Febre Amarela – Saiba quais são os lugares que exigem a vacina com certificação

Pessoal, diversos novos países incluíram a exigência de certificado de vacinação contra a febre amarela. E como vocês vêm perguntando sobre, vou ajudar vocês! Um dos primeiros passos é sempre checar com a sua companhia aérea se há novas exigências, as organizações de saúde estão se atualizando o tempo inteiro.

Se você já recebeu uma única dose e tem o certificado não precisa trocar ou renovar, desde que sua certificação esteja toda regularizada com os dados completos da vacina. Para viagens internacionais a vacina fracionada não é válida, já que ela só corresponde a 1/5 da vacina e dura cerca de 8 anos.

Planeje sua viagem para tomar a vacina 10 dias antes de partir, se você tomou a fracionada vai ter que esperar um mês para tomar a dose única.

Para ter o certificado internacional de vacinação e profilaxia, faça o seguinte:

  • Tome a dose integral
  • Após a vacinação faça um cadastro no site da Anvisa, agende o atendimento em um dos centros de orientação ao viajante COV e um pré cadastro obrigatório para agilizar
  • Vá ao centro de emissão de CVIP para retirar seu certificado internacional de vacinação e profilaxia, leve seu cartão nacional de vacinação, um documento original com foto e uma comprovação que você irá desembarcar num país que exige a certificação, do contrário não irá conseguir pegar.
  • Se você já tem a vacina e perdeu o certificado tem a lista dos postos que emitem 2º via

134 países estão exigindo a vacina integral, confira abaixo quais são:

Afeganistão, África do Sul, Albânia, Angola, Antígua e Barbuda, Antilhas Holandesas, Arábia Saudita, Argélia, Argentina, Austrália, Bahamas, Bahrein, Bangladesh, Barbados, Belize, Benim, Bolívia, Botswana, Brunei, Burkina Faso, Burundi, Butão, Cabo Verde, Camarões, Camboja, Cazaquistão, Chade, China, Colômbia, Coreia do Norte, Costa do Marfim, Costa Rica, Cuba, Djibouti, Dominica, Egito, El Salvador, Equador, Eritreia, Etiópia, Fiji, Filipinas, Gabão, Gâmbia, Gana, Granada, Guadalupe, Guatemala, Guiana, Guiana Francesa, Guiné, Guiné Equatorial, Guiné-Bissau, Haiti, Honduras, Ilha do Natal, Ilha Norfolk, Ilhas Salomão, Índia, Indonésia, Irã, Iraque, Jamaica, Jordânia, Kiribati, Laos, Lesoto, Libéria, Líbia, Madagáscar, Malásia, Malawi, Maldivas, Mali, Malta, Martinica, Maurícia, Mauritânia, Mayotte, Moçambique, Myanmar, Namíbia, Nauru, Nepal, Nicarágua, Níger, Nigéria, Niue, Nova Caledónia, Omã, Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Pitcairn, Polinésia Francesa, Quênia, Quirguistão, República Centro-Africana, República Democrática do Congo, República do Congo, Reunião, Ruanda, Samoa, Santa Helena, Santa Lúcia, São Bartolomeu, São Cristóvão e Nevis, São Martinho, São Tomé e Príncipe, São Vicente e Granadinas, Senegal, Serra Leoa, Seychelles, Singapura, Somália, Sri Lanka, Suazilândia, Sudão, Sudão do Sul, Suriname, Tailândia, Tanzânia, Timor-Leste, Togo, Trindade e Tobago, Tristão da Cunha, Uganda, Venezuela, Vietnã, Wallis e Futuna,Zâmbia, Zimbabwe.

Vejam a lista com secretarias de vacinação gratuitas e, não se esqueçam das conexões, mesmo as com menos de 12 horas exigem o certificado. Em comparação ao ano passado, está aproximadamente cinco vezes maior o número países!

Aproveitando a oportunidade – já li tantas histórias de gente que esquece o cartão e acaba perdendo a viagem. Você também já foi um desses distraídos? Conta pra gente!