Swiss vai renovar o interior dos A340 com a chegada do décimo B777

Pessoal, a SWISS vai substituir mais um Airbus A340-300 com um Boeing 777-300ER. E os cinco A340s (que é o modelo que opera de/para o Brasil) remanescentes na frota da companhia aérea vão ter a cabine totalmente renovada, incluindo o novo sistema de entretenimento a bordo e conexão de internet. Como resultado, no fim de 2018, toda a frota de longa distância da SWISS estará equipada com internet sem fio em todas as três classes de serviço.

Para complementar os nove Boeings 777-300ER que a SWISS já recebeu ou já havia encomendado, a companhia vai receber o décimo do mesmo modelo em 2018. Um investimento de 330 milhões de dólares vai criar 40 novos empregos na SWISS. E mais, com o décimo B777 serão 400 integrantes na tripulação da companhia.

Novos produtos e sistema de entretenimento para o A340

Ao mesmo tempo, a SWISS vai equipar os cinco remanescentes Airbus A340-300s com um novo interior em todas as classes. Depois de remodelados, os A340s vão contar com 223 lugares, sendo oito na First Class, 47 na Business Class e 168 na classe econômica. A nova cabine First Class vai ser bem próxima da que é oferecida hoje no B777. Os assentos da Business Class serão do mesmo modelo do 777, enquanto na classe econômica vai ganhar um novo tipo de assento. O sistema de entretenimento a bordo será o mesmo usado no B777.

Internet a bordo das aeronaves de longa distância

Depois da introdução nos Boeings 777, a SWISS agora está estendendo o “SWISS Connect”, o serviço de conexão à internet a bordo para as aeronaves Airbus A330-300s e A340-300s também. Os 14 A330s vão ser equipados com a tecnologia Panasonic – eXConnect para interne e eXPhone para telefonia – nos próximos seis meses. Os cinco A340s remanescentes serão equipados em 2018, como parte da remodelagem das cabines.

Uma ótima notícia para nós brasileiros, principalmente para quem viaja de First já que a cabine que vem para o Brasil no A340 é totalmente antiquada – da época da VARIG. Aliás, esta é uma Primeira Classe que ainda não voei – será que vale a pena? Pois já que não dá pra emitir com milhas de parceiros teria que ser pagante, mas queria saber se vale o investimento. Alguém aí pode compartilhar a experiência?