Mais informações sobre a Alteração no Programa Amigo

Notícias Programas de fidelidade

Por Alexandre Zylberstajn

Pessoal,

Hoje cedo conversamos por telefone com o Fabrício Angelin, Diretor Geral do programa Amigo, sobre a nova mecânica de precificação em resgates Star Alliance. Em seguida, recebemos o release da assessoria de imprensa com as informações da mesma alteração.

Neste post descrevo alguns pontos sobre os quais conversamos.


A Alteração do Programa Amigo

O Amigo decidiu migrar o modelo de precificação de TABELA DE REGIÕES para DISTÂNCIA. A justificativa dada é que isso tornará o sistema de resgate de pontos mais equilibrado nas rotas operadas pelas cias aéreas da Star Alliance.

Um exemplo positivo foi o voo entre São Paulo e Lisboa, que ficará mais barato com a mudança. Em contrapartida, São Paulo-Berlim deve ficar mais caro. Hoje em dia, ambas as passagens possuem o mesmo valor, pois ambos os destinos são considerados como Europa (Oeste) na Tabela de Regiões. Já na nova precificação, o voo para Berlim ficará mais caro devido à distância ser maior.

Outro caso favorável ao usuário são os voos curtos intra-europeus. Hoje, a quantidade de milhas necessárias para emissão é fixa em 25.000 na econômica e, com a mudança, diminuirá, custando a partir de 5.000 pontos! Por outro lado, voos de longa distância, como para a Ásia ou Oceania, ficarão mais caros, pois a distância percorrida é maior.

Dito tudo isso, a mensagem de que eles buscaram “blindar” as rotas mais resgatadas foi reforçada várias vezes. Eles não querem que o participante sofra nenhum grande impacto com essa alteração.


Taxa de Combustível 

Durante a ligação foi informado que, mesmo com o ajuste, os preços ficarão em média 8% abaixo dos valores cobrados pelos outros programas de fidelidade – o que eu elogiei, mas disse que a taxa de combustível torna o programa muito menos competitivo para algumas emissões. O diretor do Amigo disse que o feedback é muito importante e que iria verificar com sua equipe. Vamos aguardar.


Unificação dos Sistemas

Questionei sobre a unificação dos sistemas. Hoje em dia, para fazer uma emissão para Miami, por exemplo, devemos fazer 3 pesquisas para nos certificar de que estamos fazendo o melhor resgate:

1) Buscas na aba Avianca Brasil;
2) Buscas na aba Avianca Brasil com tique de “ver com mais disponibilidade”;
3) Buscas na aba Star Alliance.

Com isso, na classe econômica podemos ter até 3 resultados diferentes, enquanto na executiva só existe disponibilidade na aba da Star Alliance.

Segundo o Angelin, isso deve mudar em breve. O Amigo priorizou a implementação de resgates Star Alliance e, agora, está focado em melhorar a experiência do usuário.


Transparência e Aviso Prévio

No início e no final da conversa foi enfatizado que o programa Amigo preza pela transparência com seus clientes, e diante disso estão comunicando a alteração com 30 dias de antecedência para seus usuários.


Rotas de Maior Demanda

Ainda segundo o Angelin, foi feita uma análise de toda a base de resgates do programa para identificar as rotas de maior demanda de emissão pelos participantes. Para estes casos, foi tomado um cuidado especial em não gerar grandes alterações.

Durante a ligação, foi informado que eles analisaram as 15 rotas mais resgatadas e, dentre elas, mais de 50% terá redução ou manutenção de valor em relação à atual tabela de resgate.


Avianca Brasil

Os voos resgatados na Avianca Brasil (tanto domésticos, quanto internacionais) não vão sofrer alterações. Nada muda!


Adeus Sweet Spot África do Sul

No modelo atual, a quantidade de milhas necessárias para emissão de um voo entre Brasil e África do Sul em Executiva é de 60.000 pontos, independentemente do trajeto percorrido.

A opção mais óbvia é o voo direto, operado pela South African, mas o sistema oferece a alternativa de fazer o trajeto via Frankfurt, pelo mesmo valor.

Para alguns, pode não fazer sentido; para outros, é uma oportunidade de curtir 2 voos pelo preço de 1, especialmente se for em Primeira Classe (atualmente por 80.000 pontos). Com a alteração, essa oportunidade vai deixar de existir!


E os novos valores?

O programa ainda não informou quais serão os novos valores para as emissões (com exceção dos exemplos mencionados acima). Com isso, só vamos conseguir identificar os resgates que tiveram redução ou acréscimo de valor no dia 17 de outubro.


Agradecimento ao AMIGO

Foi muito legal a atitude do amigo de falar conosco.


O que fazer?

Como o programa não divulgou os novos valores, surge a dúvida de se é melhor realizar os resgates agora ou aguardar a mudança, que pode ser positiva ou não dependendo da rota.

Difícil prever se o valor da rota que você deseja vai subir ou cair, portanto, se os valores de emissão praticados atualmente te atendem, sugiro garantir a emissão na tabela atual – exceto em voos muito curtos.

Minha sensação é que para Econômica os efeitos serão menores que na Executiva e Primeira. Espero estar errado! Vamos aguardar!

Qual a sensação de vocês?

 

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis