SWISS vai trazer o Boeing 777-300ER para o Brasil

Patrick Heymann, o novo diretor de vendas e marketing da SWISS para as Américas, foi apresentado oficialmente ao mercado brasileiro na última sexta-feira, dia 15, em São Paulo. O executivo, vindo dos mercados da Rússia e da Ucrânia, assumiu o novo cargo no começo de maio e já esteve duas vezes em São Paulo. Ele está baseado em Nova York (EUA).

swiss_logo_slogan

“O mercado brasileiro é muito importante para a SWISS e a rota São Paulo – Zurique está entre as mais rentáveis da companhia”, disse Heymann, ao anunciar o aumento do número de voos semanais entre o Brasil e a Europa. Atualmente, a SWISS oferece sete voos por semana de São Paulo para Zurique, mas de 27 de outubro a 28 de março, serão 11 voos por semana. Sendo 10 voos semanais de 27 de outubro a 9 de novembro e depois 11 voos semanais de 11 de novembro a 4 de janeiro, retornando a 10 voos semanais até 28 de março. Com a mudança, além dos voos diários, a empresa terá voos extras às segundas, quintas, sábados e domingos.

Os novos voos serão operados também com o Airbus A340-300, mas a empresa, que espera receber seis novos Boeing 777-300ER em 2016, deve destinar os novos jatos para a rota do Brasil. “O novo Boeing 777-300ER deve vir logo para o Brasil”, disse Heymann, ressaltando que São Paulo é o único destino da companhia na América do Sul. Além disso, a empresa tem voos regulares para 60 destinos na Europa, oito na Ásia, quatro na África e três no Oriente Médio.

Para Heymann, o mais importante para o mercado brasileiro é perceber que a SWISS é uma companhia aérea de conexão, ou seja, usada por brasileiros que queiram ir para outros destinos, não necessariamente a Suíça. Mesmo assim, de acordo com o Turismo da Suíça, o número de brasileiros que visitaram aquele país de janeiro a junho cresceu 2,7%, enquanto o número de pernoites aumentou 4,1%. Entre novembro e abril, a alta foi de 5,9%. De acordo com Gisele Sarbach, gerente de marketing do Turismo da Suíça, os destinos mais visitados por brasileiros são Zurique, Genebra, Lucerne, a região do Lago de Genebra e Oberland Bernês.