Singapore Airlines vai extinguir sua subsidiaria low cost SilkAir

Pessoal, essa notícia é no minimo curiosa, principalmente pelo fato da Singapore seguir em uma tendência contrária do que está ocorrendo no setor aéreo.

As grandes companhias aéreas seguem criando e investindo em empresas/ subsidiarias low-cost, assim como novas empresas nesse segmento continuam surgindo. Sempre abordamos o assunto por aqui.


Lufthansa/Eurowings:

Eurowings lança nova Classe Executiva para rotas de longa distância

Air France/Joon:

JOON: Conheça a nova Companhia Aérea da Air France

 

Flycana:

Conheça a Flycana – Low cost Dominicana que poderá voar para o Brasil

Alem da LEVEL, Norwegian Airlines, Fly Dubai, Wow, Wizz, etc…


Estes foram só alguns exemplos, mas o que vamos falar hoje é sobre a Singapore Airlines, que decidiu ir no caminho contrário e ao invés de investir em sua empresa low-cost SilkAir, resolveu extinguir a marca e incorporar os voos para própria Singapore.

Segundo a empresa, a SilkAir vai passar por um programa de investimento para atualizar seus produtos, um processo que ocorrerá por alguns anos culminando na incorporação por completo da empresa pela Singapore.

O programa incluirá investimentos de mais de US$ 100 milhões para atualizar as cabines da empresa, através da instalação de assentos flat-bed na classe executiva além de incluir o sistema de entretenimento a bordo em todos os assentos, tanto da classe executiva quanto da econômica. O objetivo é igualar o nível de serviço da empresa low-cost com o que é oferecido na Singapore (UFA!).

A expectativa é de que os upgrades nas aeronaves comecem em 2020, tempo necessário para que os fornecedores dos novos assentos produzam os equipamentos e finalizem todas as certificações necessárias. A incorporação da SilkAir pela Singapore só será efetivada quando um número significativo de aeronaves estejam no novo padrão.

Não foi informado como serão os novos assentos da classe executiva, que na SilkAir atualmente são assim:

A SilkAir é uma empresa de baixo custo da Singapore, operando com uma frota de 11 Airbus A320 e 22 Boeing 737-800 e 737 MAX 8. Atualmente a empresa atende 49 destinos em 16 países, vejam os destinos:

 

 

Vale lembrar que a Singapore Airlines possui uma outra empresa de baixo custo, a Scoot, que atualmente opera em 20 destinos pela Ásia e Austrália e também utiliza o Kris Flyer como programa de fidelidade.

Um ponto importante de se ressaltar nessa mudança é de que a SilkAir não faz parte da Star Alliance, com a incorporação passará a ser 100% Singapore Airlines, aumentando as possibilidades de acúmulo e resgate voando na região, além de aproveitar benefícios de status na aliança.


Os assentos destes voos estarão disponíveis para emissão com pontos mais fáceis de conseguir. Atualmente o Kris Flyer (programa de fidelidade da Singapore) não tem parceiro no Brasil (antes tinha o Membership).

Acho no mínimo curioso eles mudarem a estratégia! A Air Asia é muito forte na região e possivelmente a mudança visa fortificar uma única marca low cost, a Scoot! Qual palpite de vocês sobre esta alteração?