Ótima oportunidade de atingir status Black no LATAM Fidelidade de forma rápida

Programas de fidelidade Promoções 73

Por Fábio Vilela

Pessoal, a LATAM está com uma ótima tarifa em classe executiva saindo de São Paulo para Bogotá para voar a partir de Outubro, e vou mostrar pra vocês como tirar proveito dela para atingir status mais rápido no fidelidade.

Usando o ITA Matrix (veja mais aqui) encontrei o valor promocional em classe executiva para várias datas.

Os voos diretos são operados pelos B767 e o preço final para voar na Business Class – com as taxas está R$2.182,01.

Como o intuito é fazer mileage run, ou seja, só pelas milhas – vou colocar exemplos de viagem onde você permanece somente 1 dia no destino – mas caso você queira ficar mais dias também é possível.

Até aí nenhum segredo né? Pois bem, olhando as regras tarifárias deste fare code (ZLEEVHUE) descobri que a LATAM permite fazer conexões “ilimitadas” nos seus hub’s da América do Sul sem que o preço altere e eu fui tirar a prova e realmente é possível.

Forcei os pontos de conexão pelo Matrix (aprenda aqui) e consigo maximizar ainda mais o acúmulo, vejam:

A mesma tarifa de R$2,182.01 mas fazendo várias conexões – sendo todas elas em aviões widebodies (B767 e B787) com executivas confortáveis.

Classe Executiva do B767

Já o B787 tem duas variações de assento dependendo se for o modelo -8 ou -9, conforme abaixo:

Classe Executiva do B787-9

 

Classe Executiva do B787-8

Eu tentei forçar uma conexão em Buenos Aires na volta mas o sistema acaba colocando um trecho (SCL-EZE) em econômica.

Bom, você pode usar o Matrix e ir tentando achar datas e conexões até ter seu itinerário perfeito. Infelizmente não consegui tarifar isto pelo site da LATAM e tive que emitir via agência de viagens pois eles montaram do jeito que eu queria.

Eu usei a Atlastur Viagens daqui de Uberlândia que é quem sempre me atende – quem quiser o email deles é atendimento3@atlasturviagens.com.br

OBS: Vale lembrar que comprando por agências tem taxa de emissão, afinal estão prestando um serviço.


E aonde entra o lance do status? Vamos lá!

Você pode atingir o nível Black na LATAM através de 3 maneiras, conforme regras abaixo.

Vamos então tomar por suposição a regra 3 : 60 mil pontos LATAM incluindo 6 trechos em cabine superior (Premium Business).

Este itinerário que eu sugeri tem a distância de 8.679 milhas voadas.

Pelo fato de ser em executiva (tarifa PB Access), o acúmulo para qualificação é de 200%.

Uma viagem dessas, ao final, vai te render 17.358 pontos qualificáveis e 5 trechos em PB.

Portanto se você fizer 4 itinerários desses, terá acumulado 20 trechos em PB + 69.432 pontos qualificáveis, o suficiente para virar categoria Black na LATAM e status Emerald na oneworld – o mais alto da aliança.

Concordo que o custo de R$8.728,00 não é barato, mas se pararmos para pensar que às vezes uma passagem em vôo direto para Miami custa mais do que isso em executiva e não acumula nem 1/5 do que o itinerário que eu propus, temos que levar isto em consideração.

A vantagem de ser Black na LATAM são inúmeras para quem viaja exclusivamente na cia, como:

  • Upgrade de cabine em todos os vôos internacionais LATAM – ilimitado p/ o titular e 6 cupons para acompanhante.
  • Espaço+ gratuito em vôos nacionais/internacionais LATAM – titular e acompanhante.
  • Check-in, Bagagem e embarque prioritário.
  • Acesso às salas VIP LATAM e Oneworld + 1 convidado.
  • Uma bagagem a mais (23kgs) em vôos LATAM.
  • Tabela de resgate exclusiva.
  • Alteração e reembolsos de passagens resgatadas com pontos sem custo adicional.
  • Antecipar e adiar o vôo para o mesmo dia sem custo.
  • Prioridade em lista de espera no aeroporto.
  • Multiplicador de pontos Multiplus – 7 pontos por R$1 em passagens domésticas e 11 pontos por U$ em passagens internacionais

Já os benefícios mútuos entre as cias da aliança oneworld são:

Compensa o investimento e fazer tudo isso? Depende de onde você foca seus pontos/milhas e se tem o Fidelidade como seu programa principal e se os benefícios te atendem – portanto esta pergunta somente quem pode responder é você! Concordo que o programa LATAM Fidelidade não é dos melhores – principalmente pra resgate em cabines premium, mas em contrapartida o benefício de upgrade ilimitado em todos os vôos internacionais da LATAM com certeza já pagaria este valor de R$8.700,00 – mas daí vai do bolso e da prioridade de cada um né non?

Não sugeri pontuar estas mesmas passagens em outros programas como AAdvantage (American Airlines), Executive Club (British Airways) e Iberia Plus (Iberia) pois todos eles tem o requisito de voar no mínimo 4 segmentos em voos puros deles para começar a atingir status – portanto este mileage run não adiantaria – a não ser que você já tenha voado estes 4 trechos e precise somente inteirar a quantidade de milhas qualificáveis – aí vale a pena!

Quem aí pensa em aproveitar?

73 respostas para “Ótima oportunidade de atingir status Black no LATAM Fidelidade de forma rápida”

  1. […] Há alguns meses atrás a cia publicou uma tarifa em classe executiva para Bogotá que te permitia ter conexões “ilimitadas” dentro da Am. do Sul, desde que fosse nos hub’s da empresa do grupo. Inclusive eu fiz um post que era uma ótima oportunidade de atingir Black na LATAM. (leiam aqui). […]

  2. Bruno disse:

    Uma dúvida…..O trecho scl-eze em cabine superior conta para upgrade? Observe que este trecho tem menos de 1000 milhas. Pelas regras latam, não entraria para upgrade

  3. Daniel disse:

    Só tem um problema Fábio… a TAM divulga a tabela com as distancias entre as rotas e sou capaz de apostar que mesmo que você voe para bogota parando em buenos aires a distancia considerada para pontos elite será a divulgada na tabela com origem GRU e destino BOG, que é apenas 2692 milhas, pouco mais que a metade do valor da sua simulação para cada perna…. https://www.latam.com/content/dam/LATAM/latam-marca-unica/Brasil/PDF/Fidelidade/tabela-de-distancia-em-milhas.pdf
    Se alguém aplicou a tática do Fábio e foi bem sucedido compartilhe!

  4. Silvio Streit disse:

    Fábio, na regra 3 também pode considerado entre esses 6 voos em cabine superior, voando em cias membro da Oneworld como a American, ou só consideram trechos de cabine superior no voos da Latam?

  5. Reinaldo H. Morioka disse:

    Fabio, eu já sou Emerald ou seja executive platinun. Sendo assim, tenho as mesmas regalias na LATAM, comprando as passagens dessas companhias, ou seja, upgrades ilimitados e 6 para acompanhantes???

  6. David disse:

    Andei olhando o site da Latam, e o Black mudou. Agora são necessários 160000km Elite ao invés dos 60000 que estavam quando fez o post.

  7. Rodrigo disse:

    Fabio,

    Se tiver os 4 trechos em AA e fizer esses voos quw voce falou, consegue atingir o executive platinum? Seria mais vantajoso, caso fosse possivel, nao?!

  8. Karl Storrer disse:

    Fábio, a tabela de resgate exclusiva para clientes Latam Black é muito vantajosa em relação à normal?

  9. Giovana Dalascio disse:

    AMEI ESTE POST!!!! Aumentando minhas possibilidades de viagem e 3-2-1…
    Muito obrigada Fabio!!!

  10. Guilherme disse:

    Fabio,

    Sou black na latam e tenho uma duvida. Comprei uma passagem com a aeromexico que tem 2 voos da Latam (marcados como JJ e operados pela cia) e a atendente disse no telefone que nao consigo solicitar upgrades nesses voos porque o bilhete nao foi emitido pela Latam.
    Ja procurei no site umas 100x e nao achei nada que fale dessa restrição, a unica coisa que menciona eh que voce tem que tar num voo operado pela Latam (e o meu eh, inclusive foi vendido como JJ).
    Voce sabe se existe mesmo essa restrição?

  11. Fernando disse:

    Bom dia Fábio e leitores,
    Há um erro importante no seu artigo.
    Os trechos especiais têm que ter mais de 1.000 milhas, conforme consta no regulamento:
    “Há também os segmentos especiais, definidos como voos LATAM de mais de 1000 milhas de distância na cabine Premium Economy e Premium Business.”
    Assim, neste itinerário acumularia 4 trechos, pois EZE-SCL tem 710 mihas.
    Ainda vale muito, mas dá pra suprimir um trecho, pois não fará diferença nesta contagem de trechos especiais, apenas para o acúmulo de milhas.
    Abs
    Fernando

  12. Mirna disse:

    Que pena, tentei várias datas e agora a esse preço só consigo 1 parada (e só na ida), que rende apenas 6.675 pontos. Mas ótima dica! Tentarei mais um pouco, espero conseguir com essa bolada de milhas.

  13. Henrique disse:

    Fabio pls responde nois na seção de perguntas hehe obg

  14. Felipe disse:

    Fabio,

    Acho q essa forma de acumulo de milhas q vc postou nao é mais a atual do fidelidade. Agr o acúmulo depende do valor (R$) gasto na passagem, com multiplicadores a depender do seu nível no programa. Eu sou gold e n virei platinum justamente por isso, pq comprei uma passagem recentemente SSA-IAD (c conexao em Lima) q me daria a pontuacao ida e volta, mas pontuou MUITO MENOS justamente por eu ter comprado barato a passagem (novas regras).

    Abs.

  15. Daniel disse:

    Fábio, varias vezes você já falou que não gosta de trocar de lugar que você marcou com outras pessoas. O que fazer se a LATAM se recusa a marcar 2 lugares juntos na executiva SCL-SYD dizendo que estão bloqueados pelo “aeroporto”? (Compramos 4 lugares – avião ainda tem 5 lugares, 3 separados e 2 juntos). Tanto o atendimento TAM como o atendimento LAN no Brasil dizem que só posso resolver isto no check-in, ou já dentro do avião. Sacanagem, não quero ter que incomodar outros passageiros e ainda correr o risco de viajar longe da minha esposa. Existe isto mesmo?

  16. Frederico disse:

    Na sua opinião, é melhor o status máximo na TAM ou na GOL?

  17. Thiago disse:

    Pedi status Match no programa Latam Pass e depois de mandar um comprovante de voo Latam, consegui o status “de graça”.

  18. Niltinho disse:

    Fabio, beleza?! Sou EXP e To com 9mil dolares e 62 mil milhas qualificaveis.. tenho uma viagem final de outubro Ssa-Taiwan (vou em Hong Kong e Beijing tb).. qual seria melhor forma de renovar o Exp ou ate chegar proximo dele? Vai me ajudar muito isso, valeu

  19. Paulo Cesar Dias de Souza disse:

    Fabio,

    como faço para fazer a emissão da forma que você sugeriu? somente através de agência? Pois não estou conseguindo. Se puder me ajudar quero sim fazer estes voos para alcançar o status urgentemente!!

  20. Diogo disse:

    E para virar platinum? Precisaria de quantas viagens desta?

  21. Rodrigo Aguiar disse:

    E se eu ja for Fidelidade Platinum? 🤔

    • Fábio Vilela disse:

      Só você fazer as contas do que precisa pra atingir o black.

      • Leonardo disse:

        Fábio, uma dúvida que sempre tive. Na Latam existe o soft downgrade? Ou seja, se eu for Black e tiver voado apenas 5 trechos nacionais no ano, sou rebaixado pra Platinum ou volto direto pro status inicial?

        • Fábio Vilela disse:

          Não mais, agora você será rebaixado para a categoria de acordo com os pontos voados de Janeiro à Dezembro.
          Então respondendo sua pergunta – você volta ao status inicial.

          • Leonardo disse:

            Grato pelo retorno Fábio. O regulamento da Latam fala em downgrade para a categoria imediatamente anterior, dando a entender o rebaixamento seria gradual Mas como também fala que será realizada de acordo com a avaliação, fica muito dúbio.
            Segue o item do regulamento que comentei:
            5.2.3 Poderá ocorrer o rebaixamento de modalidades (“downgrade”), que se dará
            sempre de uma modalidade superior para a imediatamente inferior, de acordo
            com uma avaliação a ser feita anualmente pela LATAM, considerando-se a
            Pontuação acumulada durante 01 (um) Ano Calendário.

          • Leonardo disse:

            Fábio, a título de informação, entrei em contato com a Latam, via facebook, e eles me informaram que o downgrade é gradual. Eu sou cliente Black Signature, assim, segundo eles, mesmo que não atinja a pontuação necessária, serei rebaixado para a categoria Black. Mandei um email para o “fale com a gente” para confirmar.

          • Douglas disse:

            Excelente dica, valeu, mas fiquei preocupado com sua resposta quanto ao downgrade, pois sou Black e esse ano não voei quase nada como pagante. Liguei na central de atendimento e eles me informaram que serei rebaixado para a categoria anterior, no caso a Platinum.

          • Fábio Vilela disse:

            Negativo, você será rebaixado para a categoria referente a quantidade de voos que você voou.
            A central te passou a informação errada.

          • Diogo disse:

            Não fiz nenhum voo ano passado e fui rebaixado de platinum para gold.

          • Fábio Vilela disse:

            As regras valem a partir deste ano.

          • Leonardo disse:

            Tive a mesma resposta que o Douglas. Mas não dá pra confiar no pessoal da Latam.

          • Bruno disse:

            O latam fidelidade usa soft landing, ou seja, cai para uma categoria imediatamente inferior.

            5.2.3 Poderá ocorrer o rebaixamento de modalidades (“downgrade”), que se dará
            sempre de uma modalidade superior para a imediatamente inferior, de acordo
            com uma avaliação a ser feita anualmente pela LATAM, considerando-se a
            Pontuação acumulada durante 01 (um) Ano Calendário.

          • Bruno disse:

            A regra é clara, imediatamente inferior. Essa avaliação é só uma redundância dos outros critérios.
            O latam fidelidade usa soft landing então se for Black e não realizar nenhum voo sequer no outro ano virará Platinum

          • Fábio Vilela disse:

            Então me conta ano que vem 😉

        • Leonardo disse:

          Fábio, você pode informar qual a sua base ou fonte sobre o downgrade direto na Latam? Todos têm obtido respostas divergentes.

          • Fábio Vilela disse:

            Minha base é o regulamento do programa.
            5.2.3 Poderá ocorrer o rebaixamento de modalidades (“downgrade”), que se dará sempre de uma modalidade superior para a imediatamente inferior, de acordo com uma avaliação a ser feita anualmente pela LATAM, considerando-se a Pontuação acumulada durante 01 (um) Ano Calendário.

          • Bruno disse:

            Nessa avaliação que eles fazem eles podem até te manter na mesma categoria caso achem conveniente, por isso de tal regra

  22. Bernd disse:

    Fabio,
    onde voce consegue as regras completas da Latam.
    No regulamento que eu achei a limitação da 1.000 Miles se refere au trecho premium economi, e não a Business.
    Abs
    Bernd

    • Fábio Vilela disse:

      Nos termos e condições na pagina do programa.

      • Bernd disse:

        Nao achei o limitante de 1.000 para Business; so para Premium Economy.

        5.3.3 A partir de 01 de janeiro de 2017, caso o cliente não atinja a pontuação em voos necessária para ser promovido ou para manter-se na mesma modalidade de CARTÃO, ou não atingir a quantidade de trechos necessária, um terceiro critério de avaliação será considerado: o CLIENTE deverá ter acumulado nos 12 (doze) meses do ano Civil, no mínimo a seguinte pontuação exclusivamente em voos TAM, LAN ou oneworld, acrescido da quantidade de trechos (pagantes) TAM e LAN realizados, sendo, no mínimo: (i) 60.000 Pontos Elite mais 6 trechos em cabine superior TAM e LAN (Premium Economy ou Premium Business) para o BLACK; e (ii) 120.000 Pontos Elite mais 12 trechos em cabine superior* TAM e LAN (Premium Economy ou Premium Business) para o BLACK SIGNATURE.
        *Para Premium Economy serão considerados voos com distância superior a 1.000 milhas partindo do Brasil.

        • Fábio Vilela disse:

          Melhor ainda – bom saber!

          • Rocha disse:

            5.2.2 A partir de 01 de janeiro de 2017, caso o Cliente não atinja a Pontuação
            em voos necessária para ser promovido ou para manter-se na mesma
            Modalidade de Cartão, ou não atingir a quantidade de trechos necessária, um
            terceiro critério de avaliação será considerado: o Cliente deverá ter acumulado
            no mesmo Ano Calendário, no mínimo, a seguinte Pontuação exclusivamente
            em voos LATAM ou oneworld, acrescido da quantidade de trechos pagantes
            LATAM realizados, sendo, no mínimo: (i) 60.000 Pontos Elite mais 6 trechos em
            cabine superior LATAM (Premium Economy ou Premium Business em voos com
            distância superior a 1.000 milhas partindo do Brasil) para o BLACK; e (ii) 120.000
            Pontos Elite mais 12 trechos em cabine superior LATAM (Premium Economy ou
            Premium Business em voos com distância superior a 1.000 milhas partindo do
            Brasil) para o BLACK SIGNATURE.

            Está divergente

  23. Rafael Aires disse:

    Fabio, existem regras para se manter no status black após o upgrade?

  24. Daniel Correia disse:

    Fábio, acompanho sempre as suas postagens e achei sensacional esta sua análise! Agora fico curioso com uma coisa, você viaja bastante, como que você tem/teve tempo para aprender tudo isso? 🙂 Parabéns pelo site!

  25. Jose disse:

    Fábio, desde abril ou maio a LATAM está pontuando baseado no valor da passagem, inclusive no internacional, não está? Essa tabela de distância que eu saiba só vale para passagem compradas antes de abril ou maio (não lembro ao certo o mês que começou a vigorar a nova regra). Ou teve alguma alteração na forma de pontuar voando LATAM?

  26. Bernd disse:

    Fabio,
    estava pensando em algo assim. Interessante a sua idea.
    Minha duvida e se os “trechos” realmente qualificam como trecho, conforme as regras da LATAM.

    4.2. Trecho regional ou short haul: entende-se por voos com origem e destino dentro da América do Sul, exceto trechos domésticos ou nacionais, ou seja, voo partindo de uma cidade e chegando a outra cidade, ambas localizadas na América do Sul, independentemente de conexões que existam no percurso. Um novo check-in em um aeroporto durante o percurso faz com que este aeroporto seja considerado como nova origem, logo, um novo trecho.

    Me imagino que nas conexões não preciso de check-in novo. Sera?

Deixe uma resposta

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis