fbpx

Análise completa do programa Membership Rewards do Santander American Express

Notícias

Por Raimundo Junior

Nessa matéria, vamos mostrar com mais detalhes, o que oferece o novo Membership Rewards dos cartões de crédito Santander American Express, analisando as taxas de transferência e algumas boas oportunidades de resgates em cada um dos parceiros que integram o programa até o momento (esperamos que venham muitos outros mais).

priority pass amex santander

☞ pular para…


O Membership Rewards dos Cartões Santander American Express

Já de algum tempo, especulava-se que o Santander passaria a emitir os Cartões American Express para o mercado brasileiro, que até então tinha contrato de exclusividade com o Bradesco.

Desde o princípio dos rumores, as dúvidas e questionamentos centravam-se sobre o retorno dos parceiros do Membership Rewards ao mercado nacional, ou se o cartão se limitaria a gerar Pontos Esfera, nos moldes implantados pelo Bradesco a partir de 2018, quando os cartões AMEX administrados pelo banco, passaram a pontuar exclusivamente no programa Livelo, que é uma joint-venture entre Bradesco e Banco do Brasil.

Dos primeiros anúncios oficiais, conseguiu-se inferir que os AMEX do Santander, em alguma medida, trariam algo de novo ao mercado brasileiro de milhas e pontos, carente de mais parceiros internacionais, desde a “extinção” do verdadeiro Membership Rewards do Bradesco, em 2018.

A questão era saber quais parceiros seriam incorporados, bem como as respectivas taxas de transferência que seriam utilizadas.

Finalmente feita a apresentação oficial do portifólio de cartões American Express do Santander, foi tempo de conhecer, efetivamente, quais os parceiros seriam disponibilizados no seu MR, com as respectivas taxas de transferência.

Começo por dizer que esperava que o banco trouxesse mais parceiros de peso, a exemplo do Emirates Skywards, Singapore Airlines KrisFlyer e Avianca LifeMiles.

Aliás, acaso o MR venha um dia a incorporar tais parceiros, os AMEX Santander se posicionariam entre os melhores cartões de crédito do mercado nacional (seriam os melhores, na opinião desse editor).

No lançamento, viu-se que as expectativas mais otimistas não foram atendidas, já que o programa começou com apenas três parceiros novos. Dois ligados a hospedagem – Hilton Honors e Marriott Bonvoy – e apenas um parceiro aéreo, o Delta SkyMiles.

A boa notícia é que, recentemente, foi adicionado mais um parceiro aéreo, o Flying Blue, da Air France/KLM.

Além de considerarmos esse o melhor parceiro aéreo até o momento, isso reacende as esperanças dos que, como eu, alimentam expectativas elevadas com o cartão, de que venha a incorporar outros parceiros de peso, como Emirates Skywards, Avianca LifeMiles e United MileagePlus.

Essas adições seriam espetaculares, não apenas pela qualidade dos programas, mas porque deixariam o portfolio dos Cartões Santander incrivelmente completo:

  • Parceiros Nacionais: TudoAzul, LATAM Pass e Smiles (Cartões Esfera)
  • Parceiros oneworld – Iberia Plus (Cartões Esfera) e AAdvantage (Cartões AAdvantage);
  • Parceiros SkyTeam – Delta SkyMiles e Flying Blue (Cartões Amex);
  • Parceiros Star Alliance – LifeMiles e MileagePlus (Cartões Amex)*;
  • Parceiro independente (voando para o Brasil) – Emirates Skywards (Cartões Amex)*.

* Sugestões para tornar o Membership Rewards do Amex Santander, o melhor programa de pontos do Brasil.

Apesar de acreditar que há espaço para o MR continuar evoluindo e adicionando novos parceiros, como os acima sugeridos, vamos focar na análise dos programas que já constam do Membership Rewards, atualmente.


Visão Geral dos Parceiros

Antes de começarmos com uma análise detalhada, vamos trazer uma visão geral de cada programa disponível atualmente no Membership Rewards dos cartões Santander American Express.

Hilton Honors

O Hilton Honors dá acesso ao enorme portfolio de hotéis da rede Hilton, com um incrível acervo de mais de um milhão de quartos oferecidos mundo afora.

Apesar de dar acesso a essa infinidade de opções de hospedagem, as consequências da extinção da tabela de resgates, no início de 2017, começaram a ser sentidas com mais força nos últimos anos. Apesar da promessa inicial de que os resgates não ultrapassariam as máximas das “cotações” previstas nas tabelas extintas, cuja maior pontuação era de 95.000 pontos, hoje não é raro encontrar, a cobrança de mais de um milhão de pontos para uma única noite de hospedagem, em alguns hotéis do topo da escala de luxo da rede.

Apesar disso, com paciência e flexibilidade, ainda há alguns resgates que podem ser considerados vantajosos, a depender do perfil do cliente.

Não podemos esquecer, também, um fator que pesa positivamente em prol da reserva com pontos, que é o fato dessas não sofrerem incidência das pesadas taxas que são cobradas nas reservas pagantes. Some-se a isso a concessão da quinta noite grátis na modalidade de reserva com pontos para quem tem status no programa. Com isso, pra quem tem interesse e disponibilidade de passar cinco diárias no mesmo hotel, terá um desconto real de 20% em pontos, já que precisará pagar apenas pela reserva de quatro diárias.

Ademais, os clientes do Cartão American Express The Platinum Card, têm direito a pedir um upgrade para a categoria Gold, status que vale pelo tempo em que mantiverem o cartão ativo. Com isso, já terão garantido o café da manhã gratuito, o que é um benefício valioso.

Marriott Bonvoy

marriott gold santander amex

O Marriot Bonvoy dá acesso a uma variada gama de hotéis, de categoria simples até alto luxo, com alguns resgates muito vantajosos com pontos, ao menos enquanto não implanta os resgates dinâmicos. Por hora, o programa tem uma tabela muito razoável, com algumas oportunidades de resgates que representam um grande diferencial em relação ao valor pagante.

Infelizmente, com o fim da tabela fixa, estruturada conforme a categoria dos hotéis, algo já anunciado para o próximo mês de março de 2022, não será surpresa se seguir os passos do Hilton Honors e começar a cobrar valores muito mais elevados, dada a precificação dinâmica.

Vale lembrar também que os portadores do Cartão American Express The Platinum Card Santander, também poderão gozar do upgrade para o status Gold Elite, conforme postamos aqui no PP essa semana. Embora não dê direito ao café da manhã, como no Hilton Honors, traz aguns bons benefícios, como acúmulo majorado de pontos em hospedagem, late check-out, brinde de boas-vindas e upgrade de quarto, o que pode ser um benefício bastante valioso.

Delta SkyMiles

Apesar do Delta SkyMiles ser um programa que detém diversos prêmios de melhor programa de fidelidade do mercado americano, passou a ser duramente criticado a partir do início de 2015, quando extinguiu suas tabelas de resgates award e passou a cobrar valores dinâmicos, vinculados à demanda do voo buscado.

Embora não tenha tido repercussão imediata, essa nova sistemática elevou absurdamente a maioria dos resgates do programa, especialmente para voar na Classe Executiva (Delta One) da companhia americana.

Apesar disso, o programa ainda mantém alguns excelentes resgates, como mostramos, inclusive, em algumas matérias do quadro Resgates de Primeira.

Air France/KLM Flying Blue

O programa de fidelidade do Grupo Air France/KLM (que engloba Transavia, AirCalin, Kenya Airways e Taron), tem uma gama consistente de oportunidades de resgates, quer para voos próprios, quer para voar com os parceiros SkyTeam.

Além disso, permite acumular e resgatar milhas em outros parceiros bilaterais, o que inclui a brasileira GOL, assim como parceiros de outras alianças, como JAL – Japan Airlines, Qantas e Malaysia Airlines, da aliança oneworld e Copa Airlines, membro da Star Alliance.

Embora não seja reconhecido por ter aqueles sweetspots desejados por todos, tem alguns resgates muito interessantes, sobretudo nas promoções mensais que realiza (Promo Rewards), com descontos reais entre 25% e 50% do valor padrão cobrado para os trechos.

Nesse mês de dezembro, por exemplo, além de descontos entre pares de cidades europeias, nos resgates de curta e média distância, está oferecendo 25% de desconto em voos de longo curso da Europa para diversos destinos no Canadá, tanto em Classe Econômica, quanto em Classe Executiva. Na promoção, por exemplo, é possível resgatar Roma-Paris-Montreal, em dois voos na Classe Executiva da Air France, por apenas 39.750 milhas Flying Blue, o que é excelente.

Além disso, o programa é a única alternativa para voar na super exclusiva cabine de Primeira Classe da Air France, a La Première, como Ale mostrou nesse post.

Apesar de custar bastante caro, mesmo em milhas, é uma opção infinitamente mais barata que investir alguns milhares de euros, para voar pagante nessa cabine tão luxuosa e requintada.

Podemos dizer, portanto, que a chegada do Flying Blue ao MR do Amex Santander, começa a posicionar o programa num patamar diferenciado.

Espero que seja apenas o começo de uma constante adesão de parceiros premium, para dar ao MR do Amex-Santander, uma feição mais próxima da que temos no “original” Membership Rewards do mercado americano.


Análise das taxas de transferência, custo e oportunidades de resgates

Embora a máxima do mercado nos ensine, com razão, que a melhor utilização das nossas milhas e pontos seja para resgates aéreos, sobretudo quando os meios de geração são uniformes para programas aéreos e hoteleiros, há boas oportunidades de fazer uso eficiente dos pontos MR, para economizar em hospedagem, em especial em períodos de alta temporada e feriados.

Vamos, assim, tentar simular os custos efetivos de geração dos pontos MR, e avaliar a vantajosidade do seu uso nos programas de hotelaria vinculados ao programa do Santander.

Hilton Honors

Apesar de ser um excelente programa e dar acesso a um gigantesco acervo de hotéis, dos mais variados níveis de luxo e conforto, o programa usa uma pontuação elevada na troca de pontos por noites de hospedagem, o que piorou após a extinção da tabela de resgates por categoria e a efetiva incidência de resgates dinâmicos. Mesmo em promoções, os valores convertidos não apresentam a mesma eficiência que se tem para a utilização dos pontos para resgates aéreos.

Membership Rewards American Santander

Ainda assim, há algumas boas oportunidades, como mostraremos adiante.

  • Taxa de transferência x custo

A taxa de transferência do Membership Rewards do Amex-Santander para o Hilton Honors, é 1:1, podendo ser transferidos blocos a partir de 1.000 pontos por operação.

Como a precificação em pontos é elevada, com valores que ultrapassam 120 mil pontos por noite de hospedagem, em alguns hotéis, não é tarefa fácil dar eficiência aos pontos MR, tendo em vista a baixa taxa de conversão (1:1).

  • Padrão comparativo

Para que tenhamos uma ideia de valoração dos pontos do MR, é preciso lembrar que a taxa de transferência do MR americano, para o programa Hilton Honors, é de 1×3, ou seja, a cada 1 ponto Merbership Rewards transferido, são gerados 3 pontos HH. Isso, na prática, dá uma enorme vantagem competitiva aos pontos gerados através do MR americano, e mostram a dificuldade de achar boa eficiência nas transferências do MR do Amex-Santander.

  • Resgates vantajosos

Mesmo com as dificuldades apontadas acima, é sim possível encontrar bons usos para os pontos MR, no programa Hilton Honors, como mostraremos agora.

Destino: Maldivas

  • Opção 1: Waldorf Astoria Maldives Ithaafushi
  • Valor: 120.000 pontos
  • Opção 2: Conrad Maldives Rangali Island
  • Valor: 95.000 pontos

Vale dizer que as pesquisas nas Maldivas trouxeram uma triste constatação: “naveguei” por todo o calendário, e as disponibilidades encontradas com esses valores, que seriam a antiga tabela, contavam nos dedos. Na maioria dos dias, os valores encontrados são exorbibantes, não raro acima de um milhão de pontos.

Destino: Seychelles

  • Opção 1: Mango House LXR Hotels & Resorts 
  • Valor: 95.000 pontos
  • Opção 2: Hilton Seychelles Labriz Resort & Spa
  • Valor: 80.000 pontos

Destino: Hawaii

  • Opção 1: Waldorf Astoria Grand Wallea
  • Valor: 95.000 pontos
  • Opção 2: Hilton Walkoloa Village
  • Valor: 65.000 pontos

Destino: Los Cabos (Baixa Califórnia, México)

  • Opção 1: Waldorf Astoria Los Cabos Pedregal
  • Valor: 120.000 pontos
  • Opção 2: Hilton Los Cabos Beach & Golf Resort
  • Valor: 70.000 pontos

Destino: Nova York

  • Opção 1: Conrad New York Downtown
  • Valor: 80.000 pontos
  • Opção 2: Hilton New York Fashion District
  • Valor: 35.000 pontos

Destino: Los Angeles

  • Opção: Waldorf Astoria Bervelly Hills
  • Valor: 95.000 pontos

Destino: Hong Kong

  • Opção: Conrad Hong Kong
  • Valor: 49.000 pontos

Destino: Singapura

  • Opção: Conrad Centennial Singapore
  • Valor: 60.000 pontos

Destino: Bali

  • Opção 1: Conrad Bali
  • Valor: 55.000 pontos
  • Opção 2: Hilton Bali Resort 
  • Valor: 35.000 pontos

Tomando por base o CPM de US$5 para os pontos Hilton Honors, que é o valor promocional que o programa tem vendido pontos, em promoções, como essa que mostramos aqui no PP, podemos dizer que os resgates mostrados, mesmo considerando a pontuação elevada, ainda se mostram vantajosos em relação aos preços pagantes. Essa vantagem fica ainda mais evidente quando considerados, como frisamos no começo, os benefícios de noite grátis e não incidência de taxas, nas reservas com pontos.

O ponto negativo, reafirmamos, é a precificação dinâmica, que tem feito com que encontremos pouquíssimas datas, nos hotéis mais concorridos, com essa tarifas.

Marriott Bonvoy

A pontuação cobrada pelo Marriott Bonvoy, em regra, apresenta valores absolutos consideravelmente inferiores aos cobrados no programa da rede Hilton, para hotéis de categoria igual ou similar. Daí já se vê que é mais fácil encontrar boas oportunidades de troca de pontos, neste programa, do que no comentado anteriormente. E a vantajosidade é ainda maior, para alguns hotéis específicos, cujos valores pagantes são exorbitantes, sobretudo em períodos de alta temporada.

Membership Rewards American Santander

Vale mais uma vez, a observação de que, em regra, mesmo nas boas oportunidades, os valores convertidos não apresentam a mesma eficiência que se tem para a utilização dos pontos para resgates aéreos.

Aqui, entretanto, consegue-se encontrar mais oportunidades, com vantagens mais visíveis, como mostraremos adiante.

O ponto negativo, que merece registro, é que o Marriott Bonvoy já anunciou que vai extinguir a tabela de resgates, o que poderá importar num significativo aumento do valor cobrado em pontos, em especial nos períodos de alta demanda, quando as vantagens, na sistemática atual, são mais relevantes.

  • Taxa de transferência x custo

A taxa de transferência do Membership Rewards do Amex-Santander para o Marriott Bonvoy é também de 1:1. Assim como no Hilton Honors, podem ser transferidos blocos a partir de 1.000 pontos por operação.

Como a precificação em pontos é menor que a do HH, já se encontra boas oportunidades de uso com mais frequência.

  • Padrão comparativo

Para que tenhamos uma ideia de valoração dos pontos do MR, é preciso lembrar que a taxa de transferência do MR americano, para o programa Marriot Bonvoy, é de 1×1,5, ou seja, a cada 1 ponto Merbership Rewards transferido, é gerados 1, 5 ponto Marriott Bonvoy. Apesar da desvantagem da ordem de 33% em relação às transferências do MR americano, a diferença não é tão elevada que impeça de encontrar bons usos para os pontos transferidos. Não devemos esquecer, também, das maiores facilidades de geração de pontos no mercado nacional, sobretudo se o Santander incluir o cartão numa generosa promoção Bateu-Ganhou. A ver!

  • Resgates vantajosos

Com o deságio menor em relação ao MR americano, há maior facilidade de se encontrar bons usos para os pontos MR transferidos para o programa Marriott Bonvoy, como mostraremos agora.

Destino: Maldivas

  • Opção 1: The Westin Maldives Miriandhoo – Beach Villa
  • Valor: 50.000 pontos
  • Opção 2: The Westin Maldives Miriandhoo – Overwater Villa
  • Valor: 68.000 pontos

Destino: Maldivas

  • Opção 1: Le Meridien Maldives Resort & Spa – Beach Villa – Lagoon 
  • Valor: 30.000 pontos
  • Opção 2: Le Meridien Maldives Resort & Spa – Overwater Villa – Ocean view
  • Valor: 40.000 pontos

Destino: Bora-Bora (Tahiti)

  • Opção: The St. Regis Bora Bora Resort 
  • Valor: 85.000 pontos

Destino: Nova York

  • Opção 1: Renaisssance New York Times Square Hotel
  • Valor: 50.000 pontos
  • Opção 2: The Westin New York Grand Central
  • Valor: 40.000 pontos

Destino: São Francisco

  • Opção 1: The St. Regis San Francisco
  • Valor: 70.000 pontos
  • Opção 2: The Westin San Francisco on Union Square
  • Valor: 40.000 pontos

Destino: Paris

  • Opção 1: Renaisssance Paris Arc de Triomphe Hotel
  • Valor: 50.000 pontos
  • Opção 2: The Westin Paris – Vendôme
  • Valor: 50.000 pontos

Destino: Veneza

  • Opção 1: The St. Regis Venice
  • Valor: 70.000 pontos
  • Opção 2: The Gritti Palace, a Luxury Collection Hotel, Venice
  • Valor: 70.000 pontos

Destino: Londres

  • Opção: W London
  • Valor: 60.000 pontos

Destino: Monte Carlo (Principado de Mônaco)

  • Opção: Le Méridien Beach Plaza
  • Valor: 70.000 pontos

Destino: Santorini – Oia

  • Opção: Mystique, a Luxury Collection Hotel, Santorini
  • Valor: 85.000 pontos

Destino: Doha

  • Opção 1: The St. Regis Doha
  • Valor: 35.000 pontos
  • Opção 2: Four Points by Sheraton Doha
  • Valor: 10.000 pontos

Destino: Singapura

  • Opção 1: The St. Regis Singapore
  • Valor: 40.000 pontos
  • Opção 2: The Westin Singapore
  • Valor: 30.000 pontos

Destino: Tóquio

  • Opção 1: The Ritz-Carlton, Tokyo
  • Valor: 85.000 pontos
  • Opção 2: Courtyard Tokyo Ginza Hotel
  • Valor: 30.000 pontos

Destino: Bangkok

  • Opção 1: The St. Regis Bangkok
  • Valor: 30.000 pontos
  • Opção 2: Le Méridien Bangkok
  • Valor: 31.000 pontos

Tendo por base o CPM dos pontos do Marriot Bonvoy a US$8,35, ainda há reservas muito razoáveis com pontos, dados os altíssimo valores pagantes da maioria desses hotéis mostrados. Como dissemos antes, a menor desvantagem do fator de conversão, relativamente ao MR americano, permite-se encontrar melhores opções de reservas neste programa.

Ainda assim, nada se compara ao uso desses pontos através dos parceiros aéreos, sobretudo para voar nas rotas que oferecem resgates mais favoráveis, como veremos adiante.

Como dissemos antes, o uso em parceiros aéreos, é o que dá maior eficiência às nossas de milhas e pontos, especialmente quando conseguimos bons resgates para voar em cabine premium.

Delta SkyMiles

Apesar das mencionadas mudanças implantadas em 2018, que importaram na eliminação da tabela de resgates – para voos próprios, na prática – o programa da Delta ainda é capaz de gerar alto valor agregado às milhas SkyMiles, sobretudo para quem não se preende às primeras impressões e tem disposição para “cavar mais fundo” em busca de oportunidades.

Membership Rewards American Santander

  • Taxa de transferência x custo

A taxa de transferência MR-Santander para Delta SkyMiles, é de 1:1, a mesma oferecida para os parceiros de hotelaria. Aqui, a transferência mínima parte de 30.000 pontos, podendo ser adicionados blocos mínimos de 1.000 pontos a esse valor.

Apesar das dificuldades de encontrar bons resgates para voar na Classe Executiva (Delta One) da própria Delta, o programa oferece alguns sweetspots, que podem gerar altíssima eficiência aos seus pontos MR, como, inclusive, mostramos aqui no PP, no nosso quadro semanal: Resgates de Primeira – Passagem em Classe Executiva de Nova York para Tel Aviv com milhas do Delta SkyMiles e Resgates de Primeira – Passagem em Classe Executiva de Seul para Cidade do Cabo com milhas do Delta SkyMiles.

  • Padrão comparativo

A taxa de transferência MR-Santander para Delta SkyMiles, incrivelmente, é a mesma utilizada pelo MR americano, de 1:1, o que é excelente.

Essa, também, era a taxa utilizada pelo antigo MR dos Amex-Bradesco, de modo que, para quem já usava os bons resgates do programa, sua inclusão nos MR do Amex-Santander, representou a volta de meios de gerar milhas SkyMiles.

  • Resgates vantajosos

Como mencionamos, embora só haja bons resgates para voar Delta One (Classe Executiva), nas campanhas promocionais – realizadas com alguma regularidade pela Delta – o programa manteve ótimos sweetspots com parceiros, alguns exclusivos no mercado brasileiro, como a Virgin Atlantic, que mostramos nesse post dos Resgates de Primeira. Assim, vamos mostrar bons resgates no programa:

Rota: Nova York – Tel Aviv (Israel) – Conexão em Londres

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Executiva (Upper Class) / Virgin Atlantic
  • Valor: 85.000 milhas SkyMiles

Membership Rewards American Santander

Começamos com essa emissão, que foi uma das que mostramos no nosso quadro Resgates de Primeira, para pontuar esse bom sweetspot do programa, que é voar da Costa Leste/Centro do Estados Unidos ou Canadá, para o Oriente Médio, que recebe a mesma tarifação dos voo para a Europa, 85.000 milhas Skymiles.

É preciso reconher, entretanto, que onde o Deta Skymiles é imbatível, é nos resgates para voar dentro dos Estados Unidos em Classe Econômica, inclusive nos voos transcontinentais (cruzando da Costa Leste à Oeste), assim como da Costa Leste/Centro, para o Caribe. Vamos ver alguns exemplos:

Rota: Nova York – São Francisco (direto)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Econômica/ Delta Airlines
  • Valor: 6.500 milhas SkyMiles

Membership Rewards American Santander

Rota: Orlando – Los Angeles (direto)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Econômica/ Delta Airlines
  • Valor: 4.500 milhas SkyMiles

Membership Rewards American Santander

Miami – Chicago (conexão em NYC – LGA)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Econômica/ Delta Airlines
  • Valor: 4.500 milhas SkyMiles

Membership Rewards American Santander

Rota: Seatle – Honolulu, Hawaii – (conexao em Los Angeles)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Econômica/ Delta Airlines
  • Valor: 9.000 milhas SkyMiles

Rota: Seatle – Anchorage, Alasca (direto)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Econômica/ Delta Airlines
  • Valor: 2.500 milhas SkyMiles

Membership Rewards American Santander

Rota: Nova York – Cancun – (conexao em Atlanta)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Econômica/ Delta Airlines
  • Valor: 5.500 milhas SkyMiles

Rota: Nova York – Bahamas – (direto)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Econômica/ Delta Airlines
  • Valor: 7.000 milhas SkyMiles

Rota: Nova York – Punta Cana – (conexao em Atlanta)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Econômica/ Delta Airlines
  • Valor: 5.500 milhas SkyMiles

É de ver, também, que o programa oferce valores bastante razoáveis para voar para o Brasil com o parceiro bilateral LATAM, como mostram os exemplos abaixo.

Rota: São Paulo – Miami – (direto)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Econômica/ LATAM Airlines
  • Valor: 25.000 milhas SkyMiles

Membership Rewards American Santander

Rota: São Paulo – Las Vegas – (conexão em NYC – JFK)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Executiva/ LATAM Airlines + Primeira Classe Doméstica da Delta Airlines
  • Valor: 95.000 milhas SkyMiles

Esse não é um valor que possa ser considerado dos melhores, mas pode ser uma alternativa razoável, nesses tempos de alta demanda, onde resgates entre Brasil e Estados Unidos estão raros, ou caríssimos.

Aliás, o programa também podem ser um coringa para resgates domésticos no Brasil, naquelas rotas/datas onde os programas nacionais estejam com valores exagerados, uma vez que cobra a tarifa fixa de 10.000 milhas por trecho, como mostra o exemplo abaixo:

Rota: São Paulo – Recife – (direto)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Econômica/ LATAM Airlines
  • Valor: 10.000 milhas Skymyles

Membership Rewards American Santander

Por fim, há resgates bem interessantes intra-Europa, onde também a tarifação segue um padrão fixo. Vamos dar dois exemplos de resgates para voar Air France, um em Classe Econômica (10.000 milhas) e outro em Classe Executiva (25.000 milhas).

Rota: Paris – Atenas – (direto)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Econômica/ LATAM Airlines
  • Valor: 10.000 milhas Skymyles

Apesar da pesquisa acima já apresentar uma opção em Classe Executiva, vamos mostrar um segundo, que reputo ainda melhor, já que liga Paris, em pleno auto-verão europeu, diretamente à Ilha de Mykonos, cobrando as mesmas 25.000 milhas em Classe Executiva.

Rota: Paris – Mykonos – (direto)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Executiva / Air France
  • Valor: 25.000 milhas Skymyles

Membership Rewards American Santander

Não se desconhece que 25 mil milhas não é um valor que possa ser considerado uma pechinca, mas leve em consideração a rota e o período, onde o valor pagante é elevado. Aliás, por questão comparativa, considere que o programa AAdvantage, da American Airlines, que é praticamente uma unanimidade em ser considerado um dos melhores do mercado, cobra 12.500 e 22.500 milhas, respectivamente em Classe Econômica e Executiva, para voos intra-Europa.

Air France/KLM Flying Blue

Embora, como dissemos antes, o programa não apresente aquela barganha inacreditável, há uma gama de bons resgates que o posicionam dentre os bons programas de fidelidade do mercado aéreo internacional, por isso comemoramos sua inclusão recente, dentre os parceiros do Merbership Rewards dos Cartões American Express vinculados ao Santander.

Membership Rewards American Santander

Destacaria as Promo Rewards, como um mecanismo efetivo de dar alto valor e efetividade às milhas Flying Blue, especialmente para voos longos, voando na Classe Executiva internacional da Air France ou KLM.

Além disso, a grande variedade de parceiros aéreos (36, no total), tornam o programa um coringa para o viajante frequente, que sempre encontrará aquela conectividade desejada, qualquer que seja seu destino.

  • Taxa de transferência x custo

A taxa de transferência MR do Amex-Santander para o Flying Blue, também é de 1:1, mesmo dos demais parceiros que o programa ostenta, no momento, o que é ótimo.

Deve-se destacar, inclusive, que o programa, salvo nas promoções do SkyMiles, é uma opção melhor para voar na Classe Executiva (Delta One), do que o próprio programa da Delta.

  • Padrão comparativo

A taxa de transferência MR do Amex-Santander para o Flying Blue é a mesma utilizada pelo Membership Rewards dos cartões American Express americanos, de 1:1, o que é excepcional.

  • Resgates vantajosos

Vamos nos focar em alguns bons resgates do programa, inclusive, aproveitar para mostrar as boas oportunidades da Promo Rewards vigente esse mês.

Começamos com um resgate pouco usual, e normalmente só possível através do Flying Blue, já que raramente oferece vagas nessa rota para parceiros, sobretudo em Classe Executiva.

Rota: Los Angeles – Papeete, Tahiti, Polinésia Francesa – (direto)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Executiva / Air France
  • Valor: 95.000 milhas Flying Blue

Membership Rewards American Santander

Merece destacar, nesse resgate, que o voo não é operado pela Air France utilizando o benefício da 5ª Liberdade do Ar, já que Papete, na ilha do Taiti, encravada no longínquo pacífico sul, é a capital da Polinésia Francesa, território ultramarino da França, portanto.

Aproveitamos, agora, para mostrar um dos melhores sweetspots do programa, que é para vaoar entre América do Norte e Israel, onde são cobrados apenas 55.000 milhas em Classe Executiva.

Rota: Nova York – Israel – (conexão em Paris)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Executiva / Air France
  • Valor: 55.000 milhas Flying Blue

Membership Rewards American Santander

Nesse próximo, tiramos proveito da promoção vigente esse mês (Promo Rewards), em que está sendo oferecido o desconto de 25% entre Europa e diversas cidades do Canadá, inclusive Toronto:

Rota: Toronto – Roma – (conexão em Paris)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Executiva / Air France
  • Valor: 39.750 milhas Flying Blue

Membership Rewards American Santander

Vamos seguir mostrando outros bons resgates onde o programa é mais competitivo – ligação entre Europa e América do Norte. Nessa, mostramos um voo longo entre a Costa Oeste dos Estados Unidos e a Europa, por uma tarifa bastate razoável.

Rota: Los Angeles – Paris – (direto)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Executiva / Air France
  • Valor: 67.500 milhas Flying Blue

Membership Rewards American Santander

Outro bom sweetspot do programa, como se sabe, é a ligação entre América do Norte e Norte da África. Vamos, para exemplifcar, um resgate para voar da distante Vancouver, na Costa Oeste do Canadá, para Casablanca, no Marrocos, com conexão em Paris.

Rota: Vancouver – Casablanca – (conexão em Paris)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Executiva / Air France
  • Valor: 55.000 milhas Flying Blue

Membership Rewards American Santander

O exemplo seguinte, vamos mostrar apenas por curiosidade. Como falamos no começo, embora integrante do SkyTeam, o Flying Blue tem parcerias bilaterais com diversas outras companhias, inclusive integrantes de outras alianças, como a JAL – Japan Airlines, que integra a oneworld. Por isso, vamos mostrar uma viagem de São Francisco a Tóquio, voando com a JAL.

Rota: São Francisco – Tóquio – (conexão em Seatle)

  • Classe / Companhia Aérea: First Doméstica da Delta no primeiro trecho + Classe Executiva da JAL entre SEA-NRT
  • Valor: 115.000 milhas Flying Blue

Membership Rewards American Santander

Essa não é a maneira mais barata de voar pelo programa entre os Estados Unidos e a Ásia. Voando apenas com Air France, há uma clara redução de custos, como mostra o próximo exemplo:

Rota: Nova York – Seoul – (conexão em Paris)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Executiva / Air France
  • Valor: 102.500 milhas Flying Blue

Membership Rewards American Santander

O programa ainda permite outras boas oportunidades de resgate, como da costa Oeste para o Hawaii, voando na Classe Econômica da Delta.

Rota: Seatle – Honolulu, Hawaii – (conexão em Los Angeles)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Econômica / Delta Airlines
  • Valor: 17.500 milhas Flying Blue

Membership Rewards American Santander

Por fim, vamos mostrar dois bons resgates ligando o Brasil ao Japão e ao Oriente Médio, respectivamente, ambos com dois voos longos na ótima Classe Executiva da Air France, por um valor absoluto em milhas excepcional.

Rota: São Paulo – Tóquio – (conexão em Paris)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Executiva / Air France
  • Valor: 112.500 milhas Flying Blue

Membership Rewards American Santander

Rota: São Paulo – Tel Aviv – (conexão em Paris)

  • Classe / Companhia Aérea: Classe Executiva / Air France
  • Valor: 83.500 milhas Flying Blue

Membership Rewards American Santander

Esse útimo não é excelente apenas por ligar Brasil a Oriente Médio, mas por estar tarifado mais barato que um voo direto apenas entre São Paulo e Paris. Podemos dizer, assim, que esse é ouro bom sweetspot do programa.


Comentário

É muito bom ver o Santander trazer algo diferente para o mercado de cartões de crédito e programas de fidelidade do Brasil.

Embora a maioria dos parceiros que até aqui que integram o Membership Rewards do Amex Santander, já estarem acessíveis por outros meios, como o próprio Flying Blue, que é parceiro Livelo, ter o mesmo com a taxa de conversão 1:1 é um grande diferencial.

Resta sugerir uma melhor equalização das taxas para os parceiros de hotelaria, já que 1:1, de fato, não faz sentido, parabenizar pelas “boas aquisições” de Delta SkyMiles e (principalmente) Air France/KML Flying Blue e torcer para que gostem – e considerem atender – das sugestões dos parceiros que entendemos que agregariam muito valor ao programa – Mileage Plus, LifeMiles e Skywards) – o que faria o Membership Rewards do Santander, na opinião deste editor, o melhor programa de fidelidade de cartões de crédito do Brasil.

Gostaríamos de saber, na opinião dos nossos leitores, quais outros parceiros vocês gostariam de ver integrados ao programa?

Hotéis com Desconto + Selos
Hotéis com Desconto + Selos
5% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2023!
Hotéis com Desconto
Hotéis com Desconto
8% de desconto em estadias até 31 de março de 2023!
Seguro Viagem com Pontos e Desconto
Seguro Viagem com Pontos e Desconto
4 pontos Livelo por real gasto + 70% de desconto!
Clube de Milhas
Clube de Milhas
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Compras com Desconto
Compras com Desconto
5% de desconto em itens vendidos e entregues pelo Magalu!
Gerencie suas Milhas
Gerencie suas Milhas
6 meses grátis do AwardWallet Plus para novos usuários!
Ver todos os cupons

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

10 anos! O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.