Primeira Classe da American Airlines no A321T – Nova York p/ Los Angeles

Cias Aéreas Primeira Classe 11

Por Fábio Vilela

Faltando pouco menos de 15 minutos pro horário do embarque fui pro meu portão. O vôo saiu exatamente no horário e durante o processo de embarque as prioridades por lei/status foram respeitadas. Eu achei que por ser uma rota premium e com alta demanda o voo estaria cheio, mas curiosamente este vôo não estava lotado.

Bom, para vocês entenderem melhor sobre este serviço diferenciado da AA nas rotas transcontinentais operadas pelo A321T (JFK-LAX e JFK-SFO) vou colocar o mapa de assentos para ficar mais claro de explicar.

Source: SeatGuru

Source: SeatGuru

Como vocês podem ver o A321T é dividido em Primeira Classe, Executiva e Econômica, tornando a American Airlines a única operadora no mundo a ter um narrow body (avião de um só corredor) com 3 classes de serviço.

Vôo American Airlines AA03 – 03/05/2017
Nova York (JFK) – Los Angeles (LAX)
Assento: 5F – Primeira Classe
Partida: 12:00 / Chegada: 15:17 / Duração: 6h05
Aeronave: A321T

Na primeira classe o layout é 1-1 dividido em 05 fileiras totalizando 10 assentos “individuais”.

img_2650

A poltrona da primeira classe no A321T é a mesma que a American Airlines usa na executiva do B77W, portanto não foi muita novidade pra mim no quesito assento já que já sou bem familiarizado com o mesmo.

img_2532

Eu particularmente gosto muito deste modelo pois preserva a privacidade do passageiro e oferece um bom espaço para trabalhar, comer e descansar – sem limitar o espaço de movimentação do passageiro.

A TV fica nas costas do assento da frente e ao toque de um botão você desacopla ela p/ ficar de frente ao seu rosto.

img_2517

Ao meu lado direito estava uma garrafa d’água, necessaire, joystick do IFE, controle da posição de assentos, luz individual de leitura, tomada e portas USB.

img_2520

A necessaire da marca COle Haan tinha kit bucal, meias, tapa olhos e produtos de beleza da marca. Achei um ponto super positivo ter amenity kit em um vôo doméstico, não acham?

img_2551

Os fones de ouvido eram da Bose e de excelente qualidade. Aliás quero deixar algo explicado aqui porque sempre chega este tipo de pergunta nos comentários: Não, você não pode levar o fone pra casa, ele pertence ao avião, ok?

img_2574

O joystick para controlar o entretenimento de bordo é touchscreen e tem uma interface super intuitiva, você inclusive pode escolher assistir algo direto desta tela – o que não é o mais conveniente.

img_2578

A programação era bem vasta, entre filmes, séries, áudios, jogos, etc.

img_2579

O touchscreen do meu monitor não funcionou. A comissária tentou resetar o assento mas mesmo assim ele não estava “calibrando”. Ainda tinha um assento vago na First e ela ofereceu para que eu mudasse, mas fiquei com preguiça, rs, e acabei controlando tudo pelo joystick mesmo.

img_2537

O avião também possui wifi e o custo (se não me falha a memória agora) era de U$25,99 p/ uso ilimitado durante todo o voo em todas as classes.

img_2581

A comissária e o comissário que atenderam a First foram super solicitos, gentis e educados. Geralmente falo que na AA é sempre uma loteria, nunca se sabe se voará com uma tripulação gente boa ou não, mas parece que dei sorte, rs.

O cardápio foi entregue ainda em solo para que eu escolhesse minha refeição. O vôo tem duração de aprox. 6 horas, então é oferecido somente um serviço completo.

img_2540 img_2541 img_2542 img_2543 img_2544 img_2545

O serviço então começou com bebidas, mas curiosamente as castanhas não vieram aquecidas – o que geralmente acontece.

img_2586

Eu confesso p/ vocês que fiquei IMPRESSIONADO com a qualidade, apresentação e sabor dos pratos por ser um vôo doméstico. Mesmo eu estando na First eu não imaginaria que o serviço seria tão requintado – ainda mais se tratando de uma cia americana em um trecho dentro do país.

Tudo estava excelente –  a entrada de beterrabas com queijo de cabra dispensa comentário – fantástica!

img_2590

A sala de rúculas com rabanete e molho cremoso também estava boa – as folhas frescas e bem cuidadas.

img_2604

E por fim veio o prato principal – Thai beef – carne preparada ao ponto certo, prato limpo e sem sujeira nas bordas e apresentação muito boa!

img_2613

Por fim, e de sobremesa – optei pelo tradicional sundae que você pode personalizar de acordo com seu gosto pessoal – calda de chocolate, morangos, castanhas, etc.

Eu dispensei o prato de queijos pois já estava bem satisfeito e não iria aguentar comer.

img_2628

Aproveitei para descansar um pouco já que não tinha dormido nada na noite passada em Nova York porque tinha saído pra balada. Os passageiros recebem um travesseiro e uma manta . O travesseiro tem uma ótimo tamanho, já a manta achei fina demais.

img_2633

O descanso dos pés não afunila o que é um ponto super positivo, assim mesmo deitado, você consegue se mecher sem ficar esbarrando nas laterais.

img_2538

Como vocês devem imaginar a poltrona é total flatbed portanto vira uma cama quando está reclinada. O casulo do assento protege seu rosto de ficar exposto no corredor, te dando um pouco mais de privacidade.

Você consegue suspender e abaixar o descanso dos braços para te dar mais espaço.

img_2655

Não considero este assento estreito e nem curto, portanto um adulto grande e alto consegue ficar confortavelmente instalado na poltrona. Nesta minha foto vocês conseguem ter uma noção melhor.

Durante o trajeto os comissários deixam disponíveis duas cestas com snacks para os passageiros. Nelas você encontra salgadinhos, bananas, biscoitos, bolachas, cookies, etc.

Aliás, a AA também oferece um cookie quentinho no meio do trajeto – delicioso por sinal!

img_2653

Snacks que peguei nas cestas – tinha até pipoca.

img_2654

Final approach to LAX.

img_2657

Foi minha primeira vez voando no A321T transcontinental e primeira vez fazendo esta rota de ponta a ponta dos EUA. Confesso que me surpreendi em todos os sentidos : check-in, atendimento, serviço de bordo e poltrona.

Por ser um voo doméstico, a AA está de parabéns pela qualidade do produto que ela disponibiliza! Outras cias como Jetblue, Delta e United também oferece serviços diferenciados nestas rotas transcontinentais, mas AA é a única que oferece primeira classe, já que as demais só possuem executiva como sua classe mais alta.

Para quem tem status na AA e tem direito aos upgrades cortesias não é possível fazer o upgrade da econômica p/ First, somente da econômica p/ Business onde o layout é 2-2 – tanto é que no meu vôo veio assento vago na First e já na Business estava lotada.

Bom, não vou nem falar “Nossa que pena que não temos um produto assim no Brasil”, pois realmente sei que é uma utopia querer um serviço deste pois na minha visão, apesar de termos rotas longas no Brasil, não as considero premium onde teria uma demanda de passageiros p/ pagar por um serviço diferenciado, concordam? Tanto Nova York e Los Angeles são hubs, e além disto cidades turísticas com um alto índice de passageiros indo e voltando à todo tempo.

Se levarmos em conta a rota  São Paulo (GRU e VCP)-Manaus ou Campinas-Recife (que eventualmente são as únicas operadas com widebodies no Brasil), vocês acham que teriam demanda p/ um serviço premium? Qual a opinião de vocês?

Avaliação

Média
9.0

11 respostas para “Primeira Classe da American Airlines no A321T – Nova York p/ Los Angeles”

  1. Claudia B disse:

    Adorei tudo… pratos deliciosos, deu até fome.

  2. Daniel Lima Gadelha disse:

    Fábio, qual a sua sugestão de balada em NY?

  3. Murilo disse:

    Será que não usam esses widebodies na rota São Paulo – Manaus em razão da carga a ser transportada?
    Pergunto porque há pouco tempo tínhamos uma rota GRU-POA em que a TAM utilizava o A330 tão-somente em virtude da carga vinda pra Porto Alegre (revistas da Editora Abril)…

  4. Karl Storrer disse:

    Eu sempre vejo o povo descer a lenha na American Airlines, alguns talvez com razão, mas no meu caso é a companhia aérea que eu mais gosto de voar. Tudo sempre deu extremamente certo para mim nos vôos da AA. Tanto que quando vou para a Europa, é sempre com conexão em MIA, JFK ou DFW! Quanto à Azul e Latam oferecer um serviço diferenciado nas rotas domésticas, não sei onde um serviço um pouco melhor acarretaria em grandes custos. As poltronas de business já estão lá, então, onde o passageiro senta, não aumenta nem diminui o custo. Se eles servissem uma refeição na Business, mesmo que fosse uma refeição do nível da classe econômica internacional, já seria um diferencial, comparado às famigeradas barrinhas de cereais. E e se as companhias aéreas não cobrassem um valor exorbitante, com certeza teria muita gente pagando para viajar mais confortavelmente. A alguns anos atrás eu peguei uma promoção do TAM Fidelidade para voar GRU-MIA em business via MAO. O trecho GRU-MAO foi de A330, e de Manaus até Miami nos 767-300 de configuração antiga (2-1-2) da Alitalia. No trecho entre GRU e Manaus só serviram um croissant com presunto e queijo duro e frio, e eu perguntei para a comissária e ela disse que como era um trecho doméstico, o serviço era idêntico ao da classe econômica. Depois, por curiosidade, fui checar quanto custava para voar GRU-MAO nas poltronas da classe executiva, e o valor variava de 2800 (restrita) a 4000 (alterável) reais. Muito caro apenas para sentar numa poltrona maior por apenas 3:30 horas de vôo.

  5. Daniel A. J. disse:

    Não temos como ter um serviço premium como esse aqui, infelizmente. Creio que nem as empresas (viagens corporativas), nem os abastados na pessoa física pagariam, porque no Brasil (e América Latina) muitas vezes impera o BBB do antigo shop-tour (Bom, Bonito e Barato), e com isso, a demanda cai mesmo, e aí, GOL, TAM e Azul usam isso como justificativa.

    A verdade é que creio que não teríamos muitas pessoas pagando R$ 3500-4000 para fazer um vôo GRU-MAO ou POA-MAO ou POA-FOR (estes 2 ultimos nem vôo direto tem). Nos EUA tem gente que sim paga por isso, mas acredito que as cias bancam a possibilidade de decolar com alguns assentos vazios nessas classes exclusivas, pois ganham no giro e preço médio.

    Pensemos que na América Latina temos vôos regionais com mais de 6h de duração, e em poucos casos temos premium economy travestida de business, … quem dirá First… viajei muito à trabalho pela América Latina e em muitos casos tem que ir no “pedala-class” ou na business premium economy do sucatão Copa, fazer conexão, etc…

  6. Keyllon disse:

    Fábio muito bacana esse TR hein. Não tinha ideia que a AA operava um A 321 com 3 classes e dentro de casa…Fiquei impressionado pelo serviço, realmente de primeira. Deram pijama??
    Acho que aqui não ia rolar um serviço desse não, além de caro não temos uma rota como essa, tão longa.
    Valeu!

  7. Bruno disse:

    A LATAM tem um 767 que faz GRU-GIG, mas você só consegue ir de business se estiver fazendo conexão. Mas dá pra comprar econômica sem problemas.

  8. Henry disse:

    Que legal… vc voou AA e teve tratamento de Emirates….rsrs..

    Com relação ao fone da marca Bose, se as pessoas soubessem que ele custa entre US$ 180,00 e US$ 800.00 não te perguntariam mais se não pode levar….rsrsrsrs

Deixe uma resposta

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis