GOL reinventa seu cardápio de serviço de venda a bordo

Notícias 6

Por Fábio Vilela

A GOL reinventa seu cardápio de serviço de venda a bordo e inclui alimentos mais leves e nutritivos, ampliando opções para agradar todos os gostos e oferecendo a maior oferta de serviço de bordo do mercado. O novo serviço já está no ar e oferece sopas, snacks e sanduíches com produtos mais leves, integrais e naturais, além de opções vegetarianas.

A companhia também acrescentou opções da Mãe Terra, empresa pioneira em alimentos orgânicos, saudáveis e saborosos. Neste novo cardápio, os sanduíches, por exemplo, ganham também as versões ‘Vegetariano’, ‘Caprese’ e ‘Caesar’.

Novo-serviço-de-bordo-GOL_agosto-2014-a

Criado com base em pesquisa realizada com clientes corporativos e que viajam a lazer, o cardápio traz em sua composição o conceito Brasileiro, Divertido e Saudável.

6 respostas para “GOL reinventa seu cardápio de serviço de venda a bordo”

  1. Vitória disse:

    Horrível a omelete de queijo, eu e metade dos passageiros mal comeram e eu ainda passei mal e cheguei a vomitar depois do desembarque…

  2. Alessandra disse:

    No meu caso não vou deixar de viajar com uma empresa se ela vende ou não comida a bordo, o que procuro é preço e disponibilidade de voô, se for o caso para não comprar lanches a um valor absurdo , levo o meu próprio lanche sem problema nanhum .

  3. Mari disse:

    Eu acho melhor pagar por alguma coisa que eu quero do que comer uma bolacha de água e sal com polenguinho na TAM !!
    Mas o cardápio da GOL estava uma m*** mesmo! Vamos ver se melhora uhul

  4. MTorres disse:

    Eu Mesmo sou fã de venda a bordo. Cansei de almoçar no avião da GOL. Melhor que a Batatinha da Azul ou o creamcracker da TAM. Com Sopa então vai ser show! Parabens a GOL. Eu não pago nenhum centavo a mais pelo serviço de bordo. Acho que quase todos os executivos e empresários que vivem em aviões concordam comigo. Eu quero MESMO é pontualidade e preço. Em ambas, na minha visão, a GOL ganha. Alem da opção de antecipar voo pelo celular. Parabéns a GOL por focar no nicho que precisa almoçar (ou mandar um sanduba) e esta disposto a pagar por isso.

  5. Junior disse:

    Desde que adotaram esse sistema de “venda a bordo” fiquei em duvida do que faziam com tudo que não era vendido nos vôos até que, uma amiga se tornou comissária e não hesitei em perguntar. Ela me respondeu justamente o que eu imaginei: Tudo o que não é vendido é liberado à tripulação e equipe de solo para consumo. Ou seja, não precisa ser nenhum bidu para saber que o custo de tudo isso já está embutido na venda dos bilhetes e a operação de venda é só uma tentativa de recuperar parte do que foi investido e que, de uma forma ou outra, os alimentos são “dados”. Estratégia comercial ? Sim ! Redução de custos ? Obviamente que não ! Retorno financeiro para a empresa ? Só se for indiretamente, economizando nos insumos (guardanapos, limpeza, copos). Quem ganha com isso ? Acredito que ninguém. A unica certeza é que quem sai no prejuizo é o passageiro que PAGA 2X por tudo isso; uma quando compra o bilhete e outra se resolver comer.

  6. Tiago Del Valle disse:

    Agora é rezar pra ter a bordo né! rs

    Indo de POA-CGH fui comprar, um Lanche de frios que não tinha mais, pedi um outro natural que tbm não tinha!

    GO GOL U CAN!

Deixe uma resposta

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis