Mandarin Oriental Paris

Na minha rápida passagem em Paris eu me hospedei no Mandarin Oriental. O hotel fica na famosa rua Saint-Honoré e super perto da Place Vendôme. Aliás quero dar uma dica para vocês – usei aquele Super Shuttle do aeroporto de Orly até a cidade e foi muito mais barato que um taxi – recomendo!

Seguindo a excelência dos outros hotéis da rede, o atendimento é impecável. Logo no check-in você é recebido com nada menos que uma taça de champagne Louis Roederer. Mas tanto luxo assim tem o seu preço, as diárias começam a partir de 950EUR em quarto Deluxe.

Eu acabei recebendo upgrade para uma Junior Suite, acredito que porque o pessoal do Brasil sabia que eu estava com reserva confirmada e acabou pedindo uma atenção especial.

A suite era enorme e dividida entre quarto, closet e sala.

Em se tratando de Paris onde a maioria dos quartos são pequenos, o MO sai na frente. Detalhe especial que os aparelhos de TV e som eram da Bang & Olufsen.

A suite tinha uma varanda de fora a fora e você pode acessar tanto pelo quarto quanto pela sala.

O hotel também oferece wifi gratuito para os hóspedes e o sinal é estável em toda a propriedade.

O banheiro era um espetáculo à parte – um dos mais bonitos que já vi até hoje.

Aliás, sabe uma coisa que eu achei curioso? O vaso sanitário não fica aqui e sim lá na entrada do quarto – como se fosse um lavabo. Ele é separado do resto do banheiro. Vocês já viram isto antes?

Amenities oferecidos aos hóspedes.

Vocês também não tem maturidade quando o assunto é room service? Pois eu não, rs. Olha este café da manhã Braseeeel!

O hotel também conta um SPA, piscina coberta e uma academia aberta 24 horas – AMÉM!

Vocês chegam a desistir de ficar em um hotel caso ele não tem fitness center? Eu estava discutindo isto com alguns amigos meus esta semana – para quem gosta de se exercitar e tem pouco tempo – que é o meu caso – ter uma academia decente nos hotéis é essencial.

O hotel conta com 3 restaurantes, sendo um deles (o Sur Mesure) comandado pelo chef Thierry Marx. Infelizmente por motivos de agenda não pude experimentar, mas vai ficar para uma próxima.

O café da manhã era servido no restaurante Camélia – bem ao lado do lobby.

  

Além de algumas opções à la carte, tinha um vasto buffet com pratos quentes e frios – tudo muito bem posicionado e apresentado.

No último dia como começou a nevar muito eu fiquei com preguiça (e claro, frio) para poder sair do hotel e acabei almoçando no L’Honoré que é um restaurante que só serve comida saudável dentro do hotel – ponto positivo para quem se preocupa com a saúde.

Pena que fiquei tão pouco e não deu para aproveitar tudo que o hotel tinha p/ oferecer, mas quem sabe em uma outra oportunidade. Então se você tiver com viagem marcada para Paris, fica uma opção para sua hospedagem!

Avaliação

  • Check-in:
  • Atendimento:
  • Conforto:
  • Internet:
  • Buffet/Restaurante:
  • Academia:
  • Spa:
  • Lounge:
  • Check-out:
Média
9,8