Problema com excesso de bagagem, conclusão e sorteio

Diversos 38

Por Fábio Vilela

Problema com excesso de bagagem

Antes de concluir este trip report, quero relatar a situação que ocorreu comigo na chegada no Brasil até mesmo como alerta para todos os viajantes.

Como nosso vôo de Dallas atrasou quase 2 horas pra sair, acabei perdendo minha conexão de Congonhas para Uberlândia, pois eu ainda teria que fazer a troca de aeroporto.

Pois bem, ao chegar no guichê da TAM (meu voo doméstico era TAM) em Congonhas, fui orientado a me dirigir a loja de passagens para resolver o problema. Cheguei la, expliquei o que tinha acontecido, e a atendente por um milagre, super gentil, disse que como todos meus trechos estavam em um só bilhete, e como a American Airlines que era dona do eticket, somente eles poderiam reemitir. Mas que ela iria fazer uma excessão e entrar em contato com eles pra poder fazer esta reemissão e me orientou da proxima vez ja procurar a cia aerea direta em Guarulhos quando isto acontecer. Então ela ligou pra eles na minha frente e reemitiu o bilhete pro proximo voo. Até aí tudo OK.

Quando voltei para fazer o check-in o atendente falou que eu teria que pagar excesso por todas as malas, pois meu bilhete estava emitido separado. Nessas horas, cansado de viagem, querendo ir embora pra casa, a unica coisa que me falta é paciência com funcionário BURRO! Falei que ele estava totalmente equivocado e que meu bilhete era continuação da minha viagem da China e dos EUA e que a minha franquia de bagagem teria que ser honrada até o final pois era interline e o trecho até Uberlandia não estava separado dos demais.

Ele insistiu que estava certo, pois quando a AA reemitiu o bilhete pra Uberlândia, eles o fizeram como um bilhete separado e não linkado a reserva antiga. Mostrei pra ele então o e-ticket internacional, contei que tinha perdido o voo, etc. Mesmo assim ele estava irredutível, sabe quando os funcionários de qualquer cia aérea resolvem implicar e sem motivo? Mas enfim, ele com certeza implicou com a pessoa errada. Ah, esqueci de falar, além disso, o “abençoado” disse que viajante Star Alliance Gold só pode levar 10 kgs a mais. Peguei o iPhone, abri as regras e mostrei pra ele, que ficou mais puto ainda. Além do mais ele veio me falar que TAM e AA eram de alianças separadas, quase que disse pra ele “Você quer me dar aula?” Eu tava muito p*** !

Como ele queria cobrar de qualquer jeito, falei que com ele eu não iria discutir mais, que era pra me chamar um supervisor pois eu estava 100% certo dos meus direitos. Ele relutou, até que foi chamar. Quando o supervisor chegou, eu contei tudo, mostrei os bilhetes originais, contei que a AA reeemitiu o bilhete separado porque perdi o voo, e que como todos os trechos estavam linkados (interline), a franquia de bagagem honrada é sempre a do trecho internacional. Pra minha surpresa o supervisor falou: ‘Senhor, mas é isto mesmo, qual está sendo o problema?’ Eu falei “Seu funcionário desinformado quer me cobrar o excesso de bagagem.”

Aí o funcionário pega e diz “Mas veja, o bilhete até Uberlandia está emitido separado”. O supervisor falou ” Você está errado, faz o check-in e despacha as malas deles.”

Pra mim, isto foi a GLORIA ne? Eu adoro ver funcionário metido a besta querer tirar proveito de passageiro e se dar mal. O azar dele foi que infelizmente eu não sou desinformado e sei exatamente meus direitos quando viajo. E pra irritar mais ele ainda, vi que ele etiquetou todas as malas sem a etiqueta laranja de PRIORITY. Depois que ele etiquetou as 8 malas, falei “Você pode reetiquetar, pois não colocou a etiqueta de Prioridade?” Já imaginaram a cara de B**** dele né? Não estavam nem aí, queria mesmo que  ele se F*** com os argumentos furados dele.

Eu só estou relatando isto pra vocês para que todos fiquem bem atentos quando um funcionário afirmar qualquer coisa pra vocês. Quando uma viagem é emitida com trechos domésticos  no Brasil(TAM ou GOL) no mesmo bilhete que os demais trechos internacionais, elas são OBRIGADAS a honrar a franquia de bagagem do trecho maior até seu destino final. Isto é uma regra! Agora se você comprar os bilhetes separados, você não tem direito algum! Bom, foi isto, final das contas, cheguei em UDI com todas minhas malas, e deu tudo certo.

Conclusão

Chega aqui o fim de mais um TRIP REPORT. Esta viagem apesar dos imprevistos que aconteceram foi muito bacana. Ter conhecido a Asia foi uma experiencia muito legal, e por mais longe que seja, valeu a pena.

Ter a oportunidade de ter voado no novo 77W da American Airlines pra mostrar pra vocês, foi o que compensou tudo isto.

Conhecer novas salas vips e novos aeroportos é sempre um prazer pra mim, e passar a maior parte do tempo voando, ah, isto não tem preço!

Aproveito a oportunidade para agradecer os parceiros que apoiaram esta viagem: Hilton Wangfujing, American Airlines e CatherineLu Tours.

E agora vamos começar a planejar as próximas né?

Gostaria de um feedback de vocês, a respeito das fotos, do trip report em si, se vocês gostaram, o que faltou, etc?

Sorteio

Aproveitando, pra comemorar os records que o Blog tem batido e a marca de 6.000 fãs no Facebook. vou fazer um sorteio de 4 Amenity Kit’s da Classe Executiva da American Airlines para vocês. Todos os kits são novos e estão lacrados com plástico e nunca foram usados.

american airlines business class amenity kit

Além dos produtos na foto, o kit também irá acompanhado de uma pantufa.

Para concorrer é simples, basta visitar a página do Passageiro de Primeira no Facebook, curtir e compartilhar o post da promoção e ir na aba Promoções e clicar em “Quero Participar”. O sorteio será realizado dia 29/03/13.

Boa sorte!

Publicidade
Publicidade

38 respostas para “Problema com excesso de bagagem, conclusão e sorteio”

  1. Myller Fermiano disse:

    Olá Fábio, parabéns pelo Trip Report e por todo o sucesso do Passageiro de Primeira!
    Já passei por uma situação sobre excesso nos EUA 2 anos atrás. Eu tinha emitido GIG-MCO-GIG em executiva pela TAM e comprei separadamente pelo site da AA os trechos MCO-JFK-DFW-MCO em econômica. Ná época eu não sabia das restrições de bagagem e quando saí de MCO para JFK, fui fazer o check-in no auto atendimento. Foi quando descobri que deveria pagar pelo excesso de bagagem. Peguei meu cartão de crédito e prontamente efetivei o pagamento no auto atendimento. Para minha surpresa, quando fui ao balcão etiquetar as malas, a atendente da AA, uma senhora daquelas que tem muito orgulho do trabalho que faz, me perguntou se eu havia feito algum pagamento e eu disse que sim. Ela me explicou gentilmente que, em função de eu estar em trânsito internacional, independente das regras domésticas americanas, a franquia de bagagem que eu tinha direito era do meu País (bilhete) de origem, nesse caso eram 3 malas de 32kg, e que a AA iria honrar. Ela me pediu apenas que mostrasse a ela o meu cartão de embarque de chegada nos EUA, então pediu meu cartão de crédito e estornou imediatamente as taxas que eu havia pago no auto atendimento. Foi uma sensação muito boa ser tratado por uma pessoa extremamente atenta ao seu trabalho, honestidade e simpatia.
    Em Maio próximo farei o trecho FRA- IST (A-330) IST-GRU (777) ambos em Business da Turkish Airlines você já conhece ?

    • Fábio Vilela disse:

      Myller, bom dia!
      Poxa, mas esta sra aí foi mais que uma funcionária exemplar hein?
      Raramente consigo achar funcionários educados, simpáticos e que acima de tudo saibam das informações corretamente.
      Não conheço a Business da TK não, mas em ambos os equipamentos o assento é flatbed e há um chef a bordo preparando as refeições. Você vai curtir!
      Grande abraço.

      • Myller Fermiano disse:

        Verdade Fábio, ela foi demais! Fica a dica pra quem não tiver os trechos no mesmo bilhete. Basta apresentar o cartão de embarque de chegada nos EUA e exigir a franquia de PAX em transito internacional. Pelo menos assim tem sido comigo lá nos EUA.
        Vou tentar fazer uns registros a bordo dos trechos Turkish e te encaminhar então, além de vir rezando até GRU por que o meu trecho interno pro GIG pela TAM, não está no mesmo bilhete, aí já viu o perrengue que vou passar né ! Encarar aqueles atendentes que se esforçam pra parecer educados com aquele gerundismo desnecessário ( O Sr. está entendendo, vamos estar providenciando para o senhor estar embarcando ) Aff!! Só Deus!!!

  2. Ricardo Costa disse:

    Na época que a AA ainda fazia parte do Smiles, a GOL costumava liberar o limite de bagagem mesmo com passagens compradas a parte. Era só mostrar o bilhete da AA indicando a chegada no aeroporto de origem do bilhete da GOL. Não sei se ainda existe essa prática com a Delta ou as demais parceiras.

    Hoje em dia sinto uma falta enorme da AA no Smiles. Tenho uma viagem em junho para os EUA e só consegui disponibilidade pela Delta num único dia do mês, enquanto que pelo site da AA tem disponibilidade para praticamente o mês inteiro! Sem contar que pelo Smiles, os bilhetes da classe econômica da AA eram full fare e incluíam o Prirority AAccess, além de no-show e remarcação gratuitos. Os da Delta não têm benefício nenhum.

    Isso será um grande diferencial para o TAM Fidelidade com a entrada na oneworld. No outro post você até comentou que a Star Alliance tem mais opções, só que a disponibilidade das companhias é muito mais limitada! Para essa viagem pesquisei passagens pela TAM, e estão querendo 100 mil milhas num trecho de ida econômica! E pelos parceiros só consegui também pela US Airways, num único dia, e me deixando em Charlotte (sendo que meu destino é LAX). Com a subsequente entrada da AA no programa, o Smiles se tornará praticamente inútil, ao meu ver (uma pena, já que precisa de menos milhas para os mesmos trechos).

    • Fábio Vilela disse:

      Ricardo,

      A GOL honra bilhetes da Delta mesmo emitidos em bilhetes separados.
      Realmente ninguem consegue competir com a American Airlines em relação a disponibilidade.
      Não entendi como um bilhete emitido com milhas pode ser FULL FARE ?!

      Grande abraço,

      • Ricardo Costa disse:

        Pois é, eles eram emitidos como tarifa Y (veja http://cwsi.net/aa.htm), que além de Priority AAccess e remarção gratuita, dava direito a upgrade de classe para os membros Gold e Platinum do AAdvantage! Você viajava de graça e com mais vantagens que todo mundo que pagou! hahaha

        Já a econômica da Delta vem numa classe promocional que não dá direito a nada… triste mesmo.

  3. CarlosCF disse:

    Nossa Fabio, dava rudo para ver a cara de C* do funcionário, também adoro essa sensação de desbancar gente metida a besta.

    Agora em janeiro passei por uma situação semelhante em LHR. Eu voava TP e sou Star gold, ou seja, poderia despachar até 3 malas. Quando estava fazendo o drop-off(eu iria despachar apenas 2) a funcionária resolveu implicar com minha mala de mão(uma da Samsonite que é padrão IATA e nunca me deu problema), ela pediu para que eu colocasse na caixinha medidora(acho que não caberia nem uma maleta dentro daquela caixa), obviamente não entrou e eu teria que despachá-la. Ai a Ms. Simpatia veio com uma conversa que eu deveria pagar algo em torno de 150€. Eu disse que de forma alguma pagaria aquele absurdo e entreguei meu cartão do fidelidade vermelho(para ela aquilo e nada era a mesma coisa) e ela ficou muda, eu disse que não pagaria pois tenho direito a uma mala extra. Conclusão, ela teve que chamar a supervisora para liberar a mala. Acho esse tipo de situação extremamente desagradável e não deveria acontecer, pagamos passagens caríssimas para ser mal tratados por comissários de bordo e pessoal de aeroporto?? Me polpe!!

    Adoro seus relatos! Viaje sempre e conte para nós suas experiências. O museu da AA em Dallas agorá está na minha lista de lugares a conhecer!!

    • Fábio Vilela disse:

      Carlos, eu também acho uma falta de respeito, principalmente porque acredito que esta é uma forma das cias aéreas arrancar mais dinheiro dos passageiros, pois digamos que a grande maioria que viaja não conhece seus direitos, concorda?
      Este ano vai ter muita viagem legal pela frente, espero voar em cias inéditas para poder mostrar aqui pra voces!
      O museu da AA você não vai se arrepender, vale a pena!
      Grande abraço

  4. Polido disse:

    Eu não entendi o esquema AA-TAM, explica melhor, por favor.

  5. Breno disse:

    Fabio fugindo um pouco do assunto…

    Voce tem o priority pass? é bom? vale a pena?

    • Fábio Vilela disse:

      Breno,
      Pra compensar o Priority Pass tem que ser no nivel Prestige que custa U$399 anuais e com entradas gratuitas nos lounges.
      Como os lounges costumam cobrar cerca de U$50 por entrada, se você viajar 8 vezes no ano já consegue cobrir este custo.
      Só que a diferença é que atualmente os lounges estão com os serviços muito escassos em relação a alimentação por ex. Não acho que compensa só para ficar mais confortável e ter wi-fi de graça.
      Na minha opinião não vale a pena.

      • Vinicius disse:

        O cartão master Black do santander dá “gratuitamente” o Priority Pass. Recebi o meu semana passada e vou fazer alguns testes mes que vem (Gru, JFK, ERW, DTW e Atlanta), mas tb acho que não vale muito a compra. Ao menos para mim. Pelo que vi no site tb algumas salas são bem ruins e acaba valendo mais a pena usar a da propria cia. Mas como foi “grátis” não dá para reclamar.

        • Fábio Vilela disse:

          Vinicius tive este cartão do Santander até Outubro, mas como era impossível negociar anuidade e eu nunca usava o Priority Pass já que sempre tenho acesso as salas normalmente, não vi vantagem no cartão.
          Com a diminuição do limite de pagamento de boleto, daí desisti de vez.
          Depois conta pra gente sua experiências.
          Grande abraço.

    • Luiz De Freitas disse:

      .Breno: use e abuse do do pagto de boletos com o masterblack … 3 mil/dia nele + 3 mil/ dia no seu visa santander … custo 32 reais … ganho de 3 mil pontos no black + 2250 pontos no visa elite totalizando 5250 milhas … custo de 0.3 cpm! … muito, muito mais barato do q comprar milhas das cias aereas … se ainda vc computar a anuidade e a taxa de manutenc,ao da conta msms assim sai menos do q 1.0 cpm (centavos de dolar por milha, a moeda de referencia para comparar custo de milhas) … bom proveito!

    • Breno disse:

      Fabio qual cartão voce usa pra acumular milhas. Fiz todo tipo de conta e atualmente uso o Amex Platinum Turbinado e o credicard exclusive platinum tambem turbinado. Ainda acho que vale a pena pagar os 4% da fatura para ganhar os 4 pontos! O que acha?

  6. Luiz De Freitas disse:

    …. ha uns 7 anos cheguei em auckland, nova zelandia pela qantas desde melbourne com 2 malas pesando acima da allowance do meu bilhete. Ja tinha viajado nessa situac,ao de excesso desde LHR com parada de 6 nights em hong kong e dp ateh brisbane, sydney, melbourne sem qq problema. Apos um tour de carro pela ilha sul da NZ fui embarcar de volta para LHR via SYdney e Bagkok com as mesmas malas, acho q somente com 1 kg a mais, e ai encresparam e tive q pagar 800 dolares de excesso ou perderia os voos e seria um transtorno incrivel … tive q pagar e dp larguei mao para nao me aborrecer ainda mais … argumentei mostrando os tickets com os pesos anteriores das malas mas tive o azar de pegar tb um burro e nao havia tempo de aprontar uma briga danada pois havia uma fila enorme atras de mim reclamando e bufando …

  7. Alice disse:

    O que faltou no Trip Report? Nem consigo imaginar, uma vez que ele já vem cheio de detalhes objetivos e observações subjetivas. Só posso dar-lhe os parabéns, Fabio! Agradeço mais uma vez por vc ter me mostrado novos horizontes na maneira de voar. Hj faço plano de viagem baseado não só nos fins (itinerários) mas tb nos meios (aeronaves). Hehehehehe

  8. Passei o mesmo aperto final do ano com a LAN/TAM. Emiti passagem para santiago no site da TAM, e os trechos GRU X SCL e SCL x GRU eram operados pela LAN. Quando fui fazer o check in em Santiago para voltar, eu e meu amigo, a despachante etiquetou as bagagens, minha e do meu amigo que foi comigo, recusou-se a colocar uma etiqueta de frágil (acho que ia matá-la) e colocou na esteira, e aí informou que teria que pagar excesso de bagagem. Só que a minha bagagem tinha peso a menos e a do meu amigo peso a mais, e ela só informou quando já tinha colocado na esteira e ido as bagagens. Fiquei tão furioso, paguei tipo R$120 (foi 500 reais o bilhete) só de excesso e mesmo eu tendo enviado para o Fale com o Presidente da TAM e reclamado no reclameaqui e no twitter da TAM se recusaram a admitir a falha da funcionária.

    Eu faço de tudo para não viajar TAM e dou sempre preferência à GOL, devido a essas atitudes da TAM.

  9. Vinicius disse:

    Fábio, tu é o cara !!!!! O report foi perfeito, teve até suspense e acredito que todos passaram a semana atualizando a pagina só esperando o gran finale com o voo no 77W. As fotos estavam ótimas, mas o melhor sempre é tua opinião e os detalhes relatados. Parabéns pelo blog que ja indiquei para toda a familia. Hj tu és assunto no churrasco todo o domingo 🙂

    • Fábio Vilela disse:

      Vinicius,
      Muito obrigado pelas palavras, pela recomendação aos familiares e por ser leitor assíduo do Passageiro de Primeira.
      Eu que sempre tenho que agradecer a todos vocês pela confiança depositada em mim e no trabalho que faço.
      Fique ligado porque este ano vai acontecer várias viagens legais!
      Grande abraço!

Deixe uma resposta

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Tudo sobre Programas de Fidelidade
As melhores avaliações de cabines de Primeira Classe e Classe Executiva do mundo
Luxuosas suítes de hotéis