TAM confirma saída da Star Alliance e programa entrada na oneworld para 2014

latam oneworld

Como já se era esperado, A TAM confirmou hoje oficialmente que entrará para a oneworld em 2014.

A oneworld também já postou o anuncio no website da aliança.

A saída da Star Alliance está prevista para o segundo trimestre de 2014, em data a ser anunciada até o fim de 2013. A cia pretende ingressar na oneworld assim que sair da Star Alliance.

Será possível acumular pontos em voos Star Alliance até a saída desta aliança, prevista para o segundo trimestre de 2014.

Todos os pontos acumulados em voos da Star Alliance e registrados no Programa TAM Fidelidade serão preservados após a transição.

Atualmente, os membros da oneworld são: airberlin, American Airlines, British Airways, Cathay Pacific, Finnair, Iberia, Japan Airlines, LAN, Malaysia Airlines, Qantas, Royal Jordanian e S7 Airlines, além de 30 outras afiliadas. SriLankan Airlines e Qatar Airways estão em processo de ingresso à aliança

As categorias dos cartões TAM Fidelidade não serão alteradas e seguirão as regras do Programa. O status Star Alliance será ajustado de acordo com os níveis da oneworld em momento oportuno.

Eu infelizmente não gosto da decisão, apesar de já saber que seria o rumo normal após a fusão com a LAN.

Em questão de parceiros, prefiro muito mais a Star Alliance, agora o jeito é gastar os pontos até o final do ano, ou esperar pra começar a resgatar na oneworld.

Hoje, temos 3 parceiros para Am. do Norte  com saídas direto do Brasil.(United, Air Canada e US Airways) . Com a onewolrd teremos somente a LAN (com escalas na Am. do Sul) e American Airlines como opção de voos diretos.

Já para a Europa as opções ficaram ainda mais reduzidas. Pela Star Alliance, as cias que operam para o velho continente são: Air China, Singapore, Lufthansa, Swiss, TAP, Turkish e a propria TAM. Com a oneworld, saídas direto do Brasil somente com British e Iberia.

Atualmente somente 4 cias da oneworld operam no Brasil: LAN, British, Iberia e American, já que a Qatar ainda não ingressou oficialmente na aliança. Então dá para ser ter uma ideia do tamanho da perda para nós brasileiros que hoje temos 11 cias da Star operando aqui (United, Air Canada, US Airways,Air China, Singapore, Lufthansa, Swiss, TAP, Turkish, South African e Ethiopian (em junho) . Se já era dificil ter disponibilidade em 27 parceiros, imagina nesta quantidade reduzida?

Realmente vai se tornar cada vez mais restrito o uso de pontos para passagens.

Qual a opinião de vocês?