Unlimited do Santander – Será que ainda vale a pena com a redução de parceiros internacionais para transferência de milhas?

Bom pessoal, no final do ano passado fiz um post relatando as vantagens do cartão Mastercard Black Unlimited do Santander e ele foi quase record de comentários aqui no site. Como é um assunto que interessa à todos resolvi fazer uma nova matéria mas agora focando se realmente ainda vale a pena ter este plástico.

Screen Shot 2016-01-29 at 17.17.04

O programa Santander Esfera perdeu dois parceiros internacionais de peso este ano – TAP e Delta. Restaram apenas Aeromexico, LAN e Iberia e no âmbito nacional – TAM, Azul, GOL e Avianca.

A vantagem agora (na minha opinião) ficou somente no programa da Iberia que cobra 42.500 avios/milhas (85.000 ida e volta) para ir pra Europa no trecho exclusivo  – São Paulo p/ Madrid – em vôo direto em classe executiva em baixa temporada (off-peak). Sem esquecer de mencionar os resgates de passagens para vôos curtos onde o programa também é imbatível já que a quantidade de avios é baseado na distância percorrida.

Como a variedade diminuiu, me pergunto – ainda vale a pena ter este cartão?

E meu pensamento é o seguinte – Para os períodos promocionais onde você chega a ganhar até 5 ou 6 pontos por U$ ele é a melhor escolha – ou até mesmo quando você usa a maquininha do próprio Santander onde você pontua em dobro.

Porém fora da época de ofertas o programa se equipara aos demais cartões top disponíveis no mercado – pontuando 2,2 por U$.

Não podemos deixar de mencionar que o cartão ainda oferece o Priority Pass (nível Prestige) que te dá direito à mais de 600 lounges ao redor do mundo sem precisar pagar – porém se você sempre viaja de Business e First é um benefício quase que irrelevante.

E por último para quem é correntista do Santander ainda tem a opção do Pague-Contas onde você pode pagar boletos de até 3 mil por dia – com IOF 0,38% ao mês + R$21,90 de taxa e pontuar esta transação na proporção U$1 = 1,1. (O que não vale muito a pena)

Então a minha estratégia de uso vai ser a seguinte – vou continuar usando o The Platinum Card da American Express como cartão principal quando não houve promoções do Santander – e quando ocorrer ofertas do Esfera volto à usar o cartão.

Ainda considero o TPC o melhor cartão no quesito parceiros aéreos (Iberia, British, Alitalia, Air France, Delta, KLM, Emirates, TAP, Lifemiles, Amigo, GOL, TAM, Azul e Singapore). Portanto para otimizar o uso das minhas milhas ainda prefiro usá-lo para acumular afinal os resgates pela Singapore e TAP  – são imbatíveis.

Só para exemplificar:

  • 1 viagem de ida e volta de Primeira Classe voando com a Singapore Airlines – São Paulo / Barcelona / São Paulo = 116.450 milhas KrisFlyer
  • 1 viagem de ida e volta de Executiva para os EUA (com direito à um stopover) voando com a United, Avianca, Copa ou Air Canada – 90.000 milhas TAP Victoria

Então se levar em conta as emissões que se dá para fazer com algum dos programas, o TPC sai na frente.

E aí, acham que estou no caminho certo ou alguém tem outra estratégia melhor?