Porque eu uso o programa Executive Club da British para creditar meus voos da Oneworld

Notícias Programas de fidelidade

Por Fábio Vilela

Já faz mais de 3 anos que eu credito meus voos feitos com as cias da Oneworld no programa Executive Club da British Airways, e tem uma série de fatores que me fazem ainda manter minha fidelidade por lá.

Avios

Bom, primeiro vamos começar com uma breve introdução do programa. A primeira dela é a nomenclatura que eles usam para milhas/pontos que é Avios.

Período de qualificação

Curiosamente, o período de qualificação não segue o ano pelo calendário, e sim se baseia na data que você se registrou no programa. Se você se cadastrou em Julho de 2018, seu período de qualificação será até Julho de 2019, e assim nos anos subsequentes. Os Tier Points expiram no final da sua qualificação então o contador é resetado e começa um novo ciclo.

Tier Points (Pontos de Nível)

Tier points são os pontos qualificáveis (leia mais aqui) que fazem você subir de categoria, porém eles não são proporcionalmente (1:1) a distância voada e nem são usados para resgates.

Por exemplo: Creditando um trecho no Executive Club entre São Paulo e Miami de classe executiva em voos diretos (AA ou LATAM), vai te render 5090 Avios (Milhas/Pontos) e 140 Tier Points. Os Avios você poderá usar depois para resgates, upgrades ou da forma que quiser, já os Tier Points é somente para contabilizar para seu upgrade de categoria.

Para que os voos contabilizem Tier Points eles precisam ser operados por qualquer cia aérea da oneworld. E em caso de codeshare, a BA tem uma política particular, conforme abaixo:

Categorias elite

O programa possui 3 níveis elite: Bronze, Silver e Gold

Para atingir cada um deles, você irá precisar:

  • Bronze (status Ruby na oneworld) – 300 Tier Points + 2 segmentos voados com a British ou Iberia
  • Silver (status Sapphire na oneworld) – 600 Tier Points + 4 segmentos voados com a British ou Iberia
  • Gold  (status Emerald na oneworld) – 1500 Tier Points + 4 segmentos voados com a British ou Iberia

Os voos elegíveis consistem em voos voos comercializados e operados pela British Airways e também voos comercializados e operados pela Iberia.

  • ‘Comercializado’ significa que o voo terá um número de voo BA (no seu itinerário ou no seu bilhete).
  • ‘Operado’ significa que o avião em que viaja é um avião da British Airways (incluindo franchises e BACityflyer).
  • ‘Comercializado e operado pela Iberia’ significa que o voo terá um número de voo da IB e o avião em que viaja é um avião da Iberia (incluindo franchises).

Para saber se o seu vôo irá acumular Tier Points, volte na tabela do tópico acima para entender.

Bom, os benefícios de cada uma delas, vocês conferem abaixo:

Como não coube na imagem, ao acumular 5.000 Tier Points (pontos de nível) em um ano, você também gratuitamente um cartão do Concorde Room.

E outro ponto que vale mencionar: Ao atingir 35.000 Tier Points, você recebe status Gold pro resto da vida. E é nisto que estou focando, vamos ver se consigo, rs!

“Fácil” qualificação

O programa ainda mantém uma política aonde é literalmente “fácil” de se conseguir subir de categoria pelo fato de ainda não ser revenue-based, ou seja, a quantidade de Avios qualificáveis (Tier Points) que você acumula não é baseado no valor da passagem. Porém isto pode mudar em breve, já que o CEO deu uma entrevista este ano onde estavam estudando este novo modelo de acúmulo.

Vamos fazer simulações para vocês entenderem melhor o que estou falando. Acessei a calculadora de acúmulo disponibilizada no próprio site da BA (clique aqui) para poder mostrar pra vocês.

Vou usar o mesmo exemplo do início do post.

Um trecho entre São Paulo e Miami na classe executiva da LATAM irá te render 140 Tier Points.

Agora um trecho entre São Paulo e Bogotá na classe executiva da LATAM irá te render os mesmos 140 Tier Points.

E o mesmo se aplica para Lima – você irá receber a mesma quantidade de Tier Points – 140.

Tendo em vista que as passagens em executiva p/ Am. do Sul são bem mais baratas do que para Miami, você já consegue subir de categoria de uma forma mais barata.

Mas ainda tem uma outra forma que eu sempre faço que é adicionar conexões nestes vôos, vejamos:

Adicionando uma conexão em Santiago entre São Paulo e Bogotá, teremos o seguinte itinerário por R$3.100,00.

Desta forma acumularíamos o seguinte:

  • São Paulo p/ Santiago: 40 Tier Points
  • Santiago p/ Bogotá: 140 Tier Points

Ou seja, neste itinerário completo (ida e volta), você irá acumular 360 Tier Points – portanto se você fazer 4 desses já terá o 1440 Tier Points , que é quase o suficiente para virar Gold no Executive Club e ter status Emerald na oneworld. Estes outros 60 que faltam você pode acumular voando doméstico no Brasil – bem fácil.

Lógico que você consegue maximizar mais ainda adicionando mais conexões, mas preferi colocar uma exemplo mais simples só para vocês se familiarizarem.

Mas aí vocês me perguntam: “Mas Fábio, eu ainda preciso fazer 4 trechos na BA ou IB!” Sim, precisa, mas isto é fácil de resolver. Em qualquer viagem sua para Europa você consegue trechos MEGA baratos com a Iberia para voar dentro da Espanha, vejamos:

Simulando uma viagem de ida e volta entre Madrid e Santander, você tem o preço de 66EUR e já acumula 2 trechos para qualificação dos 4 segmentos mínimos.

Se fizer duas viagens dessas, já terá o 4 trechos para subir de categoria por 130EUR – problema resolvido!

Considerações sobre resgates premium

Se você está pensando em usar o programa da British Airways para fazer resgates em cabines premium em voos longos – esqueça! Como a mecânica de precificação é baseada na quantidade de segmentos e distância, quanto mais longe e mais conexões tiver seu itinerário, mas caro você irá pagar, portanto para isto ele não é viável.

Já para resgates curtos em trajetos menores ele é ideal – acaba salvando em emissões de última hora!

Possibilidade de combinar saldo com a Iberia

Como vocês sabem a British e a Iberia permitem que você combine o saldo das duas contas quantas vezes quiser e sem custo (desde que ambas tenham 3 meses no mínimo de existência). Pra mim isto é um ponto positivo pois acumulo no meu Santander Esfera, mando pra Iberia na proporção 1:1 e de lá para a BA, então consigo também aproveitar os pontos do meu cartão de crédito.

Status Emerald na oneworld

O Status Emerald na oneworld é o mais alto na aliança, e te garante diversos benefícios como:

  • Check-in preferencial para Primeira Classe ou Classe Executiva
  • Limite de bagagem adicional
  • Passagem rápida em inspeções de segurança (em aeroportos selecionados)
  • Embarque preferencial
  • Assentos preferenciais e pré-reservados quando oferecidos pela companhia aérea operando o voo
  • Lista de espera preferencial
  • Acesso a mais de 650 salas VIP (com um convidado) ao viajar internacionalmente, inclusive salas VIP premium para Primeira Classe, Classe Executiva e passageiros frequentes, independentemente da classe de serviço em que voou naquele dia.

Vale lembrar que quando você é oneworld Emerald pelo programa da American Airlines (Executive Platinum), você não consegue usar as salas vip’s Admirals Club nos EUA se o seu itinerário for somente doméstico. Já quando você é oneworld Emerald em qualquer outro programa, consegue entrar nos lounges da AA, mesmo voando doméstico – então pra mim isto também já conta!

Mas porque eu optei pela BA?

Pessoal, tem uma única razão que eu optei por me fidelizar a BA – exclusivamente para ter o status Emerald. Não foquei em acúmulo de Avios e nem em resgates – eu quero somente manter meu Gold para aproveitar os benefícios em toda a rede da aliança, principalmente quando voando doméstico ou econômica, seja no Brasil ou em outro lugar do mundo.

Mais uma vez vou frisar: se você vai focar no programa pensando em acumular rios de Avios + gastar pouco em resgates de First/Business – ESQUECE ! O programa não irá te atender.

Mas se você quer somente ter o status na oneworld para usufruir das vantagens que o mesmo traz, pra mim, ele é a opção mais prática, barata e fácil de conseguir e manter – pelo menos por enquanto!


E vocês – qual a estratégia de acúmulo e fidelização adotarão para ano que vem? Onde irão concentrar seus pontos/milhas de voos da oneworld e porquê? Vamos nos ajudar e compartilhar nos comentários!

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis