Marrocos e Portugal – Estreando a Royal Air Maroc

Bom dia! Segunda-feira, dia de começar um novo Trip Report, e desta vez tenho certeza que pelo menos no quesito passagens, este foi o mais polêmico.

Para quem está chegando agora, vou explicar o porque: Em Janeiro deste ano a Royal Air Maroc, estava vendendo passagens no seu site para Europa por R$1.500,00 em classe executiva saindo do Brasil no novo vôo charter deles para Casablanca.

Infelizmente por uma falha no sistema, todo mundo que comprou a passagem (por mais que estava escrito BusinessPlus), recebeu os bilhetes em classe econômica. E desde então começou uma novela para resolver o problema. Primeiro porque a cia não tinha e acredito que ainda não tenha escritório no Brasil nem CNPJ, e segundo que o call center em Casablanca desconhecia o que realmente aconteceu, impossibilitando a correção da emissão.

Enfim, depois de alguns dias de angústia, um representante da cia entrou em contato comigo e com outros passageiros oferecendo o upgrade para classe executiva sem custo, a fim de honrar as passagens.

Sei por relatos de leitores aqui do PP que nem todo mundo recebeu esta opção, tendo apenas a escolha de reembolso ou pagar a diferença de tarifa enquanto outros cancelaram a compra através do cartão de crédito.

Aliás, também recebi mensagens de passageiros que mesmo tendo seus bilhetes corrigidos para executiva, acabaram embarcando em econômica em algum trecho ou outro, ou até um caso específico de um leitor que mesmo com o boarding pass em mãos em classe executiva, teve seu cartão de embarque trocado no portão em Guarulhos para um de classe econômica, um absurdo! Comigo, assim como diversos outros casos, todos vôos foram realizado em classe executiva, sem nenhum problema.

Enfim, depois de ter os meus bilhetes corrigidos, aproveitei uma dica do leitor Henrique e alterei minha passagem (que era para Lisboa com conexão em Casablanca) para poder fazer um stopover no Marrocos de 1 semana sem custo antes de seguir para Portugal, o que foi uma ótima idéia, pois pude conhecer o país e o que ele tem para oferecer.

Infelizmente a RAM estreou no Brasil com o pé esquerdo, deixando muitos clientes insatisfeitos e com um atendimento ao consumidor a desejar.

Aproveito para perguntar, todo mundo resolveu o problema com a cia?