fbpx

Accor amplia a sua presença na América do Sul e planeja inaugurar 30 hotéis em 2021

Notícias

Por Dymitri Leão

Em coletiva de imprensa realizada de forma online hoje, pude acompanhar a divulgação dos resultados de 2020 da Accor América do Sul, além das perspectivas da empresa para 2021. Estavam presentes na coletiva 3 executivos-chave da Accor América do Sul: o CEO (Chief Executive Officer) Thomas Dubaere, responsável pelo comando da empresa, o CCO (Chief Commercial Officer) André Sena Keresztes, responsável pelo marketing e pela área digital da empresa, e também o SVP (Senior Vice President) Abel Castro Júnior, vice-presidente sênior de desenvolvimento e novos negócios.

Na foto acima, da esquerda para a direita estão o André Sena Keresztes, o Thomas Dubaere e o Abel Castro Júnior. A coletiva de imprensa foi muito produtiva. Abaixo irei comentar sobre os principais pontos abordados, e adianto: vem muito coisa boa por ai! Confiram.


Crise sem precedentes em 2020

Todos sabemos que a COVID-19 teve impactos drásticos sobre a economia não apenas da América do Sul, mas mundial. Sem dúvidas, o setor do turismo foi um dos mais impactados, pois houve o fechamento de diversas fronteiras, bem como a imposição de medidas restritivas duras em praticamente todos os países.

Segundo o estudo apresentado pela Accor durante a coletiva de imprensa, apenas 2% dos países não impuseram restrições, e a China foi o único país que apresentou crescimento do PIB em 2020. Inclusive, apesar de não ser o foco da coletiva, foi informado que o case de negócios da Accor na China é diferenciado, como um crescimento expressivo e que vem impulsionando os resultados de toda a empresa.

Foi exibido um estudo que apontou uma queda de 9,1% no PIB consolidado do Brasil, Argentina, Peru, Chile e Colômbia. Para esse mesmo grupo de países, esse estudo aponta uma previsão de crescimento de 4,7% do PIB em 2021, o que seria um indicativo de que a economia desses países retomaria o crescimento interrompido pela COVID-19.

Executivos da Accor durante a coletiva de imprensa na sua sede em São Paulo

Sendo um dos maiores grupos hoteleiros do mundo, a Accor experimentou uma queda bastante acentuada nas suas receitas em 2020. A receita consolidada do grupo em 2020, a níveis globais, foi de 1 bilhão e 621 milhões de euros, o que representa uma redução de 54,8% em comparação com o ano de 2019. Especificamente na América do Sul, a receita em 2020 foi de 76 milhões de euros, caracterizando uma queda de 58% em relação a 2019.

Além disso, o RevPar, indicador que mede quanto se ganha por quarto, apresentou uma queda expressiva de 62% em 2020, quando comparado ao RevPar de 2019. Na América do Sul, a taxa de ocupação dos hotéis da Accor foi de apenas 23%, sendo o principal motivo para a redução do RevPar, que é calculado dividindo-se a receita total dos quartos de um hotel pelo número de quartos e pelo número de dias no período de medição desse indicador.


Resiliência e atitudes para superar o momento adverso

De acordo com o comunicado global divulgado no dia 24 de fevereiro de 2021, a Accor demonstrou resiliência e adaptabilidade em relação aos desafios do ano anterior, sem precedentes na história do turismo. Os números da rede Accor demonstram sinais de recuperação desde o último trimestre na América do Sul, Ásia, Oriente Médio e África.

Thomas Dubaere, CEO da Accor América do Sul, chegou ao continente em outubro de 2020, em meio a todo o impacto negativo da COVID-19 no setor de turismo, portanto. Apesar do complicado cenário que encontrou, em que alguns hotéis tiveram suas ocupações chegando literalmente a zero (surreal!) no início da pandemia, ele reestruturou os negócios da rede e mencionou que a palavra chave para a retomada do crescimento é “resiliência”, definida como a capacidade de se recobrar facilmente ou se adaptar à má sorte ou às mudanças.

Thomas Dubaere, CEO da Accor América do Sul


Segundo declarou Thomas Dubaere, “Apesar de números que nos colocam em patamares abaixo dos anos recentes, já tínhamos essa visão de que fecharíamos o ano em queda. Porém, trazemos também notícias boas como aberturas e o lançamento de novos serviços“.

Foi mencionada também a criação do selo ALLSAFE, presente hoje em todos os hotéis da Accor abertos ao público. De todo o portfolio da Accor, 92% dos hotéis estão abertos, enquanto os 8% restantes estão em reformas ou se adequando ao selo ALLSAFE. Segundo Thomas, a criação desse selo foi fundamental para buscar garantir a segurança dos hóspedes e colaboradores, além de ser um anseio dos clientes que medidas mais rigorosas de higiene fossem implementadas, para a retomada gradual e segura do setor hoteleiro. No próximo tópico, comentaremos mais a respeito do selo ALLSAFE.

O CCO da Accor América do Sul, André Sena Keresztes, mencionou que um dos pilares fundamentais para a manutenção de receita na Accor América do Sul em 2020 foi o seu programa de fidelidade Accor Live Limitless – ALL. Segundo ele, inclusive, o ano de 2020 teve um record de transferências de pontos e milhas de programas de fidelidade parceiros para o ALL. Além disso, mais de 50% dos hóspedes em 2020 são membros do ALL. Impressionante, não acha? Eu particularmente sou fã do ALL e vejo com bastante entusiasmo como a Accor cuida com bastante atenção do seu programa de fidelidade.

Por enxergar a força e a importância do ALL no modelo de negócios da Accor, André mencionou que agora todas as marcas do portfolio da Accor fazem parte do ALL. Notadamente, a marca ibis budget não fazia parte do ALL, mas isso mudou, conforme havíamos anunciado nesse post. De forma gradual, essa marca está sendo incorporada ao ALL, o que considero como um ponto extremamente positivo da Accor.

O ALL – Accor Live Limitless é muito importante para a nossa estratégia e em 2021 não será diferente. Continuaremos inovando o nosso programa e oferecendo cada vez mais benefícios aos nossos associados, com parcerias, hospitalidade estendida, ofertas em A&B e em soluções de trabalho, com o WOJO, por exemplo. Continuaremos nos apoiando muito nas agências e agentes de viagens também“, declarou André Sena.

Além da integração do ibis budget ao ALL, foram temas de destaque na coletiva de imprensa a extensão da validade das noites acumuladas no ALL durante o 2º semestre de 2020, além da flexibilidade de cancelamento das reservas, mesmo em tarifas promocionais como as da Black Friday. Noticiamos essas mudanças positivas da Accor nesses posts:

Segundo André, inclusive está em discussão na Accor como serão encaradas essas políticas de flexibilidade das reservas após 2021, uma vez que, segundo ele, isso já virou uma expectativa dos clientes.

André Sena Keresztes, CCO da Accor América do Sul

Accor América do Sul


O selo ALLSAFE

ALLSAFE é um selo desenvolvido pela Accor, que visa oferecer aos hóspedes os mais altos padrões de limpeza e higiene em tempos de pandemia. Esses padrões foram desenvolvidos e avaliados pela Bureau Veritas, líder mundial em testes operacionais, inspeções e certificações. Para receber a certificação ALLSAFE, os hotéis devem cumprir mais de 100 protocolos no total.

Accor América do Sul

Alguns desses protocolos de prevenção e saúde incluem um programa de limpeza reforçado com desinfecção frequente de todas as superfícies, como elevadores e banheiros públicos; limpeza profunda no quarto dos hóspedes com produtos e materiais de limpeza de nível hospitalar, incluindo estofados e carpetes; e limpeza das roupas de cama a altas temperaturas.


Hotéis da Accor inaugurados na América do Sul em 2020

Mesmo com todo o impacto da COVID-19, que acertou em cheio o setor de turismo mundial, levando as ocupações das redes hoteleiras para níveis mínimos, a Accor conseguiu se expandir no ano de 2020, inaugurando 14 novos hotéis na América do Sul, sendo a maioria deles no Brasil. Isso é um forte indicativo de que o caixa da empresa segue sólido e que a América do Sul, sobretudo o Brasil, segue sendo um importante mercado para a Accor.

Abaixo, listamos todos os 14 hotéis inaugurados pela Accor em 2020.

Brasil

Colômbia

Peru

Bolívia

Argentina


Expansões previstas no portfolio da Accor na América do Sul

Ainda em 2021, o objetivo da Accor América do Sul é ampliar a quantida de hotéis operados sob o modelo de franquias, além de focar nas categorias de luxo e lifestyle. Abel Castro Júnior, vice-presidente sênior de desenvolvimento e novos negócios da Accor América do Sul pontuou o seguinte: “Lançamos o plano de expansão 42k24 para a América do Sul, com o objetivo de chegar a 42 mil quartos de hotéis franqueados até 2024 na região, e acreditamos muito na expansão da nossa rede com essa estratégia“.

Para ilustrar a importância das franquias no modelo de negócio da Accor na América do Sul, foi dito que atualmente dos 393 hotéis da Accor no continente, 170 são franquias. “Na América do Sul, mais de 70% dos hotéis hoje ainda são independentes. Por isso, existe um mercado enorme, com potencial muito grande para conversões e acreditamos que 2021 será o ano das franquias no Turismo“, completou Abel Castro Júnior.

By Mercure

Buscando aproveitar essas possibilidades de conversão de hotéis independentes, em 2021 a Accor anunciou a chegada do primeiro hotel “By Mercure” na América do Sul, que será também o primeiro do mundo. E o que é a “By Mercure”? Trata-se de uma marca inovadora, projetada para converter hotéis de qualidade e médio porte para comporem a família Mercure. O Thermas de Olímpia Resorts By Mercure, no estado de São Paulo, será o primeiro hotel do mundo a receber a designação “By Mercure”. Isso prova, mais uma vez, a importância da América do Sul, sobretudo do Brasil, no modelo de negócios global da Accor.

Ainda segundo Abel Castro, os planos da Accor América do Sul são bastante ambiciosos, uma vez que a empresa quer realizar um número record de conversões de hotéis independentes entre 5 até 10 anos no máximo.

Lançamento de produtos inovadores

Outra novidade muito interessante para o ano de 2021 foi o anúncio do ibis Styles Maragogi. Esse hotel, localizado em uma das regiões turísticas mais cobiçadas do nordeste brasileiro, será o primeiro resort da marca ibis Styles e está previsto para iniciar as suas atividades em 2024. Excelente notícia, mais uma vez!

Os segmentos midscale e econômico também apresentarão novidades, com a previsão de 24 inaugurações de hotéis, sendo três conversões de hotéis para se adequarem ao portfolio da Accor. Além disso, foram anunciadas duas reaberturas de hotéis remodelados:

  • Mercure Rio de Janeiro Copacabana;
  • Novotel Salvador.

Segundo Olivier Hick, COO das marcas midscale e econômicas da Accor no Brasil, “Temos boas perspectivas com as novidades deste ano. Estamos chegando a cidades que ainda não tinham hotéis com padrão internacional, porém que têm bastante potencial turístico“.

Durante o ano de 2020, o lançamento de novos produtos foi uma tentativa da Accor de se adequar às novas demandas dos seus clientes. O Room Office, o Long Stay e o Dark Kitchen no Brasil foram novidades importantes. O Room Office, inclusive, teve mais de 1.200 diárias vendidas, e hoje faz parte do WOJO, marca lançada no Brasil no início deste ano e que noticiamos nesse post.

Os hotéis da Accor no Brasil passaram então a oferecer três serviços: WOJO Spot, Salas Privativas by WOJO e o Room Office by WOJO. “Nosso objetivo é lançar o produto WOJO Spot em 100 hotéis até o final de 2021 e, até 2022, termos quase 100% dos hotéis da Accor no país com esse produto em funcionamento”, apontou Olivier Hick.

Faena e demais marcas lifestyle de luxo

Como vocês já puderam perceber, a Accor está bastante ativa no quesito aquisições, conversões, franquias….Em 2021, uma das maiores novidades não só para a América do Sul, mas para a Accor a nível global, é o anúncio da parceria com o Faena, presente em Buenos Aires e Miami. Essa é uma das marcas com maior impacto mundial na indústria hoteleira e no segmento de lifestyle de luxo. A parceria entre Accor e Faena pretende expandir a marca para destinos estratégicos em todo o mundo.

Além do Faena, as marcas já tradicionais de luxo e lifestyle da Accor continuam se expandindo na América do Sul, com 6 inaugurações previstas para 2021, sendo uma delas uma conversão. Também estão passando por uma reforma hotéis importantes destes segmentos, como os seguintes hoteis:

  • Grand Mercure Recife;
  • Grand Mercure Copacabana;
  • Pullman Vitacura em Santiago do Chile.

Com todos esses movimentos nos últimos anos, nosso objetivo é transformar nossas marcas em líderes indiscutíveis no segmento de luxo e lifestyle, tornando-as provedoras de experiências inesquecíveis“, comentou Philippe Trapp, COO das marcas luxo e lifestyle da Accor na América do Sul.

Novos hotéis da Accor na América do Sul, com inauguração prevista para 2021

Finalizando as excelentes novidades da Accor para 2021, foi informado na coletiva de imprensa que estão previstas 30 inaugurações de hotéis na América do Sul, com destaque para os seguintes hotéis:

Argentina

  • SLS Puerto Madero.

Colômbia

  • Sofitel Baru.

Uruguai

  • MGallery Montevidéu.

Peru

  • Pullman Miraflores.

Bolívia

  • Novotel Santa Cruz de la Sierra;
  • ibis Santa Cruz de la Sierra.

Brasil

  • Sofitel Ipanema;
  • Novotel São Paulo Jardins;
  • Novotel Lençóis Paulista;
  • JO&JOE Largo do Boticário;
  • Novotel BH Savassi;
  • ibis budget BH Savassi;
  • MGallery Pipa.

O combo entre Novotel e ibis budget em Belo Horizonte trará ainda mais presença da Accor na capital mineira, que já conta com 4 hotéis da rede Mercure, 3 hotéis da marca ibis e 2 hotéis da marca ibis budget. Foi divulgada uma foto do Novotel BH Savassi e eu fiquei com vontade de conhecê-lo em breve. 🙂

Quarto do Novotel BH Savassi

Accor América do Sul

De toda a lista de hotéis acima, sem dúvida alguma um dos hotéis mais aguardados pelos fãs da Accor, assim como eu, é o MGallery de Pipa, no Rio Grande do Norte. Hoje foi divulgada uma foto do projeto do hotel e a minha primeira reação foi: WOW! Eu quero muito me hospedar nesse quarto do MGallery de Pipa! Que seja inaugurado logo. 😉

Perspectiva da piscina privativa em um dos quartos do MGallery Pipa, no Rio Grande do Norte

Accor América do Sul


Comentário

Realmente, pude notar como a Accor está investindo pesado no Brasil e na América do Sul, o que me deixa bastante satisfeito por ser um cliente do ALL. Com essas expansões, os pontos do ALL vão se tornando cada vez mais versáteis, com um maior leque de opções para o seu uso.

As novidades não param de acontecer a todo momento na Accor, e é incrível ver que com 393 hotéis na América do Sul atualmente, a rede já possui outros 97 no seu pipeline, sendo 30 a serem inaugurados já em 2021. Isso representa um crescimento de 24,68 % na quantidade de hotéis da rede Accor na América do Sul, o que é sensacional!

Eu achei particularmente interessante o posicionamento da Accor para enfrentar a crise no setor hoteleiro, sobretudo por terem afirmado categoricamente que um dos pilares que sustentou a Accor América do Sul em 2020 foi justamente o seu programa de fidelidade Accor Live Limitless – ALL.

Você já é membro do ALL? O que você acha das novidades apresentadas pela Accor? Utilize a seção de comentários abaixo e deixe a sua opinião.

Para conhecer mais sobre o programa de fidelidade da Accor, o Accor Live Limitless, sugerimos a leitura desses posts:

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

10 anos! O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.