KLM posta outro comunicado à respeito das passagens adquiridas durante erro de tarifa

Pessoal, a KLM mandou hoje outro comunicado à respeito das passagens adquiridas durante o erro de tarifa, segue:

“Muitos blogueiros têm nos relatado dúvidas de seus leitores com relação à tarifa da KLM que foi erroneamente carregada por um valor muito baixo no dia 01 de Dezembro de 2014.

Dentre as diversas perguntas, a mais frequente é relacionada aos trajetos e conexões das passagens emitidas: muitos usuários estão perguntando aos blogs se é possível “pular” um trecho do voo e iniciar suas viagens em algum aeroporto.

Para ajudá-los a prestar serviço aos leitores de seu blog, a KLM destaca um importante ponto da regra tarifária de passagens aéreas: os passageiros devem cumprir todos os trechos da viagem. Ou seja, é preciso embarcar na cidade de origem e realizar todas as conexões assinaladas em seus bilhetes até chegar ao seu destino final. O mesmo vale para o retorno.

Por exemplo: se o trajeto do bilhete emitido tiver origem no Rio de Janeiro, mas fizer uma conexão em São Paulo e, aí sim, seguir para a Europa, o passageiro deverá iniciar sua viagem no Rio de Janeiro. Essa regra é válida para todas as nossas tarifas, de todas as classes, e estão presentes nas Condições Gerais de Transporte. Por isso, é importante orientar os leitores para que eles possam aproveitar o máximo de suas viagens. 

Lembramos também que muitos leitores relataram o fato de terem comprado passagens por impulso e só depois terem percebido que não poderão viajar. Para esses leitores, oferecemos até a próxima 6a feira, 19/12/2014, as seguintes opções:

Remarcação para um voo/data alternativos, realizando suas viagens em um outro voo ou data, mantendo a mesma rota original. A nova data de viagem deverá ser entre 23 de fevereiro de 2015 e 30 de novembro de 2015. A remarcação é possível se voos e assentos estiverem disponíveis na classe de reserva emitida como consta no bilhete original. Uma taxa de alteração de US$ 350 será cobrada.

Reembolso integral, permitindo o aos clientes o reembolso total (incluindo taxas) desta errônea tarifa baixa, além da escolha de uma das seguintes opções: 
– Um voucher reembolsável de US$ 100,00 – este voucher pode ser reembolsado online pelo site www.klm.com.br
– Um voucher de viagem não-reembolsável de US$ 250,00 válido para futuras viagens com a KLM, Air France ou Delta Air Lines – este voucher deve ser usado como parte de pagamento de um bilhete dentro um ano a partir de sua emissão.
– 30.000 milhas Flying Blue. 

Para mais informações sobre trajetos e itinerários, remarcação de voos e reembolso integral das tarifas, sugerimos que os leitores entrem em contato com a Central de Reservas da KLM (telefone 4003 1888) ou mandem mensagem para a página KLM Brasil no Facebook.”

Aproveitando o comunicado, quero saber: Está todo mundo com a situação já resolvida ou ainda tem passageiro com pendência?