Sala VIP Swiss First Class Lounge (Primeira Classe) – Aeroporto de Zurich – Terminal E

Depois de um vôo super agradável com a Swiss pousei em Zurich e tive uma longa conexão[5hrs] (que comprei de propósito) até pegar meu voo para Geneva. Assim que desembarquei, tinha uma funcionária da cia na jetbridge me esperando para poder me levar pro lounge – este serviço é padrão para todos os passageiros que estiverem na Primeira Classe ou com status HON no Miles&More.

Ela me acompanhou e descemos pela escada lateral do finger e lá tinha uma van me esperando – neste momento eu notei que eu já estava no Terminal E – que é onde tem o novo lounge da Primeira Classe da Swiss o qual eu queria ficar/conhecer até meu próximo vôo. Falei então com a Personal Assistant que não queria ir pro Terminal B (de onde sairia meu voo). Então nem entrei na VAN e só atravessamos a rua e já estávamos no prédio. Subimos por um elevador particular que deu acesso direto na entrada da sala vip.

A atendente conferiu meu cartão de embarque e minha elegibilidade e já me deu boas vindas. A Personal Assistant se despediu e reforçou que meu próximo voo sairia do Terminal B e que levava em torno de 10 minutos de caminhada – portanto, não teria transfer exclusivo como a Lufthansa oferece no First Class Terminal em Frankfurt, o que achei um ponto negativo.

Bom, vamos às regras de acesso à sala que funciona diariamente das 06:00-22:30:

  • Passageiros decolando na Primeira Classe da Swiss em vôos puros com numeração LX.
  • Passageiros chegando na Primeira Classe da Swiss em vôos puros com numeração LX e conexão com a Austrian/Lufthansa/Brussels no mesmo dia.
  • Passageiros voando na Primeira Classe da Lufthansa onde o vôo se inicia em Zurich.
  • Passageiros com status HON no programa Miles&More.

Passageiros que estiverem chegando em First e tiverem Zurich como destino final NÃO podem usar a sala.

swiss-first-class-lounge-022

Fui então conhecer a sala – o horário era por volta de 3:30PM e só tinha um passageiro por lá então tive uma boa liberdade p/ fazer as fotos. Logo na entrada você já se depara com um enorme bar e algumas salas de “espera” com sofás, tv’s, etc.

DCIM100GOPROGOPR2144.

Reforço mais uma vez – a Swiss sabe E MUITO BEM ter um ambiente chique, elegante e de primeira na medida certa. Esta parede ao fundo tem mais de 1000 garrafas de vinho.

swiss-first-class-lounge-018

Só vi mulheres trabalhando no bar e também no restaurante e o esquema de bebida não é self-service – você solicita e elas te servem. Aliás, a atenção no lounge é fenomenal – toda hora elas me perguntavam se eu queria algo, se estava tudo bem, etc.

swiss-first-class-lounge-026

Área do bar.

DCIM100GOPROGOPR2140.

Eu fiz a maioria das fotos de 2 formas – uma com a GoPro e a outra com o celular para vocês terem idéia de ângulos diferentes.

img_2991

A sala não conta com buffet mas em contrapartida você tem um restaurante à la carte fenomenal – que irei mostrar o serviço no final deste post.

DCIM100GOPROGOPR2135.

Além do ambiente ser super bacana, intimista e bem exclusivo ele tem uma vista privilegiada pra pista.

DCIM100GOPROGOPR2136.

Então você consegue comer e fica admirando o taxiamento das aeronaves.

swiss-first-class-lounge-020

Louças, talheres e enfeites de extremo bom gosto.

DCIM100GOPROGOPR2138.

Na parede que divide a entrada do lounge tem diversas revistas e jornais internacionais. E aqui você também encontra 3 opções e snacks – para um lanche rápido.

DCIM100GOPROGOPR2147.

Neste caso tinha 2 tipo de bolo e um iogurte se não me engano. Como o intuito e a filosofia do lounge é não ter buffet, não posso nem considerar isto como tal.

O lounge inteiro é cercado por vidros com vista pro pátio e inclusive tem um terraço (350m2) de fora a fora – o que é perfeito para você tomar um ar livre ou mesmo praticar um pouco de spotting.

DCIM100GOPROGOPR2143.

 

swiss-first-class-lounge-021

Falando em spotting – a sala também oferece esta luneta digital p/ você ver mais de perto os aviões. Demais né?

swiss-first-class-lounge-023

Bom, conforme falei pra vocês tem diversas salas de espera para os passageiros com sofás, poltronas e TV’s. Todas são divididas por estas ripas de madeiras.

swiss-first-class-lounge-024

swiss-first-class-lounge-016

O wifi é gratuito mas só funciona mediante código que deve ser retirado na recepção.

DCIM100GOPROGOPR2151.

swiss-first-class-lounge-017

DCIM100GOPROGOPR2156.

Não há business center, somente uma mesa de reunião o que achei um ponto negativo, pois às vezes você quer um pouco de privacidade para trabalhar e acaba não encontrando um ambiente adequado.

DCIM100GOPROGOPR2154.

Sentei em um dos sofás para começar a editar as fotos do voo e logo veio uma funcionária me perguntando o que eu queria beber. Pedi champagne e ela logo trouxe acompanhado de alguns aperitivos.

 

swiss-first-class-lounge-025

Como eu ainda teria 5 horas de espera, solicitei um dos quartos disponíveis que a cia oferece aos passageiros que estão neste lounge. São 2 suítes dentro da própria sala vip que os clientes podem utilizar para descansar/dormir ou mesmo ficar mais isolado.

swiss-first-class-lounge-038

Eu peguei um quarto com acessibilidade (não sei se o outro também é assim) então tinha bastante espaço – tanto no banheiro quanto no apartamento em si. Logo na entrada você encontrava toalhas, secador e uma almofada neste banco.

swiss-first-class-lounge-031

swiss-first-class-lounge-035

O banheiro era todo aberto e de vidro – podendo ser fechado com esta cortina.

DCIM100GOPROGOPR2161.

Lá você tinha a sua disposição amenities e kit de higiene pessoal.

swiss-first-class-lounge-029

swiss-first-class-lounge-030

O problema deste box é que na hora que fui tomar banho molhei quase todo o ambiente pelo fato dele não ter porta. :/

swiss-first-class-lounge-028

Nesta foto que fiz com a GoPro vocês conseguem ver a divisão entre o banheiro e o quarto.

DCIM100GOPROGOPR2160.

Falando em quarto – preciso dizer que foi uma das melhores camas que já deitei na vida. O edredon macio, a roupa de cama impecável e tudo cheirando limpeza – nota 10!

DCIM100GOPROGOPR2158.

O quarto tem vista pro terraço (que dá acesso à outros passageiros) portanto eles pedem que você sempre feche as cortinas. Como eu não estava pelado e queria admirar a vista, não me preocupei com este detalhe.

swiss-first-class-lounge-037

swiss-first-class-lounge-036

Na cabeceira da cama você tinha água, tapa olhos, chocolate e toalhas umedecidas – aquelas com álcool, sabem?

swiss-first-class-lounge-033

swiss-first-class-lounge-034

Agora senta que lá vem história, rs! Eu cheguei, me instalei no quarto e fui plugar minha câmera p/ carregar e também o meu celular. Assim que eu enfiei meus carregadores neste plug, adivinhem? Ele caiu pra dentro desta madeira! Pronto, eu tava perdido! O “buraco” era super fundo, afinal as tomadas ficavam no topo e nenhum braço cabia lá dentro pra poder pegar.

A cabeceira da cama era chumbada e parafusada tanto na parede quanto no chão, ou seja, não tinha como eu tentar arrastar p/ pegar.

Sai do quarto e fui na recepção relatar o que tinha acontecido. Neste momento só havia um rapaz lá que me acompanhou até o quarto – ele então tentou colocar o braço no buraco (o qual não caberia o braço nem de uma criança) e disse – “Sr. não é possível, vou ver o que posso fazer!”.

Então ele saiu do quarto e eu fiquei esperando… Depois e 40 minutos (SIM gente, 40 minutos!) eu sai do quarto e fui perguntar pra ele se já tinha uma solução. Com um tom SUPER mal educado e sem paciência ele me respondeu. “O Sr. não reparou que estou aqui sozinho? Não posso fazer nada enquanto isto!”. Eu fiquei CHO-CA-DO com a falta de educação! E com isto o tempo foi passando, passando e logo eu teria que embarcar. E eu fiquei plantado lá na recepção olhando pra cara dele, pois eu precisava achar uma solução já que ele não estava querendo contribuir.

Foi então que chegou uma senhora (que também trabalha no lounge) e eu expliquei a situação pra ela. O rapaz ouviu tudo e ficou lá com cara de paisagem (como se ele não soubesse de nada, vocês acreditam?). Aí quando eu terminei de contar tudo, eu fiz questão de falar – ‘O seu colega de trabalho estava ciente mas não pode me ajudar porque estava sozinho’. Ela então virou pra ele, falou algo em alemão super nervosa pra ele (que eu não entendi) e então veio me acompanhar até o quarto.

Quando ela viu o tamanho da tragédia, ela já se desesperou pois sabia que não seria uma tarefa fácil de resolver devido a complexidade da coisa e do tamanho do buraco. Ela então acionou as meninas da limpeza que trouxeram um aspirador de pó – a idéia inicial era tentar sugar o carregador e câmera com o braço do equipamento – o que foi em vão pois ele não tinha força suficiente p/ poder pegar os dois.

Foi aí então que a gerente geral do lounge apareceu – uma mulher doce, educada de origem Suíça e Portuguesa e que imediatamente se prontificou a me ajudar. Ela então começou a acionar todo mundo do aeroporto para achar uma saída – ligou pra manutenção, técnicos, etc para poder me dar uma solução. Eu comecei a ficar apreensivo pois logo seria hora de embarcar e minha câmera com todo meu material de trabalho ainda estava no buraco.

Foi quando chegou 2 rapazes da manutenção do aeroporto com furadeira, ferramentas e lanternas em LED p/ poder resolver o problema. Sim gente, eles desmontaram toda a cabeceira da cama, desparafusaram ela da parede, tiraram toda a madeira, até conseguirem desacoplar do chão e pegarem minha camera e meu carregador. Eu claro, pedi desculpa pelo transtorno mas o tempo todo a gerente do lounge disse que a culpa era deles pelo fato da tomada não ter sido presa de forma adequada o que ocasionou na queda dos meus equipamentos. Depois de mais ou menos 45 minutos de trabalho, tudo foi colocado no lugar. Nesta hora eu já tinha perdido o “tesão” de ficar no quarto, mesmo porque a cama já estava imunda de raspas de madeira já que os rapazes precisaram trabalhar em cima dela. Eu fiquei muito stressado/nervoso (mas claro, sem perder a educação) e com medo de perder tudo, mas graças a Deus foi resolvido à tempo.

Só tomei um banho e sai pro restaurante para poder comer algo antes de ir embora. Acabei não tirei foto da movimentação no quarto mas quem acompanhou no instagram (@fabiovilela) viu tudo ao vivo.

swiss-first-class-lounge-032

Aqui vocês conseguem ter uma idéia melhor do que eu acabei de relatar da cabeceira (toda esta parte de madeira) pregada na parede e no chão – tudo isto foi removido p/ poder salvar minha câmera.

swiss-first-class-lounge-027

Enquanto eu estava no restaurante, a gerente do lounge apareceu para conversar comigo. Ela pediu gentilmente que eu contasse p/ ela o que aconteceu com o primeiro atendente que não se prontificou a ajudar já que não era a primeira vez que ela tinha reclamação daquele colaborador.  Ela ouviu tudo, pediu novamente desculpas pelo transtorno e pela atitude do rapaz e pediu para que eu escrevesse pelo site da cia para relatar o ocorrido e que além disto, ela também levaria aquilo pra frente na próxima reunião da empresa. Achei muito sensato e correto ela fazer este follow up e acompanhar o caso, afinal por mais que foi uma situação atípica e que estivesse fora do alcance do funcionário de resolver, ele poderia pelo menos ter pelo menos tentado a ajudar de alguma forma, o que não ocorreu de forma alguma.

Enfim, cheguei no restaurante e logo uma funcionária veio com o cardápio para pegar meu pedido.

swiss-first-class-lounge-039

Eu queria ter comido o Wine and Dine Menu que é um menu degustação de vinhos com pratos exclusivos do lounge. A funcionária se lamentou e disse que não teria tempo de preparar tudo já que meu próximo vôo sairia em menos de 1 hora. Ela então sugeriu os pratos que ficariam prontos à tempo e me deu liberdade de pedir cada um deles.

swiss-first-class-lounge-040

swiss-first-class-lounge-041

swiss-first-class-lounge-042

swiss-first-class-lounge-043

swiss-first-class-lounge-044

swiss-first-class-lounge-045

swiss-first-class-lounge-046

A apresentação das refeições no lounge da Swiss, sem dúvida alguma foi a melhor que já tive em qualquer sala vip do mundo. Tudo muito bem elaborado, desde os talheres, louças até a disposição da comida no prato.

swiss-first-class-lounge-047

swiss-first-class-lounge-048

Olha a delicadez dos patês e das manteigas temperadas.

swiss-first-class-lounge-049

Eu não anotei o que era este prato, mas se não me engano era um tartar. Fenomenal – na apresentação e no sabor.

 

swiss-first-class-lounge-052

Gaspacho de tomate com folha desidratada de rúcula.

swiss-first-class-lounge-053 swiss-first-class-lounge-054

Atum selado com quinoa e molho de coco – DIVINO!

swiss-first-class-lounge-055

swiss-first-class-lounge-056

De sobremesa – chessecake de morango, sorbet com farofa de cookies e mix de berries.

swiss-first-class-lounge-057 swiss-first-class-lounge-058

Por fim, quando eu passei na recepção para sair, a funcionária pediu para eu esperar que a gerente do lounge queria falar comigo novamente. Ela então chegou com uma caixa de chocolates, uma miniatura do B77W da Swiss e disse que era o mínimo que poderia fazer p/ poder compensar o meu contratempo (Sorry! Não tirei fotos, mas quem acompanhou o Ao Vivo no Instagram [segue lá @fabiovilela] viu tudo). Além disto, ela falou que tinha disponibilizado um carro p/ me levar pro outro terminal de onde sairia o meu voo.

Achei a atitude dela extremamente profissional, adequada e à altura de uma empresa de renome como a Swiss. Tudo bem que a situação já tinha acontecido e que a experiência com o outro funcionário não foi a mais adequada, mas de uma certa forma ela (com o que tinha disponível) tentou contornar o problema oferecendo algo pequeno mas que mostrava a preocupação em mudar a concepção e satisfação do cliente em relação ao serviço, concordam?

swiss-first-class-lounge-059

Chegando no outro terminal, a atendente subiu comigo pelo elevador privativo e me deixou na fila da imigração que estava ENORME por sinal. Perguntei se ela não poderia me passar na frente, já que meu vôo já estava sendo anunciado no auto-falante como ÚLTIMA CHAMADA – ela disse que infelizmente não – fiquei até impressionado com a resposta.

Enfim, a minha sorte foi que meu portão era exatamente atrás do guichê do passaporte. Como tinha pelo menos umas 25 pessoas na minha frente, eu tive que tomar uma atitude – fui lá na frente do balcão e assim que a próxima pessoa saiu eu expliquei minha situação pro rapaz, que prontamente carimbou meu passaporte e me liberou. Corri então pra embarcar e fui literalmente o último – novamente vou repetir – sempre falo p/ vocês me seguirem lá no instagram pois estas situações corriqueiras eu coloco tudo em tempo real e fica mais bacana de acompanhar a viagem.

Bom pessoal, como vocês puderam ver minha experiência com o ground services da Swiss teve um mix de ponto negativo e ponto positivo. Realmente a empresa tem um espaço/ambiente muito bacana em Zurich, digno de Primeira Classe. Mas o atendimento deixou a desejar em diversos momentos que eu estive na sala e se não fosse a atenção da gerente geral do lounge, com certeza minha percepção de serviço da empresa teria sido muito pior.

Ufa, quanta história hein? Mas é isto aí – o bacana de viajar está nestes imprevistos – pois é nas adversidades que conseguimos realmente saber como uma empresa pode se destacar ou não, concordam?

Clique aqui e confira o Trip Report completo
Introdução - Volta do mundo em tempo record
Classe Executiva da Delta no B767-300 - São Paulo p/ Nova York
American Airlines Flagship Check-in e Lounge - Aeroporto de Nova York (JFK)
Primeira Classe da American Airlines no A321T - Nova York p/ Los Angeles
Sala VIP Star Alliance First Class Lounge - Aeroporto de Los Angeles (LAX)
Sala VIP Swiss First Class Lounge (Primeira Classe) - Aeroporto de Zurich - Terminal E
Sala VIP British Airways Galleries Lounge - Aeroporto de Genebra (GVA)
Primeira Classe da British Airways no B787-9 - Londres p/ Abu Dhabi
Classe Executiva da LATAM no A350 - Abu Dhabi p/ Doha (operado pela Qatar Airways)
Primeira Classe da Qatar Airways no A380 - Doha para Sydney
Sala VIP Qantas International First Lounge (Primeira Classe) - Aeroporto de Sydney
Sala VIP American Express - Aeroporto de Sydney (SYD)
Primeira Classe da British Airways no B777 - Sydney p/ Cingapura
Sala VIP dnata Lounge - Aeroporto de Cingapura (SIN)
Sala VIP Sats Premier Lounge - Aeroporto de Cingapura (SIN)
Sala VIP Plaza Premium Lounge - Aeroporto de Cingapura (SIN)
Classe Executiva da Cathay Pacific no A350 - Cingapura p/ Bangkok
Sala VIP Oman Air First and Business Class Lounge - Aeroporto de Bangkok (BKK)
Sala VIP Miracle First Class Lounge - Aeroporto de Bangkok (BKK)
Primeira Classe da Cathay Pacific no B773 - Bangkok p/ Hong Kong
Sala VIP de chegada Plaza Premium Lounge - Aeroporto de Hong Kong
Sala VIP Skyteam Lounge - Aeroporto de Hong Kong (HKG)
Classe Executiva da Korean Air no B77W - Hong Kong p/ Seoul
Sala VIP Sky Hub Lounge - Aeroporto de Seoul (ICN)
Sala VIP Matina Lounge - Aeroporto de Seoul (ICN)
Sala VIP KAL Lounge Prestige Class - Aeroporto de Seoul (ICN)
Classe Executiva da Korean Air no B747-8 - Seoul (ICN) p/ São Francisco (SFO)
Classe Executiva da Delta no A330 - Atlanta para São Paulo
Conclusão - Como emiti e comprei minhas passagens

Avaliação

  • Tamanho:
  • Atendimento:
  • Internet:
  • Conforto:
  • Buffet:
  • Chuveiros:
  • Business Center:
  • Entretenimento:
Média
9,0