Primeira Classe da United Airlines no B777 – Chicago para São Paulo

Cias Aéreas Primeira Classe 10

Por Fábio Vilela

Meu vôo de volta para o Brasil foi Toronto – Chicago – São Paulo com a United. Como o primeiro segmento foi operado por um avião simples B737 – não irei fazer review sobre o mesmo.

Alguns B777 da United operam com Primeira Classe – que era o caso do meu vôo deste dia. Com eu estava na executiva e o layout da mesma é bem ingrato (2-4-2) fui no lounge da UA perguntar sobre um upgrade.

A funcionária me disse que ainda haviam 5 lugares disponíveis e que o upgrade custaria U$899 – na hora eu pensei, ixiii é muito dinheiro por um serviço mediano e quase (pra não falar igual) o mesmo da executiva. Mas nessas horas levei em conta que teria mais privacidade, conforto e acima de tudo mais liberdade para trabalhar e fazer as fotos já que a poltrona é “individual” e eu teria my own space. Muita gente me criticou e falou que foi dinheiro jogado fora, mas daí eu pergunto – quanto vale o bem estar do passageiro? Pra mim custou U$900, rs. E afinal, é pra isto que a gente trabalha né?

Paguei o bendito upgrade e no próprio lounge ela já me entregou um novo cartão de embarque – esta minha passagem foi emitida de milhas e eles não reemitem o bilhete em classe pagante em caso de upgrade – portanto continua não pontuando.

A cia costumava ter um lounge dedicado somente para clientes voando na Primeira chamado de United Global First (leia meu review aqui) porém ele está fechado para reforma. Em contarpartida a empresa colocou umas divisórias portáteis dentro do United Club (o lounge normal) com uma área separada para estes passageiros. Confesso que era melhor não ter esta área, pois o espaço era pequeno, apertado, calorento (não me deixaram tirar fotos assim que apontei a máquina começaram a me vigiar) e um buffet com alguns cortes de frios, legumes temperados e até alguns sushis – porém ele não era reposto por horas – parecia sobras de restaurante de kilo. As bebidas premium eram até interessantes – tinha por exemplo Veuve Clicquot de champagne.

img_0251

Vôo United Airlines UA 845 – 26/10/2016
Chicago (ORD) ✈ São Paulo (GRU)
Assento: 2A – Primeira Classe
Partida: 21:25 / Chegada: 10:50+1 / Duração: 10h50 
Aeronave: B777-200

O embarque aconteceu no horário previsto e ainda sem atraso – cheguei e ainda não havia ninguém na First e por isto consegui fazer belas fotos da cabine. O layout é 1-2-1 o que garante acesso ao corredor à todos os passageiros. As poltronas não são das mais atuais mas o casulo oferece um espaço satisfatório para o passageiro. A cadeira é um pouco estreita então penso que os mais cheinhos podem sentir esta diferença. Os passageiros contam com diversos compartimentos e porta-trecos.

Uma curiosidade é que o cinto de segurança é de 3 pontas – igual ao de carro – vai entender o porquê.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O amenity kit era uma edição limitada com imagens de aviões vintages da cia. A bolsinha e os produtos eram da Cowshed – uma recente parceria firmada pela United. Não gostei da cor de “burro fugido” do tapa olhos e tão pouco das meias azuis – nada combinou com nada. O fone de ouvido era noise cancelling mas de qualidade baixa – o entretenimento de bordo era bem completo com boa seleção de filmes, músicas, séries americanas, etc. O monitor é pequeno se comparado a distância que você fica do mesmo. O avião oferece wifi (de excelente velocidade) e o custo foi de U$17 para uso ilimitado durante todo o voo.

Detalhe que ao fechar as portas a primeira classe estava lotada – então imagino que eles processaram muitos upgrades ou até mesmo deveria ter staff travel on board.

img_0276

Este slideshow necessita de JavaScript.

A tripulação que me atendeu neste vôo foi extremamente educada, gentil e sorridente com exceção de uma comissária mais velha que era extremamente ranzinza e de cara feia – super mal educada. Ainda em solo foi distribuído o cardápio e welcome drink – em copo de plástico – feio né? No cardápio você também tem as informações sobre as amenidades de voar na Primeira Classe da United como um menu diferenciado (vocês irão ver nas fotos), serviço de abertura de cama, 2 travesseiros, colchonete pra forrar a poltrona, etc.

img_0280

Este slideshow necessita de JavaScript.

O serviço começou com castanhas, bebidas e água. Seguido veio os canapés – um espetinho de frango empanado praticamente derramando em óleo com geléia – parecendo um KFC.

Depois veio o consomé que estava salgado, salada e prato principal, queijos e sundae. Notem que até a louça que eles usam tem uma aparência de barata – sequer há uma preocupação com a apresentação dos pratos, talheres, etc.

A comida é praticamente idêntica a da Business – tinham 3 leitores do site neste mesmo vôo e eu fui lá checar a comida deles (olha o intrometido) e era irmã gêmea – pra falar a verdade a única diferença é que na First você tem a sopa. Por isto que eles conseguem fazer tanto upgrade de última hora e não se preocupam com o catering, afinal vai ser tudo praticamente a mesma coisa. Agora imagina se fosse uma Lufthansa ou Emirates que tem pratos gourmets, caviars, etc – acredito que jamais fariam 6 upgrades faltando 20 minutos pro voo sair.

O filet do prato principal estava ótimo mas os legumes que acompanhavam parece que saíram do congelador direto pro forno – sem gosto e sem graça. A comissária que me atendeu preocupou o tempo inteiro em saber se eu tinha bebida no copo e também de retirar rapidamente sempre que eu tinha terminado cada prato.

O prato de queijos também é bem fraquinho e o highlight fica por conta do Sundae que eles montam na hora – você escolhe se quer calda, nozes, etc – sempre muito gostoso!

img_0322

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na primeira classe eles oferecem o serviço de turndown service (abertura de cama) – porém você precisa pedir. A tripulação não oferece para fazê-lo assim como ocorre em outras cias. Vi muito dos passageiros da First arrumando as próprias camas, eu gentilmente pedi pra comissária que estava me atendendo preparar a minha enquanto eu ia no banheiro e assim ela o fez.

A cama fica na diagonal mas isto não prejudica o conforto na hora de dormir – você tem um colchonete que forra o assento além de um edredon super macio e 2 travesseiros – o conforto é satisfatório e de uma certa forma você tem uma privacidade pois a curva do casulo do assento fica bem próximo do seu rosto te protegendo assim de ficar em contato direto com o corredor.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Consegui dormir por algumas horas e acordei no meio da madrugada com fome. Fui lá na galley pois fica um pequeno bar self-service (mais mixuruca impossível) e perguntei a comissária (aquela mais velha e ranzinza) se tinha algo para eu comer como um sanduíche ou algum snacks – ela super grossa e mal educada me respondeu “Sr. nós só servimos jantar e café da manhã, não há outras refeições”. Ok né? Da próxima vez levo uma lancheira, rs.

Não consegui dormir o resto do voo pois se tem alguma coisa que me tira o bom humor e sono é fome, rs. Esperei até o bendito café da manhã ser servido – nesta refeição veio tudo em uma bandeja só – croissant, omelete com salsicha e batata, frutas, iogurte e café. O croissant estava murcho, já o omelete estava gostoso – quente e bem preparado.

img_0362

Antes de desembarcar nos ofereceram trufas de chocolates.

img_0376

A minha experiência neste vôo foi positiva por causa da tripulação – realmente quando você pega uma crew disposta, bem humorada e pronta a ajudar não tem como ter uma viagem ruim mesmo com um produto e serviço já ultrapassado. Sempre gosto de deixar claro que não podemos comparar Primeira Classe de cias americanas com Asiáticas ou do Oriente Médio – pois são dois universos completamente diferentes – então não tem nem patamar para uma analogia.

Vale a pena pagar a absurda diferença de preço entre a executiva e primeira classe? Minha resposta é não! Mas se você for fazer upgrade e o preço estiver interessante pode compensar pelo conforto e privacidade a mais já que pelo serviço não vai ter muita diferença.

Bom, com a introdução da Polaris – nome dado a nova classe executiva da cia que estréia em Dezembro – a empresa anunciou que não terá mais primeira classe e que gradualmente ela será removida de seus aviões no decorrer dos próximos anos – também pudera pois de First Class este serviço está bem longe de ser – aliás é o típico padrão americano, concordam?

Avaliação

Média
7.7

10 respostas para “Primeira Classe da United Airlines no B777 – Chicago para São Paulo”

  1. Sergio disse:

    Olá!

    Alguma coisa mudou de lá para cá na first de GRU-ORD-GRU?
    O voo é operado pelo 777-200, mas o serviço aparece na fisrt como United Polaris business
    (ZNtarifa).

    Grato!

  2. Lucas disse:

    Você já voou nesta executiva fabio?muito ruim?estou com voo marcado GRU-EWR, no momento da compra o avião era B767-400, com uma configuração diferente. Agora apareceu a troca de aeronave para o B777-200 com esta executiva 2-4-2.
    Procurei aqui no site, e só achei esse post q você rejeitou ela, fazendo upgrade pra first, fiquei preocupado, rs.
    Parabéns mais uma vez pelo site!cada vez melhor!

  3. Marcos disse:

    Fábio, bom dia!
    Você saberia me informar melhor como é a política de liberação de assentos da United para a Star Alliance? Eu estou procurando trechos para o ano que vem há tempos, e nada da United ter disponibilidade, seja de executiva ou econômica! Está bem difícil pra emitir…

  4. Victor disse:

    No ano passado fiz o vôo da United para Houston e ela usava o Dreamliner, novinho. Este ano fui de novo, e substituíram por 767 velhos, de 15 a 20 anos. Embora na executiva, a diferença entre ambos foi nítida.
    Há um mês minha mulher fez esse trajeto vindo de Chicago. Duas horas de atraso por problema técnico, um vôo sem entretenimento de bordo na econômica, e um avião aparentando cair aos pedaços, de pelo menos 25 anos de uso.
    Ou a companhia está decaindo como um todo, ou jogaram a toalha no Brasil devido a crise atual. Enviei reclamação por escrito e não obtive resposta. Felizmente já queimamos nossas milhas da United, com esse lixo não viajamos mais.

  5. Keyllon disse:

    Fábio.
    Desculpa minha curiosidade. Mas é impressão minha ou no desenho que vc colocou no início do TR tem uns assentos virados….ou seja o passageiro voa “de costas”? É isso mesmo? Se for fiquei curioso pra saber como é. Andei de trem bala na Itália de costas e….nauseei. Era executiva e estava LOTADA…fui em pé ao lado da minha esposa. Era isso ou vomitar rs rs rs.
    Ótimo TR aliás, cheio de detalhes. Parabéns.

  6. Daniel Gadelha disse:

    Fábio, você da feedback as empresas quando é mal atendido como no caso desta comissária? Muitas vezes as próprias empresas não sabem da existência de funcionários “ruins” até que algum cliente reclame.

  7. Fabio disse:

    A United eh muito ruim. Talvez seja a pior americana atulamente. Uma pena pois a Continental era razoavel.

    2-4-2 nao devia nem ser chamado de business. No maximo uma Economy Premium.

    Alias a UA nao tem First digna desse nome.. Eu classificaria a First como Business. Imagina um passageiro de primeira classe ter um snack negado, coisa que qualquer Air France da vida oferece a vontade durante todo o voo ate na Coach.

    Lamentavel

  8. Nostromo disse:

    Impressionante como a concorrência para o Troféu Coice Awards esta aumentando!! Esta comissaria mais velha que voce referiu… forte candidata!!!!

Deixe uma resposta

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis