O dia que fui jantar em Dubai e voltei!

CHEGUEI depois de 30 horas voando! Para quem me acompanha nas redes sociais (Facebook e Instagram) viram que eu embarquei para Dubai ontem, passei algumas horas no aeroporto e voltei.

Como vocês devem imaginar (obvio!), aproveitei daquela passagem disponibilizada pelo Smiles onde era possível sair de São Paulo p/ Buenos Aires com conexão em Dubai e Rio de Janeiro.

Vou relatar exatamente o que aconteceu para vocês saberem da minha real situação, até mesmo para ficar tudo transparente.

Eu emiti para embarcar no dia seguinte ao que anunciei este resgate aqui no site, portanto com o bilhete em mãos eu já fiz check-in online (24 hrs antes) para marcar meus lugares e garantir meu assento a bordo.

Quando eu já estava em Guarulhos p/ embarcar recebi um email do Smiles com um novo e-ticket  (permanecendo mesmo localizador da reserva) – retirando minha conexão de Dubai e me colocando em um voo direto via GIG apenas – inclusive me dando downgrade p/ econômica (Classe N) – detalhe que eu tinha emitido em executiva. Isto tudo foi feito sem me consultar ou sem minha autorização – apenas recebi o comunicado por mensagem eletrônica e de voz.

Porém, o que penso que aconteceu e acredito que seja isto foi – pelo fato que eu já estava com o check-in pronto, o Smiles não teve mais autonomia sobre meu bilhete, pois a partir do momento que você faz o check-in quem passa a ser “dona” do bilhete é a cia que opera o vôo e não quem emitiu.

Então por mais que minha reserva/bilhete original tenha sido cancelada pelo Smiles (e foi!), para a Emirates ela ainda estava válida simplesmente porque eu já tinha feito o check-in e já era um passageiro presente naquele voo, ou seja, não teria nada mais que pudesse impedir meu embarque.

Eu confesso que fiquei tenso até o momento de entrar no avião (tanto na ida quanto na volta), afinal recebi este email do cancelamento de última hora e eu não tinha um plano B – porém graças à Deus tudo ocorreu como planejado – não tive nenhum contratempo e fui e voltei tranquilamente.

Na ida fui no A380 que está operando diariamente de São Paulo e tem uma ótima executiva.

E no retorno eu voltei no B77W (peguei um antigo por sinal) que opera de Dubai p/ Buenos Aires com conexão no Rio – que é onde estou neste exato momento.

OBS: Abandonei o último trecho GIG-EZE e daqui vou embarcar de volta pra casa.

Li todos os comentários nos posts anteriores e não vou entrar no mérito da questão do que cada um acha correto ou não – afinal cada cabeça uma sentença e todos nós somos adultos o suficiente para não precisar julgar o próximo – afinal ninguém é perfeito e cada um conhece sua consciência na hora de colocar a cabeça no travesseiro.

Então não perca seu tempo apontando o dedo p/ o colega nos comentários ou atacando alguém ou me atacando, pois além de ser totalmente mal educado, não vai levar ninguém à lugar nenhum. Não perca seu tempo!

A minha “sorte” foi ter emitido p/ embarcar no dia seguinte, pois caso contrário eu estaria na mesma situação que todos vocês – bilhete cancelado e reemitido no vôo direto.

Sobre o nosso direito em relação à isto? Eu sinceramente não sei, pois não entendo das leis que regem neste âmbito de cancelamento/troca de rota e até que esfera estaríamos protegidos – inclusive se tiver algum leitor que esteja por dentro desta esfera judicial favor postar nos comentários. Infelizmente eu não tenho como intervir em caso por caso e nem intermediar a resolução de cada um, pois são inúmeras situações de pessoas diferentes.

O que sugiro, até mesmo para uns ajudar aos outros é conforme os casos forem sendo “solucionados” ou não, vocês colocarem nos comentários – assim todos conseguem ter uma idéia de como a situação está sendo conduzida.

Bom, no mais é isto – realmente fiquei feliz de ter conseguido aproveitar esta tarifa, pois foram 2 aeronaves que eu não conhecia e não tinha planos de testar tão cedo! Valeu o “esforço”!