fbpx

Companhias que operam no Canadá não precisam mais oferecer reembolso em dinheiro

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

As companhias aéreas que operam no Canadá não precisam mais oferecer o serviço de reembolso de um bilhete se o passageiro optar por cancelar uma viagem. Segundo a Agência Canadense de Transportes (CTA, em inglês), devolver o dinheiro gasto em uma emissão que foi cancelada devido à pandemia de coronavírus ajuda a agravar ainda mais a crise na aviação.

Assim como no Brasil, cujo governo também anunciou novas medidas para não prejudicar as companhias aéreas nacionais, o CTA disse que entende os dois lados, mas que é preciso ter um equilíbrio entre ambos.

A agência disse que “é importante considerar como encontrar um equilíbrio justo e sensato entre a proteção dos passageiros e as realidades operacionais das companhias aéreas nessas circunstâncias extraordinárias e sem precedentes. Por um lado, temos os passageiros que tiveram suas viagens canceladas de última hora e no outro uma companhia aérea que também foi pega de surpresa por conta do vírus. Nesse caso, não é necessário a devolução do dinheiro gasto na emissão, visto que muitas das empresas aéreas em geral estão enfrentando grandes quedas nas demandas de viagem. Resumindo, não se espera que as companhias aéreas que estão enfrentando problemas, tomem medidas que comprometam sua viabilidade econômica”, explicou.

Para solucionar os problemas causados com os cancelamentos, a agência aconselha as empresas aéreas canadenses a usar uma abordagem apropriada com seus clientes, como vouchers ou créditos que não expiram em curto prazo, 24 meses seria considerado razoável na maioria dos casos. O CTA continuará a fornecer informações, orientações e serviços a passageiros e companhias aéreas à medida que avançarmos neste período desafiador”, finalizou.

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.