fbpx

Aeroporto de Doha agora permite que itens eletrônicos permaneçam na bagagem durante inspeção de segurança

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

O Aeroporto Internacional de Doha – Hamad (HIA) instalou a mais recente tecnologia de triagem de segurança, uma solução avançada que permite detectar facilmente materiais explosivos mantidos em itens e estruturas complexas. Essa nova tecnologia permite que os passageiros tenham a liberdade de manter dispositivos eletrônicos, como laptops, tablets, câmeras digitais, etc nas malas de mão, enquanto passam por inspeções de segurança.

A nova tecnologia C2 será implementada inicialmente em todos os pontos de triagem, após a reabertura gradual dos portões de transferência. Isso aumentará significativamente a segurança do aeroporto, acelerando o processo de inspeção e aumentando a produtividade. A aplicação deste sistema permitirá à HIA alcançar um padrão mais alto e reconhecido internacionalmente em sistemas de detecção de explosivos.

“O processo de segurança no HIA está melhorando continuamente com a introdução de tecnologias de ponta. Nosso objetivo é tornar a viagem mais segura, dada a atual pandemia do COVID-19. Durante esses tempos difíceis, nossa prioridade continua sendo proteger os passageiros e preservar a segurança. Com a implementação da tecnologia C2, podemos realizar um protocolo mais eficiente que atenda a todas as preocupações dos passageiros. Nossa estratégia centrada no passageiro nos ajuda a continuar nossos investimentos nessa direção, desenvolvendo soluções que são do melhor interesse de nosso pessoal”, disse Saeed Yousef Al-Sulaiti, vice-presidente de segurança do Aeroporto Internacional de Hamad.


Sobre a nova tecnologia

O padrão de detecção ECAC C2 pode identificar materiais de ameaça nas bagagens, incluindo dispositivos eletrônicos que tiveram que ser separados anteriormente. Depois que a bolsa é colocada no raio-X para a triagem, ela pode voltar ao passageiro sem mais paradas para nova triagem ou inspeções físicas. O sistema também é uma medida preventiva ao COVID-19, que evita o toque entre os funcionários e as malas dos passageiros.

Além disso, a aplicação desta tecnologia aumentará a capacidade de atendimento aos passageiros, reduzindo o tempo de espera nos pontos de segurança. Isso permite que o aeroporto de Doha forneça uma viagem tranquila, rápida e segura a todos que passam por lá.


Medidas futuras

A gerência do aeroporto está analisando a perspectiva de implementar scanners corporais, para fornecer melhores resultados de segurança, facilitando todos os procedimentos de busca corporal. Essa tecnologia será útil a evitar o COVID-19, pois ajuda a reduzir o contato durante as buscas no corpo. O aeroporto internacional do Catar também está explorando a introdução de uma combinação de bandejas antibacterianas nos pontos de verificação e módulos emissores de UV automatizados que desinfetam automaticamente as bandejas que os passageiros tocam para proteger ainda mais a saúde e a segurança de todos os passageiros do local.


A medida além de ser mais segura e servir como modo de prevenção a COVID-19, ainda agiliza o processo de inspeção dentro do aeroporto – tornando o processo mais rápido tanto para os passageiros, quanto aos funcionário do local. Torcemos para que essa tecnologia chegue a mais aeroportos do mundo, para fornecer uma triagem mais rápida e eficaz, sem precisar ficar desmontando a bagagem de mão para isso.

O que achou da novidade?

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.