Um giro pelo Oriente Médio

Diversos

Por Fábio Vilela

Olá people!

Vocês devem ter notado a minha ausência aqui do blog nesses últimos dias né? Mas pra quem me acompanha no Instagram e Facebook já notou que estou viajando e eu tava com tempo corrido para postar!

Resolvi dar um giro pelo Oriente Médio e vou ficar 35 dias viajando por aqui conhecendo a cultura dos países árabes e o que eles tem melhor para oferecer.

Lógico, que não poderia deixar de fazer uma rota maluca, e pra isto a melhor saída é sempre a US Airways. Pois além de permitir passagens da forma que eu gosto (utilizando o máximo de cias possíveis e rotas “ilegais”), queria aproveitar para avaliar cias inéditas aqui no blog da Star Alliance antes que a US saia da aliança agora em Março.

Bom, então meu itinerário ficou o seguinte:

  • Ida: Brasil > Egito (stopover) > Jordania (destino)
  • Volta: Jordania > Brasil

Lembrando que a US Airways permite um stopover (parada intermediária no meio da viagem da ida ou volta) OU um open-jaw (chegada por um lugar e saída por outro). O stopover não precisa ser na região de destino, neste caso optei por fazer no Egito, pois como ele está na África, se eu optasse como destino final iria me custar muito mais milhas, então preferi usá-lo como minha parada intermediária e deixar Oriente Médio como destino.

Mas lógico, quem me conhece sabe que jamais faria esta rota de uma forma óbvia e direta né? Vamos então ver meu itinerário detalhado:

IDA

itinerario

VOLTA

itinerario 2

O total ficou em 120.000 milhas com todos os vôos em classe executiva e U$213.30  de taxa de embarque.

taxa embarque us

Tive que pagar ainda uma taxa de U$75 por ter emitido com menos de 21 dias de antecedência. Aliás a viagem foi decidida de última hora, eu emiti a passagem dia 05/02 para viajar dia 11/02 (Doido né? Eu assumo!). Com isto consegui disponibilidade boa nas cias aéreas.

Desta forma, vou conseguir avaliar as seguintes cias e aeronaves:

  • Swiss A340 / Swiss A330
  • Egyptair A330
  • Turkish Airlines A330
  • Lufthansa A340
  • TAM B777 (repetida no blog, mas era a única disponibilidade do dia).

E daí, você deve estar se perguntando, como eu consegui tudo isto? INSISTÊNCIA, PLANEJAMENTO e PACIÊNCIA. Esta passagem me levou exatamente 32 ligações para a US Airways. UMA SAGA !

Duas vezes tive que cancelar a reserva pois eles faziam anotações que a rota que eu queria não era válida, ou ilegal. Até eu achar uma boa samaritana que conseguiu fazer exatamente o que eu queria! Notem que o itinerário tem 9 segmentos, mas eles permitem somente 8, mas já consegui até 10 (máximo).

Por isto sempre digo, neste mundo das milhas tem que ter paciência, não adianta achar que vai conseguir a passagem perfeita sem se programar e dedicar um pouco do tempo.

Primeiro passo e o mais importante, tenha todos os vôos em mãos e já passe eles para a atendente, já que elas são bem limitadas (use o site da ANA). A melhor forma é dizer “Eu estava falando com a atendente anterior e a ligação caiu, será que você consegue me passar os mesmos vôos que ela?” Sempre dá certo! Lembrando que o Call Center pra fazer as emissões fica nos EUA, mas quem liga do Skype a ligação é gratuita.

Ahhh, alguns vôos internos que fiz com a Egyptair eu comprei com dinheiro mesmo pelo site da cia, agora o vôo entre os países vou fazer suspense, pois vem coisa MUITO boa por aí, tudo inédito! 😉

E aí, gostaram?

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis