fbpx

Cashback ou pontos bonificados? O que vale mais a pena?

Notícias Tutoriais

Por Dérek Arakaki

Com frequência abordamos aqui no Passageiro de Primeira as possibilidades de acumular pontos/milhas para te ajudar a emitir uma passagem, entre elas as promoções de compra de produtos que oferecem um acúmulo diferenciado.

Apesar de diversas ofertas que oferecem 5, 10 até 20 pontos por real gasto em determinada empresa, há outros serviços no mercado que também oferecem benefícios nesse tipo de compra, por exemplo, os famosos cashbacks. Porém, esses dois benefícios, na maioria das vezes, não podem ser combinados, o que costuma levantar a dúvida: O que vale mais a pena? Receber o cashback ou acumular pontos?


A diferença entre cashback e pontos bonificados

Antes de iniciar nossa análise, vou explicar as diferenças entre essas dois tipo de benefício:

  • Cashback:

O cashback ou traduzindo “dinheiro de volta”, significa receber uma parte do dinheiro gasto em uma compra de volta. Ele não altera o preço da sua compra como os cupons de desconto, mas te reembolsa parte do valor gasto, depois da compra feita. Este benefício é oferecido por empresas como a Méliuz, Ame Digital, entre outras. Em alguns casos é possível inclusive combinar cashbacks de mais de uma empresa. Temos um post aqui que ensinamos como utilizar o Méliuz.

  • Pontos Bonificados

Os programas de fidelidade possuem parcerias com empresas dos mais diversos setores. Quando uma compra é realizada através dessas parcerias, o cliente recebe pontos/milhas no programa escolhido. Esse tipo de transação é conhecida no mercado como Compre e Pontue.

Durante períodos promocionais, essas parcerias oferecem um acúmulo turbinado para incentivar as vendas, ou seja, você recebe mais pontos/milhas do que o acúmulo padrão. São promoções que sempre divulgamos aqui no PP.


Posso combinar cashback com pontos bonificados?

Na maioria das vezes, essas duas ofertas não podem ser combinadas. O motivo é muito simples: os links das ofertas.

Tanto no cashback quanto para acumular pontos, as compras devem ser feitas por links específicos disponibilizados pelas empresas.

Por exemplo, se você quer aproveitar o cashback que o Méliuz oferece com o Pontofrio, você deverá realizar suas compras através do link disponibilizado pela própria Méliuz. Da mesma forma, se você quer aproveitar o acúmulo bonificado de pontos LATAM Pass em compras no Pontofrio, você deve realizar suas compras pelo link disponibilizado no site do LATAM Pass.

Ou seja, dependendo do tipo de compra, será necessário escolher uma opção e comprar pelo link da oferta desejada.


Analisando as promoções

Para esse exemplo, vou utilizar 4 promoções que ocorrem com certa frequência no mercado.

  • Oferta 1: Cashback de 3% do Méliuz na Americanas
  • Oferta 2: Cashback de 10% da Ame na Americanas
  • Oferta 3: LATAM Pass oferecendo 4 pontos por real gasto na Americanas
  • Oferta 4: Livelo oferecendo 5 pontos por real no Pontofrio

Como disse anteriormente, algumas ofertas de cashback podem ser combinadas entre elas, oferecendo um benefício cumulativo. Essa estratégia é chamada de stacking – falamos mais sobre isso nesse post.

Selecionei, por exemplo, um produto na Americanas que no momento em que escrevo o post se encaixa nas condições acima. Primeiro, o Méliuz está oferecendo 3% de cashback na Americanas:

Cashback ou pontos bonificados

Em seguida temos o cashback da Ame (apenas para sites selecionados, incluindo Americanas) variando entre os produtos. Para o exemplo abaixo é de 10%:

Cashback ou pontos bonificados

Em paralelo, uma oferta que já aconteceu entre LATAM Pass e Americanas, oferecendo 4 pontos por real gasto:

E por fim a outra oferta passada entre Livelo e Pontofrio, que ofereceu 5 pontos por real gasto:

Com isso temos 4 ofertas ocorrendo ao mesmo tempo, mas qual delas é a mais vantajosa?


Fazendo as contas

Vou separar essa compra em 3 cenários, sendo o primeiro combinando as duas ofertas de cashback, o segundo recebendo pontos LATAM Pass e o terceiro recebendo pontos Livelo. Lembrando que em todos os casos, ao realizar a compra com seu cartão de crédito, você receberá os pontos bases do programa do seu cartão de crédito sobre o valor da transação. Como esses pontos se aplicam a todos os cenários, não vou incluí-los nas contas.

  • Cenário 1: combinando cashbacks

Veja abaixo os benefícios oferecidos nessa compra e o valor final de cashback que seria recebido:

Valor do produto: R$459,00
3% cashback Méliuz: R$13,77
10% cashback Ame: R$45,90
Total de cashback: R$59,67

  • Cenário 2: ganhando pontos LATAM Pass

Agora a conta ao receber os pontos no LATAM Pass. Neste caso vou considerar um valor médio de mercado desses pontos de R$0,028, que conseguimos gerar através de promoções de compra de pontos com desconto do programa.

Valor do produto: R$459,00
4 pontos por real gasto: 1.836 pontos
Valor dos pontos: R$51,41 (1.836 x R$0,028)

  • Cenário 3: ganhando pontos Livelo

Já se a compra fosse feita na promoção da Livelo com o Pontofrio a conta é outra, já que os pontos Livelo possuem um valor médio de mercado diferente dos do LATAM Pass. Neste caso vou considerar um valor de R$0,042, que conseguimos gerar em promoções frequentes de compra de pontos com desconto do programa. Além disso, vou considerar que o preço do produto no Pontofrio fosse equivalente ao praticado na Americanas.

Valor do produto: R$459,00
5 pontos por real gasto: 2.295 pontos
Valor dos pontos: R$96,39 (2.295 x R$0,042)

Outro ponto a ser considerado nesse cenário é que os pontos Livelo são mais valiosos, já que podem ser transferidos com bônus para diversos programas de fidelidade aéreos (incluindo o  próprio LATAM Pass), ou seja, dependendo da promoção escolhida você terá uma quantidade maior no programa aéreo.

Por exemplo, em uma promoção que oferece até 120% de bônus entre Livelo e TAP, a quantidade de pontos mais que dobra no programa aéreo, permitindo que você extraia um valor ainda maior em sua compra.

Conclusão:

Se analisarmos o “benefício” recebido apenas nos cenários 1 e 2, neste exemplo, é mais vantajoso utilizar o cashback ao invés da compra bonificada. Basicamente, se você pegar o valor recebido de cashback para comprar pontos no LATAM Pass, será possível obter uma maior quantidade do que o que é oferecido comprando o produto diretamente na promoção do programa.

Agora, ao incluir um 3º cenário envolvendo outro programa de fidelidade, o benefício obtido na compra pela Livelo é quase o dobro que nos demais, tornando essa a opção mais vantajosa, além da possibilidade de extrair um valor ainda maior dependendo do uso desses pontos.

Algumas observações:

Ainda assim, vale fazer algumas observações:

  • o valor do cashback de uma empresa varia diariamente;
  • o valor do cashback de um produto varia ao longo do dia;
  • o valor de mercado do ponto/milha varia em cada programa de fidelidade;
  • existem regras para “transformar” o cashback de fato em dinheiro, em alguns casos ele só pode ser utilizado para pagar novas compras;
  • considere valores diferentes para o produto se a análise incluir varejistas diferentes.

Afinal, o que vale mais a pena?

Com isso, não é possível cravar qual a melhor decisão, já que as ofertas e condições são dinâmicas, mudando o tempo todo. Logo, a condição oferecida hoje pode ser totalmente diferente do dia de amanhã.

Porém, a ideia desse post é te ensinar a fazer essa análise, assim, quando você precisar adquirir algum produto, basta utilizar o racional acima antes de bater o martelo sobre qual caminho seguir.


Comentário

Espero que esse post te ajude a analisar promoções futuras. Como disse, não há como cravar certo e errado aqui, as contas devem ser feitas individualmente para a compra que você deseja realizar.

O meu exemplo foi de um item com custo não muito alto, mas em compras de maior valor, como um eletrodoméstico ou eletrônico, essa conta pode fazer toda a diferença na hora de decidir por qual caminho seguir.

Além disso, nem sempre todos os cenários acontecerão de forma simultânea, ou seja, acompanhar as promoções e os preços dos produtos é essencial para planejar suas compras, definindo o momento certo de realizá-las.

Outro ponto a se considerar é que estamos arbitrando o valor para um ponto/milha em cada programa de acordo com promoções passadas. Mas você tem a possibilidade de obter valores diferentes, inclusive muito mais atrativos, dependendo do seu uso. Falamos mais sobre esse assunto no post: Quanto vale uma milha? Quanto vale um ponto?

Você costuma fazer esse tipo de análise? Compartilhe suas experiências!

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.