South African Express é proibida de voar por questões de segurança

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

Pessoal, a South African Express, uma companhia aérea regional pertencente a South African, está proibida de operar voos a partir de hoje por questões de segurança.

A South African Civil Aviation Authority (SACAA), responsável por regular os voos na África do Sul, suspendeu o certificado de operador aéreo da South African Express.

Isso significa que a partir de hoje a companhia não pode mais operar como empresa aérea. Para que volte a voar a empresa vai ter que iniciar todo o processo de inscrição novamente e conseguir todas as aprovações necessárias.

A suspensão ocorreu após a SACAA realizar uma auditoria na companhia aérea e verificar seus processos de manutenção, onde foram descobertos diversos casos de não conformidade que resultam em grave riscos aos passageiros.

Apesar da SACAA não poder revelar quais foram os erros, foi informado que foram encontrados 17 pontos de risco, onde 5 desses são caracterizados como Nível 1 nos termos de aviação civil.

Nível 1 é descrito como ‘caso grave de não-conformidade que apresenta um risco sério a segurança dos passageiros e que necessita de ação imediata das autoridades reguladoras, para resguardar os interesses de proteção da aviação’.

Para saber se seu voo foi afetado, ligue para +27 11 978 6699 das 6 as 23h horário da África do Sul.

O comunicado na íntegra da SACAA você encontra aqui.


O que diz a South African Express

A empresa soltou um comunicado breve a imprensa onde confirma que a SACAA suspendeu o seu certificado de operador aéreo assim como os certificados de aprovação de manutenção. Que os pontos levantados pela SACAA estão relacionados aos processos de gerenciamento de segurança da companhia.

Também informa que os passageiros serão acomodados em outros voos e maiores informações serão divulgadas em seu site em breve.


Sobre a South African Express

A SA Express opera 12 rotas dentro da África do Sul, além de voos regionais para a Namíbia, Botsuana, Zimbábue, Zâmbia e República Democrática do Congo, através de aeronaves Bombardier: CRJ-200, CRJ-700 e Q400.


Confira aqui como é voar no Q400 da South African Express


Vejam os destinos atendidos:

Os voos da South African não foram afetados.


Espero que a situação seja resolvida e que os envolvidos levem em conta que estamos falando de VIDAS. Segurança em primeiro lugar!!!

Alguém será afetado?

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis