fbpx

A superlotação das salas vip’s no aeroporto de Congonhas

Diversos

Por Fábio Vilela

Faz tempo que eu queria trazer fazer este post pra poder discutir aqui no PP: vocês tem notado ultimamente uma superlotação nas salas vip’s de Congonhas?

Eu que faço a rota Uberlândia-SP-Uberlândia quase toda semana pra ir trabalhar, tenho percebido que está cada vez mais difícil achar um lugar de sentar nos 2 lounges disponíveis no aeroporto: Bradesco Cartões Lounge e o Advantage VIP Lounge.

Das últimas vezes que passei por lá, entrei, apenas peguei um sanduíche (porque eu tô sempre com fome, rs) uma bebida e fui esperar o voo no saguão pois não tinha lugar disponível de ficar.

Destaque para a legenda do sanduba!

E vale lembrar que quando você resolve aguardar um poltrona vagar, tem que ser rápido pois é igual a dança das cadeiras – alguém levantou você corre e senta, rs.

Em se tratando especificamente do Bradesco Cartões Lounge acredito que a facilidade de conseguir os cartões de alta renda contribuiu muito para este aumento expressivo de clientes no lounge.

Eu particularmente quero é que todo mundo tenha acesso às salas e desfrutem dos benefícios inclusive aqui no PP a gente sempre ensina vocês à aproveitarem das melhores vantagens ao viajar. Mas em contrapartida esta emissão desenfreada de cartões premium prejudica e MUITO a qualidade do serviço oferecido – principalmente nas Salas VIP’s.

Penso que uma maneira desafogar esta movimentação intensa seria dividir os cartões por sala: portadores ELO teriam acesso somente à sala Advantage (já que a própria sala já leva o nome da bandeira) enquanto portadores do The Platinum Card da Amex e Visa Aeternum à sala do Bradesco – talvez isto amenizaria a super lotação ainda mais levando em conta que cada portadores ainda pode levar convidados.

Muita gente questiona o fato do cartão Gold Card da American Express ainda dar acesso ao lounge já que fora do Brasil somente o Platinum Card garante acesso à salas conveniadas.

Uma possível maneira de melhorar a superlotação da sala seria também começar a restringir o número de acessos em horários de pico – a partir do momento que a sala atingir a lotação “X”, ninguém mais entra – até outra pessoa sair – isto já acontece nos EUA.

E por último – uma outra “saída”, seria retirar o numero de convidados – permitindo a entrada somente do portador do cartão – o que já acontece para o TPC em salas da Delta nos EUA.

Bom, esta movimentação intensa nas salas de Congonhas acabam prejudicando não só a qualidade do serviço mas também a tranquilidade do ambiente e o lugar que era para ser um espaço de descanso, acaba por perder sua real função, concordam?

Sei que o aeroporto tem um espaço SUPER limitado de espaço para ampliação ou abertura de novos lounges, então pra ser bem sincero não vejo nenhuma solução, rs.

Qual a opinião de vocês? Alguma sugestão do que vocês acham que poderia ser feito?

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliações de voos, salas vips, hotéis, cartões de crédito e promoções.