Entrada da TAM na oneworld, Vôo Inaugural do B747-8 da Lufthansa no Brasil e AIX 2014

Bom, nada melhor para estreiar o site novo do que começar um um Trip Report fresquinho né?

Este ano novamente fui convidado à participar da Aircraft Interiors Expo 2014 que é a maior feira do mundo de interior e desenvolvimento de cabines de aviões, assentos, etc., e que ocorre em Hamburgo, na Alemanha.

O evento foi realizado de 07 à 10/04, e já sabendo desta data resolvi comprar uma passagem para poder estar no vôo que foi considerado o inaugural da Lufthansa com o B747-8 saindo do Brasil, no dia 31/03, assim conseguiria casar os dois eventos. Coincidentemente no mesmo dia também foi a entrada oficial da TAM na aliança oneworld em São Paulo, e felizmente consegui passar lá rapidinho para dar uma conferida.

Para não ficar à toa na Alemanha (que já conheço bastante), resolvi ir para o Líbano neste intervalo de tempo antes da feira, para visitar um amigo e aproveitar para rever o país, já que desde 2009 eu não ia lá. Com isto conseguiria avaliar uma cia inédita aqui no PP, que foi a Ethiopian Airlines.

Então meu itinerário ficou o seguinte:

  • São Paulo (GRU)  ✈ Frankfurt (FRA) – Lufthansa B747-8 – Primeira Classe
  • Frankfurt (FRA) ✈ Istambul (IST) – Turkish Airlines A321 – Classe Executiva
  • Istambul (IST) ✈ Beirut (BEY) – – Turkish Airlines A321 – Classe Executiva

map

  • Beirut (BEY) ✈ Addis Ababa (ADD) – Ethiopian Airlines B737 – Classe Executiva
  • Addis Ababa (ADD) ✈ Frankfurt (FRA) – Ethiopian Airlines B767 – Classe Executiva
  • Frankfurt (FRA) ✈ Hamburgo (HAM) – Lufthansa A319 – Classe Executiva

map-2

  • Hamburgo (HAM) ✈ Frankfurt (FRA) – Lufthansa A319 – Classe Executiva
  •  Frankfurt (FRA) ✈ Barcelona (BCN) – Lufthansa A320 – Classe Executiva
  •  Barcelona (BCN) ✈ São Paulo (GRU) – Singapore Airlines B777-300 – Primeira Classe

map-3

Custos das passagens

Passagens compradas, portanto sem segredo já que não teve utilização de milhas e pontos

  • São Paulo (GRU)  ✈ Frankfurt (FRA) – Lufthansa B747-8 – Primeira Classe
  • Frankfurt (FRA) ✈ Hamburgo (HAM) – Lufthansa A319 – Classe Executiva (Havia disponiblidade neste vôo p/ emissão de milhas, mas os agentes da US não conseguiam ver pois a LH já estava bloqueando devido a saída da Star Alliance, então tive que comprar)
  • Hamburgo (HAM) ✈ Frankfurt (FRA) – Lufthansa A319 – Classe Executiva (Havia disponiblidade neste vôo p/ emissão de milhas, mas eu iria gastar muito mais milhas do que se emitisse o vôo puro da Singapore sem parceiras envolvidas)
  • Frankfurt (FRA) ✈ Barcelona (BCN) – Lufthansa A320 – Classe Executiva (Havia disponiblidade neste vôo p/ emissão de milhas, mas eu iria gastar muito mais milhas do que se emitisse o vôo puro da Singapore sem parceiras envolvidas)

Passagens emitidas com milhas Dividend Miles da US Airways – 60.000 no total + U$140,60

Utilizei 60.000 que é o valor necessário para uma ida e volta de Business entre Europa e Oriente Médio.

  • Frankfurt (FRA) ✈ Istambul (IST) – Turkish Airlines A321 – Classe Executiva
  • Istambul (IST) ✈ Beirut (BEY) – – Turkish Airlines A321 – Classe Executiva
  • Beirut (BEY) ✈ Addis Ababa (ADD) – Ethiopian Airlines B737 – Classe Executiva
  • Addis Ababa (ADD) ✈ Frankfurt (FRA) – Ethiopian Airlines B767 – Classe Executiva

us airways dividend miles - passageirodeprimeira

Notem que quando emiti este vôo, foi justamente para voar no B787 da Ethiopian Airlines, o que não aconteceu, pois de última hora a cia mudou a aeronave e eu acabei voando em um B767 antigo, uma enorme decepção. 🙁

Passagens emitidas com milhas KrisFlyer da Singapore Airlines – 58.225 + EUR 179.43

Já para o vôo da Singapore, utilizei 58.225 milhas transferidas do Membership Rewards do Amex que é o valor para um trecho entre Brasil x Europa em Primeira Classe (valor válido somente para vôos puros Singapore e emitidos pelo site – já que tem os 15% de desconto). Aprenda mais sobre este programa neste post que fiz aqui.

singapore award brasil barcelona passageirodeprimeira

Confesso que não consegui otimizar o uso das milhas do jeito que eu queria, devido ao fato da LH estar bloqueando disponibilidade para US, e a SQ cobrar mais para combinar parceiros no mesmo resgate. Mas como eu precisava estar nestes vôos específicos, minha única saída foi comprar.

Bom, enfim, está aí a arquitetura das emissões, agora é só acompanhar aqui no PP a partir de hoje o início de mais um Trip Report.

Espero que gostem!