fbpx

American Airlines e Boeing fecham acordo de compensação pelo 737 MAX

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

A American Airlines divulgou hoje que chegou a um acordo confidencial com a fabricante Boeing para uma compensação sobre os danos financeiros causados devido ao “groundeamento” do Boeing 737 MAX.

Veja abaixo a nota emitida pela companhia:

A American Airlines compartilhou hoje com seus funcionários que a empresa chegou a um acordo confidencial com a Boeing sobre uma compensação por danos financeiros incorridos em 2019 devido ao groundeamento das aeronaves 737 MAX da companhia.

“Apesar dos desafios constantes que o groundeamento trouxe, os funcionários da American Airlines continuam fazendo um trabalho incrível visando cuidar de nossos clientes”, disse o presidente e CEO da American, Doug Parker. “Nossa capacidade como companhia aérea de enfrentar esses tempos sem precedentes é graças à nossa equipe fenomenal, e era importante para nós que chegássemos a um acordo antes do final do ano. Em nome do Conselho de Administração, estamos orgulhosos de incluir essa remuneração em nosso programa de participação nos lucros de 2019, mesmo que a remuneração seja recebida por vários anos. ”

Dada a redução projetada no lucro operacional anual para 2019 como resultado do groundeamento do MAX, o Conselho de Administração da American autorizou uma parte do acordo a ser devolvido aos funcionários da American Airlines por meio do programa de participação nos lucros da empresa em 2019. O prêmio de participação nos lucros é baseado na estimativa da empresa de danos financeiros projetados para o ano de 2019 devido ao groundeamento do MAX. Um acréscimo adicional de mais de US$ 30 milhões será feito ao programa de participação nos lucros da companhia aérea em 2019, que deve ser distribuído aos funcionários da American em março de 2020. Informações adicionais serão compartilhadas na ocasião. O valor incremental em dólar está de acordo com o plano de participação nos lucros da empresa.

No momento, a American não espera nenhum impacto financeiro relevante a ser realizado nos lucros do quarto trimestre de 2019. A empresa prevê contabilizar substancialmente toda essa compensação através de uma redução de custos das aeronaves MAX groundeadas e em determinadas entregas futuras do MAX. A American continuará suas conversas com a Boeing em relação à compensação por danos relacionados ao groundeamento do MAX além de 2019, e qualquer compensação futura será compartilhada da mesma forma com os funcionários da companhia“.


Conforme planejado, a American Airlines vai distribuir parte do valor da compensação com seus funcionários. Como o acordo foi dado como confidencial, não é possível ter a certeza de qual o valor pago pela Boeing à American Airlines.

Enquanto isso, ambas as empresas esperam pela permissão das agências para poder voltar a operar este modelo. Lembrando que a American Airlines possui 24 737 MAX groundeados.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliações de voos, salas vips, hotéis, cartões de crédito e promoções.