fbpx

Conheça o Grupo Virgin do visionário empreendedor Richard Branson

Diversos Notícias

Por Alexandre Zylberstajn

Recentemente noticiamos aqui no PP o início das operações da Virgin Atlantic para o Brasil (anunciado para 2020). Como essa companhia nunca voou para nosso país, acreditamos que vale muito à pena não apenas conhecê-la melhor, como entender todo o universo do império à qual pertence, o “Virgin Group”.

O Virgin Group

São inúmeras as atividades em que esse grupo se envolve. Com mais de 60 negócios, a empresa atende mais de 53 milhões de clientes ao redor do mundo, com 69.000 funcionários em 35 países e mais de USD21 bilhões em faturamento anual.

Apesar da dispersão, o reconhecimento e o foco do grupo vão para sua atuação em 5 setores específicos: “viagem e lazer”, “telecom e mídia”, “música e entretenimento”, serviços financeiros e “saúde e bem-estar”. Vamos nos aprofundar no primeiro, o que mais nos interessa!


Viagem e Lazer           

Mesmo afunilando bastante o universo a ser explorado, ainda nos deparamos com mais de 10 empresas do grupo apenas nesse setor: hotéis (Virgin Hotels e Virgin Limited Edition, cujo portfólio de “luxury retreats” deixa qualquer um sonhando…”), agência de viagens (Virgin Holidays), corrida (Virgin Racing, que possui um time de fórmula E), trens (Virgin Trains, cuja malha ferroviária conecta seis das maiores cidades do Reino Unido), vinhos (Virgin Wines, que vende online vinhos de pequenas vinícolas ao redor do mundo), experiências (Virgin Experience Days, focada no mercado de presentes com experiências dos mais variados tipos), passeios de balão (Virgin Balloon Flights, a maior empresa do mundo desse tipo, novamente baseada no Reino Unido) e, por fim, “passeios de avião”! hehehehe

Brincadeiras à parte, se diminuirmos ainda mais o filtro e nos focarmos APENAS nas companhias aéreas do grupo, ainda sim teríamos que falar de quatro empresas (na verdade, de duas delas – mas explicaremos os detalhes abaixo):

Virgin Galactic (ok, aqui estamos “forçando um pouco a barra”, porque na verdade a Galactic, como o nome indica, é focada em voos para o espaço! Já imaginou dar uma voltinha ao redor da Terra e ver o globo inteiro da sua janelinha nesse jato que mais parece saído do Star Wars?);


Virgin America (deixa de existir pós fusão com a Alaska Airlines, mas vale recuperar o histórico);


Virgin Austrália

 


Virgin America   

Como o nome indica, esse era o braço Americano do grupo, baseado na Califórnia. Sua missão era “make flying good again”, ou fazer com que voar seja novamente algo bom! Nesse sentido, a marca não poupava esforços ou dinheiro para garantir sempre aviões novos, serviço diferenciado e, principalmente, amenities inesperadas e divertidas a bordo. Alguns exemplos ao longo dos anos incluíram manicure, TV ao vivo, iluminação na cor roxa, poltronas sempre de couro, flores frescas distribuídas por todas as partes – entre outros.


Virgin Atlantic 

Segunda maior companhia aérea do Reino Unido, a Virgin Atlantic já percorreu uma longa jornada desde sua fundação, em 1984. Como seu nome indica, seu foco é conectar a região com os principais destinos ao redor do mundo por meio de voos de longa distância para cidades como NY, LA, HK e, a partir do ano que vem, SP!

Assim como era com a Virgin America, a Virgin Atlantic (e todas as aéreas do grupo) busca se diferenciar por meio de features não comuns entre as legacies. Alguns de seus feitos ao longo dos mais de 30 anos de história incluem:

  • Foi a primeira companhia aérea a ter telas de entretenimento individuais nos aviões;
  • Possui um esquema de obtenção de milhas para animais de estimação (o “Flying Paws”);
  • Nomeia seus aviões de forma muito mais criativa do que estamos acostumados, como “Lady Love” e “Queen of the Skies”
  • Teve a audácia de publicar um slogan “mine is bigger than yours” (ou “o meu é maior que o seu”), referindo-se aos seus A340-600s (aviões mais compridos do mundo);

  • Possui um bar em seus A330 que causa inveja em algumas baladas por ai, repleto de cristais Swarovskis.

Podíamos seguir aqui com muuuuitas outras curiosidades sobre a empresa – mas achamos que já deu pra entender a “pegada” deles, né? Por isso estamos tão animados com a vinda da Virgin Atlantic para chacoalhar o mercado brasileiro!


Virgin Australia

Por último, mas não menos importante, vem a Virgin Australia – companhia aérea baseada na maravilhosa ex-colônia inglesa (como já devem ter percebido, o Sir Richard Branson gosta de manter seus negócios dentro dos territórios que dirigem do lado direito).

São mais de 45 destinos operados em toda a Austrália e uma rede internacional que chega a mais de 450 cidades ao redor do mundo. Alguns dos parceiros da Virgin incluem a Singapore, a Etihad e a Delta – o que torna seu programa de milhagem, o Velocity, bastante atrativo (o abordaremos em detalhe em outra matéria).

A Virgin Australia é constantemente reconhecida por seu serviço, sempre ganhando prêmios pelo atendimento diferenciado (tanto a bordo quanto em solo)!


O Veredito

Não é à toa que Richard Branson foi nomeado Sir na Inglattera: não são poucos os seus feitos. Sua missão de revigorar o setor aéreo não passa desapercebida e ajuda a indústria como um todo a buscar inovação e diferenciação – sobretudo em serviço.

Pouco a pouco vocês vão perceber que não é de hoje que sou FÃ de carteirinha dele!

Alguém por ai já voou em alguma das companhias do grupo ou se hospedou em algum dos hotéis? Voou de balão? Andou de trem? Como foi a experiência? Dividam com a gente!

Um abraço,

Ale

 

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliações de voos, salas vips, hotéis, cartões de crédito e promoções.