rua nos EUA), mas eles têm exigências, como comprovante de residência americano (o qual você pode conseguir em sites como Qwintry).

O post está longo e ainda poderia escrever muito mais! Se for do interesse geral, posso me aprofundar no assunto de conta e cartões americanos. O que acham?

E sobre meu Citi Prestige, gostaram dos benefícios? Acham que vale à pena todo perrengue?

Um abraço e me sigam no Instagram @Ale_Zylberstajn

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis