fbpx

Classe Executiva da Lufthansa no A350-900 – A volta do voo entre São Paulo para Munique

Avaliações Cias Aéreas

Por Fábio Vilela

Como vocês já sabem – pois noticiamos diversas vezes aqui no PP – a Lufthansa trouxe de volta o voo São Paulo – Munique sem escalas, desta vez operado pelo moderno A350-900 da empresa.

Eu tive a oportunidade de estar no voo re-inaugural no último dia 03 à convite da LH, e hoje vou contar pra vocês como foi toda a experiência.

Logo no check-in em Guarulhos os passageiros foram convidados a fazerem um flipbook gratuitamente usando alguns acessórios como aeronaves, plaquinhas, cap de comandante, etc. Para vocês entenderem melhor, através desta tela verde o computador projetava imagens de cidades na Alemanha (que você mesmo escolhia) e depois um GIF era confeccionado e enviado para você por email. Além disto um flipbook físico também era entregue pra você levar para casa de lembrança. Adorei a iniciativa!

Como cheguei com bastante antecedência fiquei esperando na sala VIP da Star Alliance até dar o horário do embarque. Eu fui mais cedo pro portão pois queria participar do famoso “corte da fita” do voo.

 

Olha aí a belezinha aproximando do portão – aliás, esta máscara de “tiazinha” no cockpit + a envergadura das asas faz este avião ficar BEMMM sexy, não acham?

No horário previsto e sem atrasos, o corta da fita foi feito reunindo diretores da LH, tripulação e representantes da GRU Airport.

 

Vôo Lufthansa LH505 – 03/12/2019
São Paulo (GRU) Munique (MUC)
Assento: 8G – Classe Executiva
Partida: 18:00 / Chegada: 09:25+1 / Duração: 11h35
Aeronave: A350-900

Primeiro vamos entender o layout da executiva no A350-900 que tem 293 assento, 48 na executiva, 21 na Premium Economy e 224 na econômica. A business é divida em 2 partes – a primeira com 6 fileiras e a segunda com 2. Eu optei por sentar na segunda por ser mais privada e claro, menor.

Agora vamos as dicas de onde sentar – Como eu estava viajando sozinho minha única escolha seria os assentos do meio pois assim teria a liberdade de levantar sem incomodar o passageiro ao lado e vice-versa.

Eu optei pelo 8G pois ele fica na mini-cabine de executiva somente com 2 fileiras – além de ser mais privado é mais tranquilo e eu prefiro.

Detalhe: Este avião não tem First.

A Lufthansa tem um design único de poltronas na business que não segue nem o padrão espinha de peixe (como AA), nem o staggered (como Delta) e nem o tobogã. Ela tem um modelo próprio de assentos, seguindo a configuração 2-2-2 – o que eu particularmente não gosto pois a maioria das minhas viagens são sozinho – mas isto é um preferência pessoal minha.

Bom, como vocês podem ver o espaço/console entre um assento e outro nas fileiras do meio é maior o que te garante também um pouco mais de privacidade durante o vôo.

Nada como pegar um avião “novo” né? Detalhes da marca que fazem a diferença na cabine.

Como vocês podem ver, nas poltronas não há divisória retrátil entre as cadeiras.

Um ponto positivo da tela do entretenimento de bordo é que a mesma desacopla do suporte o que te permite movimentá-la para ajustar na direção do seu corpo.

Nesta foto da GoPro vocês conseguem ter uma idéia do layout da cabine principal da business.

Agora vamos ao quesito descanso dos pés – afinal vocês sabem que sou super “enjoado” com o bendito. Confesso que o footrest deste avião tem um layout incomum. As primeiras poltronas (Fileira 1 e 7) tem os maiores footrest pois estão direto na parede – portanto é uma boa escolha se você quer mais espaço.

Já nas fileiras do meio, teoricamente você  divide com o passageiro do lado e só tem uma “tábua” que impeça que você encoste no pé da outra pessoa. você. Quando as duas pessoas estão deitadas, a proximidade fica ainda maior.

Agora caso você opte por sentar nas fileiras laterais, o descanso dos pés afunila um pouco mais se comparado as fileiras do bulkhead (1 e 7).

Então minha sugestão de assentos no A350:

  • Viajando Sozinho: 1D, 1G,7D,7G
  • Viajando Acompanhado: 1A, 1C, 1H,1K ou 7A, 7C, 7H,7K

A poltrona quando reclinada é total flatbed e pelo layout você acaba dormindo na diagonal – o que não é problema algum.

Note que nas poltronas laterais o footrest é dividido entre o suporte de uma TV para outra, então o seu pé não encosta no do passageiro ao lado. Ponto positivo!

Nesta outro ângulo vocês conseguem ver a poltrona deitada e o espaço que fica entre um passageiro e outro.

A parte do encosto da cabeça fica protegida por um casulo, o que te garante um pouco mais de privacidade se sentar na poltrona que dá acesso ao corredor.

E pra quem gosta –  segue a foto do cockpit – uma belezura né?

Como era um voo “inaugural” todos os passageiros receberam um lebkuchenherz personalizado – este biscoito típico alemão.

O serviço começou com welcome drinks – tinha caipirinha, champagne, suco água. Ignorem a meia vermelha do coleguinha ao meu lado que estragou o fundo da minha foto, rs.

No console central que separa eu do outro passageiro estava o joystick da TV, a mesinha e o porta fone de ouvido.

O fone de ouvido é da AKG feito exclusivamente para a LH. A qualidade do som é muito boa assim como o conforto e ergonomia.

O controle da posição da poltrona tinha 3 posições pré-estabelecidas além da possibilidade de fazer o estofamento ficar mais firme ou mole.

Embaixo da TV fica o porta revistas, folhetos, etc. E mais embaixo tem um compartimento – como se fosse um porta-trecos que tinha uma garrafa d’água e a necessáire.

A manta e o travesseiro são ótimos – tanto em tamanho quanto em maciez.

O amenity kit vem em uma bolsinha de couro e tem meia, tapa olhos, alguns produtos da L’Occitane e kit de higiene bucal.

Além disto os passageiros recebem pijama -mas curiosamente somente a parte de cima -realmente não entendi, rs.

É uma camisa de manga cumprida da Van Laack – a mesma marca que dão na Primeira Classe.

No assento você também encontra uma espécie de colchonete para poder forrar a cadeira e melhorar seu conforto na hora de dormir.

O entretenimento de bordo é bem completo, variado e de interface fácil. Você encontra filmes, séries, TV ao vivo, jogos e até câmera para ver o que está acontecendo “lá fora”.

O avião também oferece wifi – e a boa notícia é que se você tiver BOINGO ou iPass pode acessar gratuitamente durante todo o voo.

Vale lembrar que se você tem MasterCard Black pode ter um conta Boingo sem custo (leia mais aqui), e se você tem cartão ELO – pode ter uma conta iPass sem custo (leia mais aqui).

Agora caso você não tenha nenhum destes provedores, poderá pagar para utilizar. Os preços variam de acordo com o uso.

Eu utilizei a internet durante todo o voo, a velocidade foi super satisfatória – ponto super positivo!

Os pedidos dos pratos foram feitos ainda em solo, logo depois das comissárias entregarem os menus.

Elas então começaram a oferecer os drinks com castanhas, antes de começarem a servir o jantar.

De entrada pedi o presunto de parma com noses aspargos –  tava ótimo. Os pães vieram quentinhos e em uma cesta para você poder escolher.

Logo em seguida trouxeram a salada – simples por final – apenas folhas, aspargos e tomate.

Optei pelo ravioli de abóbora e gengibre que estava ÓTIMO – saboroso, macio e no tempero certo!

Por fim, veio o prato e queijos e uma tortinha de chocolate – que tava divina!

Antes de desligarem as luzes da cabine, as comissárias ofereceram estes chocolates. A tripulação – de praxe da Lufthansa – sempre muito profissional fazendo o serviço de forma rápida, consistente e sem erros. É impressionante como em qualquer vôo da LH que você raramente há um deslize na hora do serviço. Pelo menos todas as minhas experiências foram positivas.

Durante o voo, na galley, fica montado um pequeno bar self-service com bebidas e alguns snacks.

Dormi boas horas apesar do “incomodo” do encosto dos pés, e acordei com a comissária me chamando pois já iam servir o café da manhã.  Detalhe especial para a Nutella – já ganhou meu coração. O omelete veio quente na temperatura ideal assim como os pães. Acabei não comendo os frios pois já estava satisfeito.

Uma coisa interessante é que até uns 20 minutos antes do pouso você consegue pedir um café da manhã expresso. Mas daí vem somente a bebida e um croissant, nada de bandeja.

Bom pessoal, a minha experiência foi positiva com a business da Lufthansa. Apesar de não aprovar o layout já que prefiro cias que agradem tanto a quem viaja sozinho ou acompanhado (1-2-1), acredito que a cia tem um produto bom e compatível com a necessidade dos passageiros de negócios que tanto usam esta rota, oferecendo vantagens como wifi de alta velocidade, um bom catering e a consistência do serviço alemão – que raramente você vê falhas.

E claro, com certeza viajaria de novo, ainda mais aproveitando as ofertas que eles fazem de 2×1 que acontece de vez em quando – afinal é um ótimo custo x benefício.

Vale lembrar que São Paulo passa a fazer parte de uma exclusiva lista de cidades nas Américas em que a Lufthansa conecta Munique com o A350-900. Agora o Lufthansa Group agora opera 26 voos semanais do Brasil para seus três hubs: Frankfurt, Munique e Zurique.

E vocês, já viajaram na executiva da Lufthansa? Como foi a experiência?

Avaliação

  • Check-in:
  • Embarque:
  • Poltrona:
  • Atendimento:
  • Refeição:
  • Entretenimento de bordo:
  • Amenity Kit:
  • Internet:
  • Pontualidade:
  • Limpeza:
Média
9.0

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.