Vamos falar sobre o AMEX, Membership Rewards e LIVELO!

Pessoal,

Começo pedindo desculpas. O POST é longo. É um desabafo e um relato do que eu (Ale) pretendo fazer daqui para frente com os meus pontos Membership Rewards.

Até agora, na minha opinião, os pontos do AMEX são (eram?) os mais valiosos pelos seguintes motivos:

  • Quantidade de parceiros aéreos  (Alitalia, British, Ibéria, Air France-Klm, Tap, Delta, Singapore, Emirates, Lifemiles, Multiplus, TudoAzul, Amigo e Smiles);
  • Exclusividade na transferência de alguns parceiros importantes (Singapore, LifeMiles e Emirates);
  • Ratio de transferência para os parceiros (1×1 para a maioria);
  • Acúmulo de até 2.2 pontos por USD gasto;
  • Pontos que nunca expiram.

Durante praticamente minha vinda inteira de adulto tive AMEX como cartão principal. Comecei pelo Platinum Credit e fui evoluindo até chegar no The Platinum Card.  A possibilidade de transferir para tantos programas me deixava tranquilo. Mesmo que algum deles desvalorizasse sua tabela de resgate, inflacionasse determinado trecho ou incluísse taxas absurdas de combustíveis, eu ainda teria tantas outras opções para envio dos pontos que nem me preocupava.

Essa tranquilidade tinha um preço. A mensalidade era a mais cara do mercado brasileiro: R$1.200 anuais em 3 parcelas de R$400 (sem considerar negociação). Ao mesmo tempo, encaro os pontos como moedas e cada uma tem seu valor: nesse caso, o Membership é (era) a moeda mais valiosa, o que compensava a mensalidade salgada!

Quero deixar claro que mudanças nas condições comerciais fazem parte do jogo, e claro que não fiquei feliz. Estou perdendo (pausa para respirar) – e não é pouco. Mas a minha principal crítica vai para a forma na qual a alteração foi conduzida.

Naquela triste sexta-feira, dia 19/01, a informação vazou. Apesar de diversas tentativas de contato, a assessoria da Livelo não passou nenhum comunicado formal e ao mesmo tempo os atendentes da AMEX confirmavam TUDO pelo chat. Foi confuso, desorganizado e pior: com apenas 45 DIAS de aviso prévio (da data vazada). Fiquei incrédulo. Acumulei minha vida INTEIRA pontos Membership – era a minha poupança (550 mil pontos) – e assim, do dia para a noite, a Livelo com o poder de uma caneta, desvalorizou meus “investimentos”.

Principais mudanças negativas do programa:

  • Encerramento da parceria com Singapore, Lifemiles, Emirates, Delta;
  • Alteração no ratio de transferência de 1 x 1 para 1 x 0.5 para os programas British, Iberia, AirFrance-KLM e Alitalia.

Que em termos práticos, significam:

  • Perda de emissões Star Alliance via LifeMiles e Singapore;
  • Emissões Emirates direto da fonte (única maneira de conseguir primeira e ter livre acesso à Executiva).

 

Como tenho outras formas (mais baratas) de conseguir pontos Multiplus, Smiles e Azul, praticamente só usava os pontos AMEX para transferências para os programas internacionais e, portanto, considero o item abaixo a maior perda de todas:

  • DESVALORIZAÇÃO DE 50% NO VALOR DOS MEUS PONTOS!

 

Ok. E agora o que eu (Ale) vou fazer?

Minhas próximas viagens já estão programadas, então estou transferindo no escuro (e na pressão), sem nenhum resgate previsto no curto prazo.

OBS 1: A Delta, Air France-KLM e Alitalia também são importantes, mas consigo acessar suas passagens de outras formas, mesmo que com mais pontos (por exemplo pelo Smiles);

OBS 2: A EMIRATES é ótima e só não estou enviando por que REALMENTE não me vejo viajando neles, mas apesar de cobrarem taxas de combustível, é definitivamente algo a ser considerado na escolha;

 

OPÇÕES:

Se você é um dos leitores que chegou até este parágrafo e teve uma visão mais clara das perdas, processou as informações e concordou ou discordou comigo, você é um ENTENDIDO! Acredito que vocês conseguem decidir sozinhos o rumo dos seus pontos AMEX… Agora, se as explicações acima pareceram GREGO, você tem duas opções:

1)      Ler nossos post e se tornar um entendido até dia 5/março; ou

2)      Manter seus pontos AMEX.

MANTER OS PONTOS NO AMEX ??? “Ale, vc está louco? Depois de tudo isso você vai sugerir que eu MANTENHA o cartão?”

Não, não estou louco. Deixando todo meu mimimi de lado e considerando que as condições de mercado mudaram, a migração para LIVELO também tem pontos POSITIVOS e, me arrisco a dizer, até MELHORES que no Membership antigo para quem faz o “Arroz com Feijão” dos pontos (TAP, Multiplus, Amigo, Smiles e Tudo Azul)! Inclusive eu, ALE, depois de transferir os pontos, vou MANTER MEU THE PLATINUM CARD junto à LIVELO.

 

Ahhh, mas as explicações dos pontos POSITIVOS e GANHOS na migração eu vou deixar para abordar depois… Quem sabe até lá a Livelo não entra em contato com o PASSAGEIRO DE PRIMEIRA para fazermos um guia a 4 mãos e com alguma promoção para quem MANTIVER o cartão (#FicaDica)?

Um grande abraço e mais uma vez me desculpem por um texto opinativo tão longo!

Ale – Me sigam no INSTAGRAM!