TAM Fidelidade anuncia grandes mudanças para 2016

Em abril de 2016, o programa TAM Fidelidade trará algumas novidades para os clientes. E vocês conferem aqui em primeira mão todas elas!

Screen Shot 2015-10-29 at 19.45.02

O que muda?

As duas grandes mudanças são:

  • A forma de acúmulo de pontos de voos em trechos nacionais e internacionais que passará a considerar a tarifa paga no caso de voos nacionais e a distância percorrida em voos internacionais.
  • A regra de upgrade para acesso às categorias do TAM Fidelidade, ou seja, a partir de abril de 2016, será avaliado o que chamamos de ano calendário: de janeiro a dezembro. Também será alterada a quantidade de pontos para acesso às categorias superiores.

Acúmulo de pontos em vôos nacionais

A partir de Abril de 2016, em voos nacionais, os pontos passam a ser calculados de acordo com o valor gasto na passagem.

Então a mecânica vai funcionar da seguinte forma:

Screen Shot 2015-10-29 at 19.52.41

Para cada perfil de tarifa haverá um fator multiplicador conforme abaixo.

  • Perfil Básico – Cada real gasto na passagem é multiplicado por 2
  • Perfil Flex – Cada real gasto na passagem é multiplicado por 3
  • Perfil Top/Relax – Cada real gasto na passagem é multiplicado por 3

Lembrando que o valor referente às taxas, não são válidos para acúmulo de pontos.

Em caso da passagem ter sido adquirida em outra moeda que não seja o real, o valor do acúmulo será calculado de acordo com cada Dólar gasto conforme abaixo.

  • Perfil Básico – Cada dólar gasto na passagem é multiplicado por 4
  • Perfil Flex – Cada dólar gasto na passagem é multiplicado por 6
  • Perfil Top/Relax – Cada dólar gasto na passagem é multiplicado por 6

Cliente LANPASS

O cliente LANPASS que realizar viagens em trechos nacionais dentro do Brasil acumulará KM’s a cada Real ou Dólar gasto conforme abaixo:

  • Perfil Básico – Cada real é multiplicado por 3 e cada dólar por 6
  • Perfil Flex – Cada real é multiplicado por 5 e cada dólar por 10
  • Perfil Top/Relax – Cada real é multiplicado por 5 e cada dólar por 10

No caso de viagens nacionais dentro do Brasil em conexão com trechos internacionais o acúmulo de pontos será calculado de acordo com as regras para viagens internacionais.

Acúmulo de pontos em trechos internacionais

No caso dos vôos internacionais, o acúmulo de pontos considerará a distância percorrida entre a origem e o destino final, sendo garantida uma pontuação mínima de 1.300 pontos para Am. Latina, 5.000 pontos para os EUA e 6.000 pontos para a Europa – em todas as categorias.

Screen Shot 2015-10-29 at 19.51.45

Nesta integração entre TAM Fidelidade e LANPASS, o TAM Fidelidade passará a contar com diferenciações nas regras dependendo do país de residência do cliente. Note que o que vale é o país de residência e não o local onde o cliente se cadastrou no Fidelidade. Desta forma, um cliente cadastrado no Brasil e que se mude para o Chile seguirá as regras do Chile que passou a ser o seu país de residência.

Para clientes residentes no Brasil, as tarifas TAM terão as porcentagens de acúmulo conforme abaixo:

Screen Shot 2015-10-29 at 18.49.10

 

Lembrando que a tabela acima indica as porcentagens de acúmulo somente para clientes TAM Fidelidade residindo no Brasil. Para os demais, segue uma outra mecânica.

Porcentagens de Acúmulo para residentes em outros países

Screen Shot 2015-10-29 at 18.51.10 Screen Shot 2015-10-29 at 18.51.15 Screen Shot 2015-10-29 at 18.51.24

Pontuação bônus cartão Vermelho

O cartão vermelho passa a pontuar 100% de bônus a partir de Abril de 2016 – atualmente pontua somente 75% de bônus.

Prazo para crédito de pontos

A partir de Abril de 2016 o prazo para crédito automático de pontos passa a ser de 07 dias úteis a partir da data do vôo.

Upgrade de Categoria

O que muda?

  • O programa deixa de considerar os últimos 12 meses e passa a avaliar as viagens feitas durante o ano – De Janeiro à Dezembro.
  • As conexões passam a pontuar como trechos separados.
  • A quantidade de pontos para upgrade de categoria é alterada tomando o alcance de uma categoria superior mais acessível.

Período avaliado para upgrade

Hoje para que o cliente seja promovido a uma categoria superior, são avaliados os voos feitos nos últimos 12 meses, não importando o período de início ou fim da contagem, ou seja, um cliente que está na categoria Azul, ao realizar 50 mil pontos de vôos durante 06 meses (Setembro à Março, por exemplo), passa para a categoria Vermelha.

A partir de Abril de 2016, o período avaliado será o ano calendário. Desta forma, sempre serão contabilizados os voos feitos de Janeiro à Dezembro, o que definirão a sua categoria.

Screen Shot 2015-10-29 at 19.56.36

Trechos de conexão passam a ser contabilizados para upgrade

Hoje os trechos são considerados de sua origem ao seu destino final, desta forma, caso a viagem tenha uma conexão não é contabilizada adicionalmente para a contagem de trechos na análise de upgrade. A partir de Abril de 2016 isso muda, fazendo com que seja mais fácil atingir uma categoria superior.

Screen Shot 2015-10-29 at 19.46.42

Pontos e quantidade de trechos considerados para mudança de categoria

Além das opções de acúmulo de pontos ou de quantidade de trechos realizados, a partir de Abril de 2016, para as categorias Vermelho Plus e Black haverá a possibilidade de ser promovido de categoria com uma quantidade menor de pontos, desde que o cliente tenha feito um número mínimo de vôos na cabine Premium Business.

Screen Shot 2015-10-29 at 19.48.50 Screen Shot 2015-10-29 at 19.49.00 Screen Shot 2015-10-29 at 19.49.13 Screen Shot 2015-10-29 at 19.49.27 Screen Shot 2015-10-29 at 19.49.39

Além da mudança acima, o programa terá a diferenciação de quantidade de pontos e trechos de acordo com o país de residência do cliente.

Screen Shot 2015-10-29 at 18.57.52

Já clientes residentes em outros país devem seguir as regras abaixo:

Screen Shot 2015-10-29 at 18.58.51

*PB = Premium Business

Regras para se manter em cada categoria

Screen Shot 2015-10-29 at 19.47.00

Então resumindo, quais serão as alterações:

Screen Shot 2015-10-29 at 18.59.30


Bom, agora vamos a uma análise da mudança:

Pontuar de acordo com o valor gasto na passagem

Isto já é uma tendência mundial e aos poucos todas as cias irão adotar este sistema que para eles se torna mais lucrativo, afinal valorizam quem gasta mais.

Pontuar conexões e distância percorrida

Oh lord! Graças a Deus o programa ouviu o clamor dos seus membros e finalmente – para quem usa o fidelidade – conseguirá pontuar as conexões em vôos realizados e a pontuação será baseada na distância percorrida ainda com piso mínimo. Parabéns!

Período de avaliação para upgrade de categoria

Bom, a TAM só se adequou ao resto do mundo já que 99% dos FFP já avaliam os vôos realizados entre Janeiro e Dezembro e não nos últimos meses corridos.

Quantidade reduzida de pontos para manter categoria Vermelho Plus e Black

A cia valorizando quem mais voa. Achei justo!


Bom pessoal, aparentemente a tabela de resgate continua sendo a mesma com os mesmos valores já que a cia mencionou a respeito, vejam:

Screen Shot 2015-10-29 at 19.58.54

Ainda considero alguns pontos negativos na hora da emissão como o caso de cobrar uma terceira região quando não há voos diretos do ponto A para o ponto B ou em situações de cabines mistas, o que faz o resgate custar uma fortuna.

Enfim, para ficar bem claro, eu recebi este documento de um email anônimo que não se identificou (não foi oficialmente pela TAM), então acredito que a cia deve publicar isto o mais breve possível para poder orientar e informar todos os clientes.

Me diga, o que acharam? Quero saber a opinião de vocês! Aparentemente achei as mudanças positivas.