fbpx

Como eu emiti 7 passagens em classe executiva para Disney por R$2.600 cada uma – Leitor de Primeira

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

No quadro #LeitorDePrimeira de hoje vamos compartilhar a história do Alcides Ogliari. Ele aproveitou as dicas do site e através da promoção que bonificava em 80% as transferências para o TAP Miles&Go emitiu passagens em classe executiva para Orlando para toda sua família (totalizando 7 passageiros).

Confira o relato do Alcides na íntegra!


Prezados amigos do PP,

Não sei se o relato que apresento aqui é tão interessante para ser publicado no espaço Leitor de Primeira, mesmo assim resolvi compartilhar pois fiquei muito empolgado com o sucesso na emissão das milhas.

Já viajei para os EUA em três oportunidades, sempre na companhia do meu irmão, meu parceiro de viagem. Na primeira vez (em 2014) fomos em 5 pessoas (eu, minha esposa, minha filha, meu irmão, e a esposa dele). Nossas famílias cresceram e hoje já somos em 8 viajantes (tenho 2 filhos e meu irmão mais 2). Em todas as vezes que viajamos ao exterior fomos de econômica. Nunca passou por nossa cabeça um dia viajar de classe executiva. Para nós, a classe executiva era uma realidade distante, nós embarcávamos na aeronave, passávamos pelo corredor da executiva, e víamos aquelas pessoas acomodadas em poltronas maiores, degustando vinho, e ficávamos só na vontade. A nossa última viagem para os EUA em 2017 foi uma experiência bem cansativa, voar com os pequenos num trecho longo nas poltronas apertadas (meu filho menor ainda tinha um ano e dividimos 3 poltronas com pouco espaço em 4 pessoas), isso nos deixou bastante exausto com a viagem. Eu e minha esposa passamos a noite toda em claro, simplesmente não conseguimos dormir.

Bom, foi então que este ano descobrimos o site do PP e vimos que voar de executiva estava também ao nosso alcance. E aí vai nosso relato:

Desde o ano passado, tanto eu como o meu irmão assinamos o clube Livelo 7 mil (que eu acho que vale muito a pena), e também utilizamos um cartão ELO Nanquim que pontua 2,2 por dólar. Já postei em um cometário no PP como fazemos para não pagar a anuidade do Elo Nanquim, mas em resumo eu peguei um cartão no banco com mais 3 adicionais (para minha esposa, meu irmão, e a esposa dele), e assim concentramos todas as despesas em uma única fatura e conseguimos atingir a meta para isenção da anuidade. Ah, vale lembrar que pagamos todos os boletos (escola das crianças, luz, condomínio, tudo) com o cartão de crédito, graças a aplicativos como Recarga Pay e Mercado Pago que não cobram taxas para pagamentos até um certo limite. Enfim, com o cartão black e assinatura do clube livelo conseguimos juntar um bom tanto de pontos.

No começo desse ano, depois de começar a acompanhar as postagens do PP e ver as dicas para emissão de executiva pelo programa da TAP, nós então começamos a planejar nossa próxima viagem aos EUA. Estávamos esperando uma promoção de 100% de bônus em transferência da Livelo p/ TAP, porém em março ou abril (não lembro) saiu uma de 80%, nos empolgamos e transferimos nossos pontos. Como ainda não tínhamos todos os pontos Livelo, acabamos comprando os pontos que faltavam para completar 400k TAP para mim (na minha família são 2 adultos e 2 crianças maiores de 2 anos) e 300k para meu irmão (ele tem um filho de 3 e outro de 1 ano). Nos meses seguintes vieram outras promoções de transferência Livelo/TAP, inclusive uma de 120% de bônus, mas fomos afobados e pegamos a primeira de 80%, rs.

Então, pontos TAP na conta, agora vinha a parte mais difícil, a emissão. Nosso objetivo era bem claro, viajar de executiva para Orlando em maio/2020. Orlando por causa das crianças e dos centros de compras que tem lá. Parece clichê, mas nós adoramos a cidade. E o mês de maio porque é uma época de clima agradável lá (é quente, mas não aquele calor insuportável do verão) e também porque fugimos das férias escolares. Por isso a emissão só poderia ser feita depois de junho/2019, pois antes disso não abria a disponibilidade nos vôos para maio/2020. Também não preciso dizer que nossa preferência era voar pela Azul, por causa da classe executiva no Airbus A330 e principalmente por causa da possibilidade de encaixar o trecho doméstico na mesma emissão (moramos em SC).

Chegou junho e nossas tentativas de emissão começaram. Como leitores assíduos que nos tornamos do PP já tínhamos muitas dicas do site e dos comentários de outros viajantes. Fizemos buscas de vôos pelo ExpertFlyer, site da ANA, e site da United, sempre seguindo os tutoriais preciosíssimos do PP. Com os resultados das buscas, tentamos primeiro emitir pela azul, eu buscando um vôo com 4 lugares e meu irmão buscando um vôo com 3. Tentamos umas 3 vezes. Como era de se esperar não conseguimos emitir Azul e fomos para o plano B: Copa ou Avianca, já que a United nem aparecia nos resultados das buscas. A grande vantagem da Copa e Avianca é que a disponibilidade é grande e tínhamos a chance de voar a família toda nas mesmas aeronaves. E foi exatamente isso que aconteceu. Com os resultados em mãos, ligamos para a TAP e eles encontraram os vôos nas datas que queríamos. Ida GRU/MCO pela Copa com conexão no Panamá, vôo noturno, sendo os dois trechos na executiva do Boing 737-800. E a volta, duas semanas depois, pela Avianca, MCO/GRU em vôo noturno, conexão em Bogotá, primeiro trecho no Airbus 320 e segundo trecho no Airbus A330.

Ficamos supersatisfeitos por conseguir pela primeira vez na vida emitir passagens para voar em executiva, e mais satisfeitos ainda por conseguir emitir os bilhetes para a família toda nos mesmos vôos, tanto na ida quanto na volta. E isso tudo só foi possível graças ao PP.

E por fim, algumas considerações:

  • Considerando o valor que pagamos nos pontos recebidos no clube livelo (7mil pontos por R$229,00 mensais), mais os pontos livelo comprados na promoção (1000 pontos por R$ 42,00) cada passagem me custou aproximadamente R$ 2200,00 mais taxas de emissão e embarque (83 euros). No entanto se eu tivesse utilizado somente pontos adquiridos via clube livelo e transferido pra TAP na promoção de 120% a passagem executiva para os EUA teria custado R$ 1380,00 mais taxas (83 euros). Apesar de perder a promo de 120%, esse valor final da executiva (R$ 2600,00 com taxas, cada bilhete) foi excelente. Se fosse comprar direto pela Copa e Avianca sairia mais de R$ 7000,00 cada bilhete, simplesmente inviável para mim.
  • Fizemos a emissão de 7 passagens (4 para mim e 3 para meu irmão) todos no mesmo vôo e tudo isso na mesma ligação para o callcenter da TAP. O atendente descontou 400k milhas da minha conta e 300k da conta do meu irmão. O porém neste caso é que NÃO deu pra pagar as taxas de embarque em dois cartões separados, o sistema deles não permite. Pagamos tudo no cartão do meu irmão. Por sorte os benefícios de assistência viagem do cartão VISA do meu irmão são extensíveis a todos os passageiros da reserva, independente do grau de parentesco (até ano passado somente o titular e dependentes do cartão VISA eram cobertos). Outro porém é que o call center da TAP NÃO aceita o pagamento das taxas com cartão ELO, isso nos privou de contar com alguns benefícios que o ELO tem e o VISA não.
  • Meu irmão tem um bebê de menos de 2 anos, então depois de emitir os bilhetes dele, da esposa e do filho mais velho por milhas, ele precisou ligar para a COPA e para a AVIANCA para emitir em separado a passagem do bebê de colo. Esse bilhete custou mais R$ 1700,00 reais (R$ 1000,00 a COPA e 700,00 da AVIANCA).

Bom amigos, era isso. Esse foi um relato feito para agradecer a vocês do site e aos leitores que compartilham suas experiências. Nossa viagem será somente ano que vem, mas estamos extremamente felizes e empolgados por ter conseguido emitir estes bilhetes na executiva.

Alcides Ogliari Junior
Joinville-SC


Comentário

É uma pena que nem todos os trechos serão operados em aeronaves maiores (widebodies). Em contato com o Alcides ele nos contou que tem conhecimento das aeronaves dessa emissão (B737, A320 e A330). Segundo ele, estas foram as melhores opções com disponibilidade para a família toda. Ele disse: “a Copa (ida) e Avianca (volta) nos serviram bem, especialmente porque conseguimos ir todos da mesma família nos mesmos vôos e porque conseguimos as datas e destino exatamente como desejávamos. Nós pesquisamos bastante sobre as aeronaves antes de emitir e já estamos cientes do que vamos pegar, rs. Só o fato de viajar com um pouco mais de espaço já vai fazer muita diferença”.

Se nunca passou pela cabeça do Alcides viajar de classe executiva – esse dia ficou em um passado distante! Só temos a parabenizá-lo pela emissão. Ele assinou clube de pontos, aproveitou promoções de transferência, concentrou gastos no cartão de crédito (pagando até boletos), aprendeu a utilizar o ExpertFlyer, o site da ANA e o da United. E agora vai levar toda a família para Orlando em classe executiva! #NinjaDetected

Se você também tem um história de sucesso e quer ter seu relato publicado aqui, siga as instruções deste post – será um prazer para nós!

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliações de voos, salas vips, hotéis, cartões de crédito e promoções.