Primeira Classe da Qatar Airways no A380 – Doha para Sydney

Chegando em Doha eu tinha aproximadamente mais 15 horas de conexão no aeroporto, então fui pro Al Safwa Lounge – sala vip exclusiva da Qatar Airways para quem está voando de Primeira Classe.

Vamos começar a falar do acesso à este lounge Al Safwa – a única forma é voando na Primeira Classe da Qatar ou cias oneworld, ponto! (Inclusive vôos intra-golfo já que são vendidos como First). Quem voa de Business pode usar o Al Mourjan que é fantástico também. Agora se você tem status na oneworld e tiver viajando de econômica pode acessar uma outra sala chamada de First Class Lounge (este é o nome).

Não é permitido levar convidados, e caso você esteja chegando em First e saindo em Business só terá acesso se o seu primeiro trecho tiver sido em um vôo com mais de 5 horas de duração, ou seja, nas rotas que operam o A380 – Paris, Londres, Bangkok, Sydney, Melbourne e Guangzhou.

Eu já tenho outro relato mais completo e detalhado deste lounge aqui no site (clique aqui p/ ler), então vou focar somente no serviço do quarto que utilizei que ainda não tinha avaliado. A sala dispõe de algumas suites e o esquema é first-come first-served, ou seja, ordem de chegada. Não é permitido reservar e o máximo que você pode ficar de forma gratuita é 6 horas. Caso queira ficar mais 6 horas a tarifa é 450QAR  (aprox. R$400). Os quartos ficam na mesma entrada do SPA e há uma mini-recepção para você solicitar o seu.

Uma política o tanto quanto paradoxa no lounge é que os passageiros que queiram usar somente as cabines de chuveiro (que ficam no SPA) não o podem fazer de forma gratuita – tem que pagar, portanto a única forma de tomar banho é reservando um quarto. Caso não haja quartos disponíveis você pode ir pro Al Mourjan  (lounge da executiva) onde o uso dos chuveiros é gratuito.

Como eu teria mais de 15 horas eu conversei com a atendente se poderia ficar mais do que as 6 horas sem precisar pagar já que aparentemente o lounge estaria vazio durante o período da manhã e tarde, afinal o horário de pico da Qatar é no final do dia e madrugada. Ela então foi conversar com o supervisor e liberou eu ficar 10 horas sem custo algum, o que foi ótimo.

Existem quartos individuais e quartos duplos e teoricamente não é possível escolher, você é levado para um de acordo com a disponibilidade. Não são permitidos comidas e bebidas nas suítes com exceção de garrafas d’água que já estão disponíveis por lá. Portanto se você estaria na intenção de pedir “room service”, esquece, rs.

O quarto é bem básico, mas um verdadeiro oásis para quem precisa descansar entre um voo e outro. Tem uma cama de solteiro, TV, wifi, ar condicionado, uma arara para pendurar roupas, mesa de trabalho e o banheiro.

A cama de solteiro não é das maiores, mas super confortável e eu literalmente capotei enquanto eu estive por lá.

O banheiro tem um ótimo tamanho, a pressão do chuveiro é magnífica e os amenities são da marca RITUALS.

Produtos de higiene pessoal também ficam a disposição do passageiro.

 

Dormi praticamente umas 8 horas seguidas, e quando eu já estava terminando de me arrumar recebi um telefonema no quarto avisando que eu deveria deixar a suíte nos próximos 15 minutos – ou seja, a política deles é bem restritiva.

Este serviço de quarto é muito bem vindo, principalmente quando se tem conexões longas e você não quer deixar o aeroporto. E o fato de você poder usar de forma gratuita por 6 horas, é ainda mais vantajoso, portanto fica a dica.

Mais uma vez gostaria de salientar algo que já falei aqui no site, mas gosto de reforçar –  “Tamanho não é documento” no quesito individualidade do serviço. Achei novamente o atendimento no lounge muito superficial e atendentes com pouca vontade e sem muita simpatia. A comida no restaurante deixou a desejar – tanto no sabor, apresentação e até temperatura.

Concordo que Doha é um hub para a cia e que talvez a magnitude deste lounge seja para atender a demanda sem prejudicar o conforto do passageiro, mas mesmo assim acredito que ainda há o que melhorar na prestação de serviço ainda mais em se tratando de um lounge de Primeira Classe. O hard product (instalações, amenidades, espaço) é fantástico e impressionante mas o soft product, que seria o atendimento – deixa a desejar, então a minha conclusão é esta: as vezes o menos é mais.

Faltando pouco mais de 20 minutos para o horário do embarque eu já estava no portão de embarque, que tem uma ala específica (inclusive raio-x) para passageiros que voam na Primeira Classe e Executiva.

O embarque aconteceu no horário previsto, respeitando as ordens de prioridades.

Vôo Qatar Airways QR908 – 06/05/2017
Doha (DOH) – Sydney (SYD)
Assento: 2K – Primeira Classe
Partida: 21:30 / Chegada: 18:40+1 / Duração: 14h10
Aeronave: A380

Como o vôo decolou de noite e a iluminação da cabine estava reduzida, a qualidade das fotos não iam ficar boa. Portanto vou mesclar algumas fotos que eu já tenho de um relato anterior com o deste para poder mostrar para vocês.

A disposição dos assentos é 1-2-1 dividido em 2 fileiras totalizando 8 lugares no upper deck (segundo andar do avião). A tripulação deste vôo foi muito apática! Consegui já sentir a falta de vontade desde o momento que embarquei quando a comissária apenas me mostrou o assento, sem dar as boas vindas ou tratar o passageiro pelo nome – o que é de costume.

Os assentos não são “suítes” como nas suas competidoras Etihad e Emirates onde os clientes podem fechar as portas e garantir um pouco mais de privacidade.

A cabine não tem compartimento superior de bagagem então você pode guardar objetos menores embaixo do footrest (descanso dos pés) e sua mala de bordo o comissário guarda em um armário.

Para quem viaja acompanhado as poltronas do meio são ideais e caso aconteça de você estar sozinho há uma divisória retrátil que você pode subir para garantir mais privacidade.

Olha a diferença das fotos, rs. Esta abaixo é com a iluminação reduzida na hora do embarque – fica literalmente muito ruim mesmo.

As portas foram fechadas no horário e havia somente 3 passageiros na First – já contando comigo.

Tudo é de absolutamente extremo bom gosto e os pequenos detalhes fazem a diferença e charme do ambiente como a divisória do assento.

O espaço que cada passageiro tem é bem amplo e aconchegante.

A poltrona é extremamente larga, então você não se sentirá apertado de forma alguma.

Atualmente a Qatar opera o A380 nas rotas entre Doha e Paris, Londres, Bangkok, Sydney, Melbourne e Guangzhou.

Aqui nesta foto vocês conseguem ver a divisória levantada – o que garante mais privacidade ao passageiro.

Cada assento tem um pequeno armário onde você pode colocar pequenos objetos e pendurar sua roupa.

Há um mini-abajur perto da TV e a tomada fica logo atrás – péssimo lugar já que é bem longe do assento e geralmente o fio do iPhone é bem curto.

Há bastante compartimentos que servem como porta-trecos.

O controle do entretenimento de bordo (que é touchscreen) ficava debaixo do apoio de braço, assim como uma garrafa d’água.

Já do meu lado oposto estava o fone de ouvido e o controle de posição da poltrona – que poderia ser acionado tanto pelos botões normais ou por este tablet.

O bacana é que a medida que você vai personalizando o assento a tela mostra qual vai ser a parte que irá se movimentar, assim não tem erro.

O monitor é ENORME e o entretenimento de bordo era extremamente variado com muita opção de filme, jogos, música, flightmap, etc.

Ainda em solo foi servido champagne (Krug) com azeitonas e queijos. Volto a repetir – atendimento mediano!

A Qatar agora oferece internet cortesia para os passageiros voando na First – o acesso é ilimitado para uso durante todo o voo e funcionou perfeitamente – consegui até fazer Facetime e LIVE no Facebook.

A cia também entrega um cartão de Fast Track p/ ser usado na imigração em Sydney.

A necessaire da Bric’s é uma das mais bonitas que já recebi em voo. Acabamento elegante, cores em harmonia e produtos de qualidade.

O pijama oferecido é da The White Company e o chinelo vem forrado com “plumas” – ponto super positivo.

Ainda em solo foi entregue a carta de vinhos e o menu de refeições.

Notem que a Qatar oferece 5 tipos diferentes de azeite – nota 10 pra isto!

Como estávamos somente em 3 passageiros perguntei a comissária (que já não era muito simpática) se eu poderia experimentar diversos pratos – fiquei até com receio da resposta. Mas ela prontamente concordou – sem pestanejar.

Enfim, hora de decolar rumo à Australia – 14 horas de voo na proa!

O serviço começou com castanhas (que não estavam aquecidas) e champagne.

O primeiro canapé era uma tipo de frango frito no palito – péssima apresentação e péssima escolha para uma primeira classe – feio, aparência barata e sem requinte.

Depois veio o caviar Oscietra com seus devidos acompanhamentos – nota 10 pra apresentação, sabor e qualidade da iguaria.

Colher de madre pérola para servir – detalhes que fazem a diferença.

Depois pedi o tradicional Arabic Mezze – que é um mix de comidas árabes. Tudo estava muito saboroso – aliás sou suspeito pra falar pois sou um fanático por comidas do Oriente Médio.

Tinha tabouleh, humus, moutabel, mujaddarah, etc.

Terminando esta parte, segui pra salada de bresaola, muçarela e molho pesto.

E para terminar a série de entradas – camarões grelhados com salada indiana de vegetais. Este eu não gostei muito não, achei os camarões com um cheiro muito forte e o molho indiano também.

De prato principal não poderia escolher outro a não ser o bacalhau negro com molho picante. O prato que é assinado pelo restaurante NOBU é extremamente conhecido e acompanha arroz japonês, aspargos e shitake. Uma delííí!!

Continuando minha orgia gastronômica (à esta altura do campeonato eu já estava explodindo, rs) pedi macaroon de pistachio com sorvete e um bom vinho do porto p/ acompanhar.

E pra finalizar – sorvete com frutas e palitinhos de choocolate.

Terminando de comer fui me trocar e dar uma voltinha pelo avião. Logo em frente a poltrona 1A tem um mini self-service bar com revistas e algumas bebidas assim como o banheiro. Atrás deste bar fica o armário onde os comissários guardam as malas de bordo dos passageiros. Digamos que é um pouco não-prático afinal sempre que precisar precisa ir lá, abrir o armário e pegar. Mas são só 2 passos, então não é nenhum terror!

Entre os dois banheiros exclusivos da primeira classe está as escadas que dá acesso ao andar superior.

Olhem esta luminária – linda né? Quanto ao acabamento e design da aeronave a Qatar está de parabéns.

Do lado esquerdo tem o mesmo bar.

O banheiro é super espaçoso, grande e tem até sofá. Há diversas flores – tanto no espelho quanto ao lado do sofá, assim como uma pia bem grande, toalhas individuais e produtos de beleza.

O vaso fica nesta última ‘almofada’ do sofá.

Você também pode pendurar sua roupa e levar o cabide para guardar no seu closet pessoal da poltrona.

Até aproveitei para fazer a barba e não chegar de “cara suja” na Austrália, rs.

 

E por fim fui para o bar – e confesso que é o mais bonito de todas as cias que oferecem este serviço . Ele fica localizado quase no fundo do avião – é preciso andar por toda a classe executiva até chegar lá. Além do lounge/bar ser super amplo o design dos móveis e disposição do sofá dão um toque especial ao ambiente.

OBS: Estas fotos abaixo são do meu outro relato voando no A380 da QR, pois desta vez o lounge ficou lotado boa parte do voo, portanto não consegui fotos dele vazias neste trajeto.

O bar pode ser acessado tanto pelos passageiros da classe executiva quanto pelos da First – e atrás dele curiosamente ainda tem algumas fileiras da classe econômica.

As opções de bebidas alcóolicas no bar é super vasta e servem até KRUG – que no serviço de bordo fica restrito à First (se não me engano!).

IMG_3341 IMG_3340

Há diversas iluminações disponíveis do bar, então os comissários conseguem personalizar a luz ambiente.

IMG_3343

Além das bebidas e até coquetéis tem também alguns snacks como mix de nuts, azeitonas e frutas.

IMG_3344

Estas iluminárias dão um “tcham”, não acham?

A minha iluminação favorita foi a roxa pois combina com a cor do balcão e a logo da Qatar então achei que ficou ideal!

Você pode sentar no sofá e apreciar a vista lá de fora.

IMG_3326

Voltei pro meu assento e minha cama já estava pronta, afinal solicitei o turndown service (serviço de abertura de cama) assim que eu saí do assento.

Além do edredon a cia forra o assento com um duvet, uma espécie de colchonete para que o passageiro tenha mais conforto. São disponibilizados também 2 travesseiros e uma manta.

Com a cama pronta, a comissária deixou uma toalha e um caixinha de bombom pra mim.

Com a divisória suspensa, você tem bem mais privacidade, vejam:

Fiz algumas fotos durante o dia para vocês terem uma idéia da cadeira em posição flatbed.

É uma super cama – confortável, grande e espaçosa.

Vejam que todas as emendas do assento se encaixam perfeitamente, tudo ergonomicamente projetado.

Consegui dormir poucas horas, pois tinha acontecido uma situação chata no Brasil e eu fiquei com aquilo na cabeça o que me impediu de relaxar full time no voo, mas paciência.

Fui acordado para o café da manhã, que na verdade deveria ser um jantar pois o voo pousa em Sydney quase 7 horas da noite.

Novamente pedi todas as opções, e a comissária prontamente se dispôs a me servir. Começou com café, pães, suco detox e musli.

Seguido de salada.

Feijão com azeite e alho – AMO! É um prato típico árabe.

Ovos com batatas, salsichas, tomates, cebola, feijão e cogumelos. O omelete veio pseudo-frio assim como os acompanhamentos – acredito que ela fez com pressa e não deixou o tempo ideal no forno.

E por fim, panquecas com chantilly, bananas caramelizadas e geléia – a minha favorita. Tava demais!

Para quem me pergunta: “Fábio, mas você come tudo isto?” – Claro que não né gente? Se não eu precisaria voar de Cargo, pois nenhuma primeira classe iria me caber neste ritmo de comilança. Eu geralmente peço, experimento uma garfada ou duas e depois devolvo. E antes que venham os “mimimi” – esta comida vai ser jogada fora de qualquer forma – pois não vai ser reaproveitada, portanto, não me sinto com a consciência pesada de não comer o prato todo.

Cheguei em Sydney e ao passar pela imigração a atendente não estava acreditando que eu iria embora em algumas horas. Ela ficou meio incrédula que eu fui fazer um bate-volta na Austrália. Em nenhum momento ela foi grossa ou demonstrou algum sinal que iria impedir minha entrada, mas ela ria enquanto eu contava toda minha saga pra ela – foi curioso!

Bom pessoal, como vocês puderam ver a Qatar tem um produto bastante competitivo na Primeira Classe do A380 no quesito cabine, conforto e instalações. Infelizmente não posso dizer o mesmo do atendimento que deixou a desejar em vários aspectos – cordialidade, individualidade no atendimento e atenção ao passageiro. Mas é assim mesmo, um loteria – um dia tudo está nos conformes, no outro não, e vida que segue, rs. Com certeza voaria de novo, sem problema algum.

E vocês, já tiveram a chance de voar na First do A380 da QR? Como foi a experiência?

Clique aqui e confira o Trip Report completo
Introdução - Volta do mundo em tempo record
Classe Executiva da Delta no B767-300 - São Paulo p/ Nova York
American Airlines Flagship Check-in e Lounge - Aeroporto de Nova York (JFK)
Primeira Classe da American Airlines no A321T - Nova York p/ Los Angeles
Sala VIP Star Alliance First Class Lounge - Aeroporto de Los Angeles (LAX)
Sala VIP Swiss First Class Lounge (Primeira Classe) - Aeroporto de Zurich - Terminal E
Sala VIP British Airways Galleries Lounge - Aeroporto de Genebra (GVA)
Primeira Classe da British Airways no B787-9 - Londres p/ Abu Dhabi
Classe Executiva da LATAM no A350 - Abu Dhabi p/ Doha (operado pela Qatar Airways)
Primeira Classe da Qatar Airways no A380 - Doha para Sydney
Sala VIP Qantas International First Lounge (Primeira Classe) - Aeroporto de Sydney
Sala VIP American Express - Aeroporto de Sydney (SYD)
Primeira Classe da British Airways no B777 - Sydney p/ Cingapura
Sala VIP dnata Lounge - Aeroporto de Cingapura (SIN)
Sala VIP Sats Premier Lounge - Aeroporto de Cingapura (SIN)
Sala VIP Plaza Premium Lounge - Aeroporto de Cingapura (SIN)
Classe Executiva da Cathay Pacific no A350 - Cingapura p/ Bangkok
Sala VIP Oman Air First and Business Class Lounge - Aeroporto de Bangkok (BKK)
Sala VIP Miracle First Class Lounge - Aeroporto de Bangkok (BKK)
Primeira Classe da Cathay Pacific no B773 - Bangkok p/ Hong Kong
Sala VIP de chegada Plaza Premium Lounge - Aeroporto de Hong Kong
Sala VIP Skyteam Lounge - Aeroporto de Hong Kong (HKG)
Classe Executiva da Korean Air no B77W - Hong Kong p/ Seoul
Sala VIP Sky Hub Lounge - Aeroporto de Seoul (ICN)
Sala VIP Matina Lounge - Aeroporto de Seoul (ICN)
Sala VIP KAL Lounge Prestige Class - Aeroporto de Seoul (ICN)
Classe Executiva da Korean Air no B747-8 - Seoul (ICN) p/ São Francisco (SFO)
Classe Executiva da Delta no A330 - Atlanta para São Paulo
Conclusão - Como emiti e comprei minhas passagens

Avaliação

  • Check-in:
  • Embarque:
  • Poltrona:
  • Atendimento:
  • Refeição:
  • Entretenimento de bordo:
  • Amenity Kit:
Média
9,0