Porque temos tão poucos voos internacionais fora do eixo São Paulo e Rio de Janeiro?

Hoje me peguei pensando na seguinte questão: Porque será que temos tão poucos voos internacionais fora do eixo São Paulo (GRU) e Rio de Janeiro (GIG)?

Eu, assim como uma grande maioria moramos fora das grandes capitais e sempre temos que nos deslocar para alguma dessas cidades se quisermos voar para a maioria dos destinos internacionais que são oferecidos a partir do nosso país.

Vejo aeroportos incríveis como Brasilia (BSB), Belo Horizonte (CNF), Campinas (VCP) praticamente ociosos de operações internacionais e é uma realmente uma pena pois pessoas que moram nestes estados ou até mesmo nestas cidades poderiam ter um tempo menor de viagem se estes terminais tivessem uma demanda maior de rotas transatlânticas. Até mesmo o Rio de Janeiro (GIG) sofre sazonalmente com a falta de voos.

É uma pena ver esta realidade em um país do tamanho do Brasil! E eu (na minha humildade) não penso que seja falta de público/passageiros. Concordam?

Sem querer comparar com os EUA que tem outra realidade econômica, mas já o fazendo, qualquer cidadezinha pequena na terra do Tio Sam tem uma boa oferta de voos internacionais para os principais destinos.

A verdade é: Eu sinceramente não tenho a resposta para esta pergunta! Será o fator econômico que impede as empresas de investirem em rotas “secundárias”? Falta de investimento/comprometimento das concessionárias? Risco Brasil? Alto custo das passagens? O que vocês pensam?